Categories
Defesa Fotos do Dia Sistemas de Armas

Mal chegou e H-60L Black Hawk da FAB…

…já será utilizado para missão de salvamento de vítimas das chuvas no RS.

Uma aeronave H-60L Black Hawk do Quinto Esquadrão do Oitavo Grupo de Aviação (5º/8º), Esquadrão Pantera, decolou às 12h00 da Base Aérea de Santa Maria para a missão de resgate às vítimas das enchentes na cidade de São Lourenço do Sul, no Rio Grande do Sul. A bordo do helicóptero estão militares especializados em busca e salvamento (SAR).  A estimativa de voo até o local é de cerca de 1 hora.


A cidade de São Lourenço do Sul sofre com uma forte chuva que começou na tarde da quarta-feira e se prolongava pela madrugada de hoje (10/3). As chuvas isolaram famílias e  preocupam a prefeitura do município do sul do Estado. A água acumulada fez com que rios e arroios transbordassem, provocando, a interdição da rodovia Porto Alegre-Pelotas (BR-116) na altura do km 471,4 em ambos os sentidos.


Está será a primeira missão dos Black Hawk, que chegaram ao esquadrão no dia 1º de março. Os helicópteros têm capacidade para 12 assentos ou até seis macas. É dotado de um guincho de resgate que suporta até 270 kg e possui uma autonomia de voo de cerca de  3h40min, variável com o peso de decolagem.

Fonte: FAB

Categories
Conflitos Destaques Fotos do Dia Geopolítica

Bandido ou mocinho? Chavez realmente odeia os EUA?

http://3.bp.blogspot.com/_cX9hjaflZh4/S2n9Ch19hgI/AAAAAAAAAFI/wk3gAhi1Vs0/s320/hugo-chavez+-+comendo+bandeira.jpg

Depois de ver este vídeo dê a sua opinião o discurso anti “Império” procede?

Chavez está mais para Sith ou para Jedi?

Categories
Geopolítica

Biden diz que é hora de ampliar cooperação econômica dos EUA com a Rússia

EFE  —  O vice-presidente dos Estados Unidos, Joe Biden, afirmou nesta quinta-feira que chegou a hora de ampliar a cooperação econômica de seu país com Moscou, mas também insistiu no interesse de Washington no desenvolvimento da democracia e na observação das liberdades na Rússia.

“Nos oito exercícios anteriores, nossa Administração não utilizou todas as possibilidades de cooperação que existiam. Chegou a hora de concentrar a atenção na economia”, disse Biden em reunião com primeiro-ministro russo, Vladimir Putin, no segundo dia de sua visita oficial a Moscou.

Por sua parte, o chefe do Governo russo destacou o aumento dos investimentos de seu país nos EUA, incluindo em setores sensíveis, como o da energia nuclear, e agradeceu às autoridades norte-americanas.

“As relações entre nossos países se desenvolvem bastante bem”, assinalou Putin, citado pelas agências russas, e relatou que no ano passado as trocas comerciais russo-americanas aumentaram 29%.

O primeiro-ministro russo lembrou ainda que em 2010 Moscou e Washington assinaram e ratificaram o novo tratado de desarmamento nuclear Start.

Putin aproveitou a ocasião para tocar um dos temas de grande sensibilidade na Rússia: os vistos.

“Se a Rússia e os EUA fizessem um acordo para um regime de isenção de vistos – e antes que façamos o mesmo com a União Europeia -, seria um passo histórico no desenvolvimento das relações russo-americanos”, disse.

Segundo a agência “Interfax”, Biden respondeu dizendo considerar a proposta uma “boa ideia”.

O chefe do Governo russo ressaltou que um passo como esse romperia “todos os velhos estereótipos entre Rússia e EUA”.

Pouco antes de se reunir com Putin, o vice-presidente americano se reuniu com representantes de organizações russas de defesa dos direitos humanos.

De acordo com os participantes do encontro, nele foi ressaltado que os EUA estão interessados no desenvolvimento da democracia e na observação das liberdades políticas na Rússia.

