Defesa & Geopolítica

Exército Iraquiano recorre a tática antiga para cortar o fluxo de carros-bomba

Posted by

(Foto: AP através de vídeo AP). Esta imagem feita a partir de video na sexta-feira, julho 22, 2016 mostra uma vala recém-escavadas nos arredores de Fallujah, no Iraque

Depois de lutar pelo controle de Fallujah, contra militantes do Estado Islâmico, o Exército Iraquiano está empregando diversas técnicas e métodos, com o intuito de evitar que a cidade caia novamente sob domínio dos militantes do ISIS.

Entre as estratégias, está sendo testado o antigo método medieval de cavar uma trincheira (fosso) gigante ao redor da cidade. O método tem por objetivo fazer que com a entrada e saída da cidade sejam feitas por um único local.

Com tal intento, o Exército Iraquiano espera que por essa única via de acesso se torne facilitada as inspeções dos veículos que entram e saem da cidade. De forma que, com tal atitude as forças de segurança possam limitar o número de carros-bomba que saem da cidade rumo à Bagdá, capital do país, distante apenas 65km de Fallujah.

Segundo informações veiculadas em canais de notícia como a Al Jazeera, Fallujah é o local de origem dos carros-bomba que frequentemente atacam Bagdá, causando danos devastadores e mortes.

Ainda de acordo com as autoridades iraquianas, os militantes do ISIS utilizam de áreas desertas da cidade para planejarem suas atividades.

Já em processo de construção, a trincheira está prevista para ter 11km de comprimento, 12 metros de largura e 1,5 metros profundidade. O lado leste da trincheira está previsto para iniciar as margens da principal rodovia que dá acesso à cidade, sendo esta, fortemente patrulhada. Enquanto que do lado oeste, a existência do Rio Euphrates representa um obstáculo natural.

Esta política de restringir o acesso à cidade por apenas uma via de acesso, fechando assim outras estradas, almeja que assim, os militares poderão melhor controlar e monitorar os cidadãos que entram e saem. Ao explicar sobre a construção da trincheira, o Vice-Comandante das Forças de contraterrorismo tenente-general Abdul-Wahab al-Saadi salienta que: “a medida vai proteger principalmente os moradores da cidade, que tanto já sofreram com os ataques, assim como as forças de segurança que aqui estão estabelecidas”.

Trincheira na periferia de Fallujah, no Iraque.

Ademais, os iraquianos vão implementar outras medidas de segurança para complementar esta política de segurança- incluindo cartões de identificação à prova de falsificação e emblemas de exibição que contêm chips eletrônicos para veículos.

O uso de trincheiras e fortificações para a proteção no Iraque não é exclusivo para Fallujah. A Al Jazeera abordou em uma matéria recente que as forças iraquianas também estão pensando em criar uma trincheira na fronteira entre a província de Anbar, uma grande província dominada pelo ISIS, e Karbala. Bagdá também poderia ser protegida com trincheiras, principalmente em zonas da cidade de onde partem ataques.

Fonte: Associated Press

2 Comments

  1. …………por vezes ,técnicas antigas podem ajudar em um momento de extrema necessidade….pode ser um improviso eficaz…tomara que ajude os iraquianos a acabar com essa corja………….DmpEk

  2. Tomara que ajude!
    Trump vem ai!

shared on wplocker.com