Defesa & Geopolítica

A Raytheon revelou um modelo do novo míssil ar-ar para o programa DRADM

Posted by

http://sistemasdearmas.com.br/not/notdradmraytheon.jpgDual Role Air Dominance Míssile (DRADM )

Texto Plano Brasil

E.M.Pinto

A Raytheon revelou um modelo do novo míssil ar-ar para o programa Dual Role Air Dominance Míssile (DRADM ) A arma em desenvolvimento deverá substituir os mísseis BVR da família  AMRAAM. Segundo as fontes, o projeto deveria ser lançado apenas em 2014, mas as notícias do voo do caça chinês J-20  e os avanços no programa PAK FA foram catalizadores e acabaram antecipando em um ano o programa, a DARPA pretende iniciar o programa já em 2013.

O míssil terá uma variante anti radar que deve substituir o atual AGM-86 HARM, empregado pelas três forças militares dos EUA e por inúmeros outros países.

Paralelamente ao DRADM a DARPA concedeu dois contratos para as empresas Boeing e Raytheon, o míssil  recebe o singelo apelido de “Triplo Target Terminator”(T3). O Programa, tem como base o programa Meteor o qual  está sendo acompanhado de perto pelos americanos e objetiva desenvolver um míssil de alta velocidade e longo alcance para fazer frente as novas gerações de mísseis russos que superam o AIM-120 em alcance e detecção bem como manobrabilidade.

http://defense-update.com/images_large3/t3_terminator.jpg“Triplo Target Terminator”(T3)

A arma será padrão para os vetores F-35, F-22 e F -15SE e foi desenhado para ser transportados em suas baias internas, adicionalmente também poderá ser transportado por VANTs e até mesmo bombardeiros estratégicos. O míssil será direcionado por sistema radar semi ativo mas também terá capacidade de operar por data link sendo vetorado por  aeronaves que não o lançador.

A Raytheon e a Boeing  receberam cada uma um contrato para desenvolver o míssil, ambas terão que apresentar seus protótipos num prazo de 1 ano.

Ambos os mísseis T3 e DRADM  possuem requisitos muito semelhantes, não se sabe ao certo qual deles será o vencedor do programa, o certo é que o vencedor destinam-se a substituir os atuais mísseis AIM-120 AMRAAM e AGM-88 HARM atualmente em serviço na US- NAVY, USAF e USMC além de muitas outras  Forças Aéreas Aliadas.

18 Comments

shared on wplocker.com