“Ele (Biden) disse que para os EUA os direitos humanos e a democracia são extraordinariamente importantes”, declarou à “Interfax” Lyudmila Alexeyeva, diretora do Grupo de Helsinque de Moscou (GHM).

Lyudmila acrescentou que os defensores dos direitos humanos afirmaram ao vice-presidente americano que eles não aspiram a chegar ao poder, mas que entendem como é importante para a Rússia que sejam realizadas eleições limpas.

“E isto se refere não só ao dia da votação, mas também à inscrição dos partidos, sua presença na televisão”, disse a diretora, em alusão ao fato de que a oposição não conta com as mesmas possibilidades do que os partidos governistas.

Segundo a diretora do GHM, Biden declarou que os Estados Unidos gostariam de ver a Rússia na Organização Mundial do Comércio (OMC), “mas como um país democrático, como um Estado de direito”, e que para isso é preciso fazer “determinados esforços”.

“Para ingressar na OMC, primeiro deve ser revogada a emenda Jackson-Vanik (que impõe limitações ao comércio com a Rússia) e, para isso, é necessário que o Congresso americano se convença de que nós estamos em conformidade com as normas democráticas”, disse.

No fim deste ano, a Rússia realizará eleições parlamentares e no final do primeiro trimestre de 2012, os russos elegerão seu próximo presidente.

Biden, que na véspera havia se reunido com o presidente Dmitri Medvedev, prosseguirá sua viagem nesta sexta-feira na Moldávia, onde se reunirá com os dirigente dessa antiga república soviética localizada entre Romênia e Ucrânia.

Fonte:  Terra

Categories
Conflitos Geopolítica

França reconhece rebeldes como representantes da Líbia

http://i2.ig.com/fw/by/1w/za/by1wzasrhix43azspx01l4j1d.jpg

AFP  —  A França reconheceu o Conselho Nacional de Transição, que reúne a oposição ao regime de Muammar Kadafi, como o único representante legítimo do povo líbio. A presidência francesa pretende enviar um embaixador para a cidade de Benghazi, controlada pelos rebeldes.

“A França reconhece o Conselho Nacional de Transição como o representante legítimo do povo líbio”, afirmou à imprensa Ali Issawi, emissário do Conselho, após uma reunião com o presidente francês Nicolas Sarkozy no Palácio do Eliseu.

A informação foi confirmada pela presidência francesa, o que fez da França o primeiro país a reconhecer o Conselho Nacional como único representante “legítimo”.

“Com base neste reconhecimento, vamos abrir uma representação diplomática, nossa embaixada em Paris, e um embaixador da França será enviado a Benghazi”, declarou Issawi.

“Este embaixador ficará de forma provisória em Benghazi, antes de seguir para Trípoli”, completou. A presidência francesa também confirmou os envios de embaixadores entre Paris e Benghazi.

O reconhecimento acontece um dia antes de uma reunião extraordinária de chefes de Estado e de Governo da União Europeia (UE), em Bruxelas, para abordar a situação na Líbia.

Durante o conselho europeu, o presidente francês vai propor um “plano global” para enfrentar a crise líbia.

Fonte:  Terra

Categories
Conflitos Geopolítica

Medvedev proíbe venda de armas ao regime de Muammar Kadafi

Presidente da Rússia, Dmitri Medvedev

EFE  —  O presidente da Rússia, Dmitri Medvedev, decretou a proibição da exportação de armas para o regime do líder líbio, Muammar Kadafi, informou o Kremlin nesta quinta-feira. O decreto do presidente russo assinala que fica proibida a “venda, provisão e transferência” de armas à Líbia, seja diretamente da Rússia ou de fora de seu território.

A proibição corresponde a todo tipo de armas e equipamentos militares, incluindo peças de reposição, e foi adotada, como assinala o decreto, em cumprimento da resolução do Conselho de Segurança da ONU que em 26 de fevereiro impôs sanções ao regime de Kadafi.

