Defesa & Geopolítica

Irã anuncia que pretende exportar tecnologia e material nuclear

Posted by

EFE  —  O novo diretor do organismo iraniano de Energia Atômica, Fereydoun Abbasi, assegurou neste domingo que um dos principais objetivos do polêmico programa nuclear de seu país é exportar tecnologia e material atômico ao mercado internacional.

Em declarações divulgadas pela agência de notícias “Irna”, o responsável acrescentou que a República Islâmica também procura ampliar suas atividades neste terreno através da cooperação com outros países.

“Nossa intenção é entrar no mercado mundial de materiais e serviços nucleares. Queremos exportá-los a outros países para conseguir uma posição no mercado e rentabilizar nossos produtos”, afirmou.

A este respeito, insistiu que o mais recomendável para seu país é “compartilhar o trabalho nuclear com outros estados no terreno nuclear”.

O programa nuclear iraniano é objeto de uma grande polêmica internacional, já que as grandes potências suspeitam que sob seu projeto civil se esconde outro de natureza clandestina e ambição bélica, cujo objetivo seria adquirir armas atômicas, alegação que Teerã rejeita.

Por isso, o Conselho de Segurança da ONU impôs uma série de sanções econômicas e financeiras ao regime iraniano, acusado de não colaborar o suficiente com a Agência Internacional de Energia Atômica.

As Nações Unidas proibiram, além disso, todos os países do mundo de transferir ao Irã tecnologia e materiais que possam ser utilizados na indústria atômica.

Fonte: Terra

10 Comments

  1. Nilo says:

    Só tenho a reafirmar o que disse:
    O Irã teve sua oportunidade com o apoio da Turquia e Brasil.
    Se estão tentando criar divisão entre mulcumanos e o resto do mundo estão a brincar com fogo.
    Neste ponto o governo brasileiro faz certo em alterar sua posição.
    Abs

  2. Nilo says:

    Com tantas incertezas.
    O Irã da mais argumentos ao Kadafi, para justificar sua permanencia no poder, afinal quem gostaria de ver a irracional Guarda Revolucionaria influente nos paises arabes.

  3. hms_tireless says:

    Mandou bem Nilo! A verdade é que a máscara está caindo e as verdadeiras intenções do Estado Fascista Iraniano estão mais claras.

  4. Roberto_mg says:

    As matérias de no Plano Brasil:
    .
    1 – Redução de recursos militares dos EUA preocupa aliados da Otan
    .
    2 – O poder dos EUA está se reduzindo
    .
    3 – Obama aceita possibilidade de Irã nuclearmente armado.
    link:http://www.debka.com/article/20747
    .
    Com relação ao Irã já jogaram a TOALHA A MUITO TEMPO!!!. O Irã estuprou as vontades de Israel e EUA. O Irã e Coréia do Norte estão mostrando como se faz com o imperialismo. É isso que o Brasil precisa observar bem observado, porque as coisas de agora pra frente estão ficando cada vez mais complicada. Só resta às PROSTITUTAS do “Xerife Global” chorarem e lamentarem. rsrs…

  5. Feh says:

    Pakistão fez o mesmo[…]
    Libia, Irã, Iraque teve, ou tiveram programas nucleares graças ao Pakistão.
    Coreia do Norte também deve vender tecnologia nuclear ou pelo menos tecnologia para entrega, eles não tem mais o que exportar além de tecnologia bélica.

  6. Vamos às compras no mercado Persa,e logo, sds.

  7. Será q os judeuSS no vendem tecnológia de misseis e de algumas NUCKS ?!?!

  8. Dandolo says:

    Nós precisamos de 1000 armas nucleares (seria o ideal).
    Criei um novo processo de enriquecimento de urânio bem mais rápido. Não sei se vai funcionar, pois preciso testá-lo na prática.
    Daria também, para obter energia atômica de qualquer tipo de átomo. Não precisa ser substância radioativa. A natureza faz a fusão nuclear, caso contrário não teríamos todos esses átomos.
    Está me faltando um laboratório de física. Do nosso país eu não espero nada x nada. Certamente, eu iria para outro país, a fim de desenvolver projetos dessa natureza.
    Quem sabe, EUA, Rússia, China, Alemanha, França …

  9. lucena says:

    Não vejo problema se o Irã venha vender produtos nuclear para uso civil,e acho que seria muito interessante se eles fizessem acordo estratégico com a Bolívia,afinal eles se completam,uma verdadeira sinergia.

  10. Dandolo says:

    É uma questão de enriquecimento.
    Urânio entre 3% a 5%, serve para Usinas Nucleares.
    Entre 10% a 20%, serve para Submarinos Nucleares.
    Em 80%, serve para Bombas Nucleares.
    O Urânio pode se transformar em Plutônio.
    Com apenas 6 kg de Plutônio se fabrica uma Bomba Atômica.
    Quer dizer que o Irã vai passar a sua tecnologia para Hugo Chávez, Cuba, Vietnã, Síria, Kadafi, Palestinos, Cardoso, Evo Morales e FARC ?
    Vão fritar os EUA, Europa e Israel.
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK
    KKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKKK

shared on wplocker.com