Além disso, a disposição presidencial inclui a revisão nos portos e nos terminais aéreos da Rússia de todas as cargas com destino à Líbia que apresentarem indícios de estarem desrespeitando a proibição.

Segundo alguns analistas, a Rússia, que é um dos principais fornecedores de armas da Líbia, pode deixar de receber até US$ 4 bilhões no caso de um embargo prolongado sobre o fornecimento de material bélico a Trípoli.


Fonte:  Terra

Categories
Conflitos Geopolítica

Bolívia questiona legalidade de terras de brasileiros

Presidente da Bolívia, Evo Morales

AFP  —  O governo boliviano disse na quarta-feira que duvida da legalidade dos títulos de propriedade de terras de brasileiros no leste e nordeste do país, e ameaça realizar um processo de “expropriação”. “Identificamos um grande número de prédios em zonas produtivas com presunção de ilegalidade de posse”, informou o vice-ministro de Terras.

“Nestes prédios há colônias menonitas, brasileiros e outros; e estamos realizando as investigações necessárias para verificar a ilegalidade ou não destas construções”.

O comunicado destaca que imagens de satélite apontam para ilegalidades em 1.325.403 hectares, principalmente no leste e nordeste do país, envolvendo terras ricas para a agricultura e a pecuária. “Vamos prosseguir com o processo de reversão e expropriação” de prédios, de “maneira paralela ao processo de saneamento”, advertiu o vice-ministro sobre a investigação dos títulos de propriedade.

O governo do presidente Evo Morales promove um processo de redistribuição de terras para beneficiar os pequenos camponeses em detrimento dos latifundiários.

Fonte:  Terra

Categories
Defesa Fotos do Dia Sistemas de Armas Tecnologia

Fuzileiros dos EUA declaram operacional o helicóptero de ataque Bell AH-1Z Viper

O mais novo helicóptero de ataque do U.S. Marine Corps (Fuzileiros Navais dos EUA), o Bell AH-1Z Viper*, atingiu a Capacidade Operacional Inicial a frente dao cronograma no último mês de fevereiro.

“Conseguir a Capacidade Operacional Inicial do AH-1Z foi um grande feito para toda equipe,” disse o Coronel Harry Hewson, gerente do programa de Helicópteros de Ataque e Leves do U.S. Marine Corps. “Agora nós temos que colocar o Zulu nas mãos dos Fuzileiros e provar que ele é de verdade o mais capaz helicópteros de ataque dos fuzileiros do mundo.”

Como parte do Programa de Modernização H-1, o AH-1Z substitui os atuais helicópteros AH-1W que estão em campo. O AH-1Z servirá basicamente nas tarefas primárias de apoio de assalto, apoio aéreo ofensivo e reconhecimento aéreo. Os novos Cobras terão uma importante tarefa de apoiar a guerra anti-aérea, a guerra eletrônica, e controle de aeronaves e mísseis.

Os novos Cobras apresentam células com ciclo de vida de 10.000 horas de voo, um novo sistema rotor de quatro pás com um sistema de dobramento semi-automático feito com novo material composto, novos sistemas de transmissão, um novo rotor de cauda, trem de pouso modernizado, e modificação estrututal do pontos fixos de armas. O Zulu Cobra também incorpora modernizados e totalmente integrados aviônicos no cockpit que reduzirão a carga de trabalho do operador enquanto ampliam a avaliação situacional e segurança.

O AH-1Z está equipad com dois motores série General Electric T700-GE-401 e aumentada capacidade de carga e de compartimentos, oferecendo uma maior capacidade de levar cargas solicitadas com um potencial crescimento futuro. O principal sistema de armas é o míssil Hellfire. Ele está totalmente compatível com as embarcações, e é capaz de operar a partir de locais preparados ou não, durante dia ou noite.

O Corpo de Fuzileiros modernizará 131 helicópteros AH-1W para versão AH-1Z e fabricará 58 novos AH-1Zs. O inventário projetado para o modelo AH-1Z é de 189 helicópteros. A capacidade operacional plena, definida quando todos sistemas de manutenção e reparo, equipamentos de testes, e peças sobressalentes estiverem ativamente apoiando a força primária, e espera-se que isso ocorra em 2020.

Os helicópteros AH-1Z Viper foram entregues por primeiro em 2007 pela principal fabricante, a Bell Helicopter Textron Incorporated. O Departmento de Defesa autorizou a produção em escala total em novembro de 2010. O primeiro destacamento para os helicópteros AH-1Z está previsto para este ano com uma Unidade Expedicionária dos Fuzileiros. Essa será a primeira oportunidade para os helicópteros AH-1Z Viper e UH-1Y Venon serem destacados juntos. Os helicópteros UH-1Y já estão na terceira rotação na Operação Liberdade Duradoura.

* A designação oficial do modelo segundo o Departamento de Defesa é Viper, apesar de ser chamado de Super Cobra, Zulu Cobra ou até mesmo de Cobra, por diversos segmentos militares dos EUA. A matéria acima divulgado pela NAVAIR, designa o modelo apenas como Cobra.


Fonte:  NAVAIR via CAVOK

Categories
Defesa Fotos do Dia Sistemas de Armas

Coreia do Sul segue em frente com a compra de novos caças e UAVs

O caça F-35 (foto acima), o F-15SE e o Eurofighter Typhoon são as possíveis opções que a Coreia do Sul deverá escolher para nova aquisição de 60 caças. (Foto: JSF)

A Coreia do Sul vai avançar com a compra de veículos aéreos espioes não tripulados para grandes altitudes e novos caças stealths para reforçar sua dissuasão contra a Coreia do Norte, informou no dia 8 de março o chefe da defesa do país.

“Nós vamos adquirir as aeronaves de reconhecimento não tripuladas para ampliar nossa capacidade de vigilância contra o inimigo,” disse o Ministro de Defesa Kim Kwan-Jin. “Também serão adquirido novos caças com capacidade stealth num prazo adequado”.

Juntamente com os caças, a Coreia do Sul deve adquirir aeronaves espiãs não tripuladas Global Hawk. (Foto: Northrop Grumman)

“No ano passado, nós sofremos graves provocações da Coreia do Norte… Agora é tempo de agir corajosa e sabiamente para tornar nossos militares fortes suficientes para enfrentar as ameaças de segurança pendentes,” adiciona Kim.

O ministro não forneceu um cronograma, mas a agência de notícias Yonhap anteriormente havia reportado que a Coreia do Sul poderia acelerar a aquisição de novos caças e UAVs espiões.

A Coreia do Sul originalmente planejou a compra dos UAVs norte americanos RQ-4 Global Hawks para 2015, mas decidiu antecipar a compra e a inclusão na força aérea, disse a Yonhap.

Seoul enviou uma solicitação para Washington no ano passado e espera receber a aprovação final para compra dos mais avançados UAVs espiões em junho.

Uma reserva no orçamento desse ano, no valor de  US$40,4 milhões foi feita para pagamento dos novos veículos aéreos Global Hawk.

“Se os EUA responderem favoravelmente a nossa solicitação em junho, nós esperamos assinar um contrato preliminar para compra dos Global Hawks até o final desse ano,” disse uma fonte militar sul coreana.

A Coreia do Sul também planeja a compra de 60 caças stealth antes do cronograma previsto para 2015.

O caça de quinta-geração Lockheed Martin F-35 Lightning II Joint Strike Fighter, o novo Boeing F-15 Silent Eagle e o Eurofighter Typhoon feito por um consórcio europeu são as possíveis escolhas do contrato de US$ 8,97 bilhões.

A Coreia do Sul já comprou anteriormente 60 caças, sem capacidade furtiva, F-15 dos EUA, em dois estágios iniciais do programa de modernização de caças que começou em 2002.

Fonte: Defense News – Tradução: Cavok