Categories
Conflitos Geopolítica

Brasil rejeita intervenção militar no Iraque para conter EI

Jamil Chade, correspondente / Genebra – O Estado de S. Paulo

01 Setembro 2014 | 08h 37

ONU elabora nesta segunda uma resolução para enviar uma comissão de inquérito ao Iraque para avaliar crimes

GENEBRA – O Itamaraty se posiciona ao lado de Rússia, China e Índia contra qualquer tipo de intervenção militar no Iraque sob o pretexto de combater o Exército Islâmico. Em um discurso nesta segunda-feira, 1, no Conselho de Direitos Humanos da ONU, o governo brasileiro condenou as violações cometidas pelo grupo extremista e pediu que os responsáveis sejam levados à Justiça. Mas também pediu que a forma de combate ao grupo seja por meio de um apoio ao governo do Iraque.

A ONU vota nesta segunda uma resolução que enviará à região uma comissão de inquérito para avaliar os crimes. Na semana passada, um levantamento da entidade apontou que os extremistas estavam cometendo crimes contra a humanidade e crimes de guerra na Síria. Agora, a meta da ONU é poder ampliar a investigação também para o Iraque.

Nesta manhã, a ONU confirmou que 1,4 mil mortes foram registradas apenas em julho por conta dos extremistas, além de 850 mil refugiados.

Em discurso antes da votação, a embaixadora do Brasil nas Nações Unidas, Regina Dunlop, fez questão de “expressar a profunda preocupação” do Itamaraty diante da crise no norte do Iraque. “O Brasil condena os abusos e violações”, declarou a embaixadora, acusando o grupo de atacar civis, jornalistas e perseguir cristãos.

Dunlop confirmou que o Brasil “apoia a implementação” de uma missão que investigue as violações cometidas pelos extremistas islâmicos.

Mas o governo deixa claro que a forma de frear o movimento não é uma nova intervenção. “A ONU deve apoiar o novo governo do Iraque em sua tarefa de promover a estabilidade no país e o respeito aos direitos humanos”, disse a diplomata.

“A comunidade internacional tem um papel importante a desempenhar no combate à escalada de violência que atualmente ocorre no Iraque. Mas, como os países dos Brics já declararam em julho em Fortaleza, o atual contexto exige que intervenções que acabem aprofundando a crise devem ser evitadas”, disse. “Todas as ações devem apoiar os esforços do governo do Iraque a superar essa crise.”

O Brasil ainda pediu que o novo governo iraquiano “trabalhe com a sociedade para encontrar uma solução negociada para conciliar as diferentes perspectivas de todos os atores envolvidos”.

52 replies on “Brasil rejeita intervenção militar no Iraque para conter EI”

Que bom, somos contra as falcatruas norte americanas no Oriente médio, que nada mais é do que um pré justificativa para intervir na Síria.

E impressionante que voce pense assim. No seu racionio o ISIS poderia ficar solto no Iraq pra matar a vontade, ja que o governo do Iraq nao tem forcas para o combate. O que fazer quando cabecas de mulheres e criancas rolarem..cruzer os bracos igual ao esquerdopatas do Itamaraty.

Nelore, se vc prestar atenção no meu comentário, verá que sou contra a INTERVENÇÃO UNILATERAL DOS EUA NO ORIENTE MÉDIO, porém sou a favor de que se leve para o conselho de segurança da ONU tal necessidade, o que com certeza levaria aos países membros a intervirem de forma a defender a população local e não pensar nos propósitos norte americanos em tal região, que nada mais é do que intervir na Síria, pois a única coisa que se comenta na mídia americana, é “o que fazer na Síria?” e isso eu sou contra. Sds

Nossa que pensamento mais mesquinho!!!!!

Mesquinho é invadir o Iraque, Líbia, Afeganistão e deixar todos esses locais em frangalhos, arrazados, sem ordem pública alguma e não assumir a responsabilidade pela restruturação e segurança dos mesmos, pelo alto custo financeiro que provocaria, isso é mesquinho, isso é os EUA.

CAPA PRETAsays:

Que tipo de ordem publica existia no Afeganistão antes? Cortar narizes de meninas, vende-las como cabras, e treinar terroristas para jogar avião em cima de predio com gente trabalhando?

Primeiro, não sou apoiante de terrorista algum, e isso inclui os maiores terroristas do mundo, os EUA, que atropelam a ONU para incutir suas vontades mundo a fora, o Afeganistão bem como os outros países tinham problemas, mas atropelá-los não ajudou, e ainda piorou, pois os EUA tem o pós guerra deplorável, não se compromete sequer em manter a “democracia” que tanto pregam. Acredito que esses países poderiam sofrer até mesmo uma intervenção militar, mas esta segundo os conformes da ONU de retirada do poder opressor, instalação de um governo provisório e restruturação do país, coisas que os EUA não fazem.

Ainda não me convenci que estes ditos “terroristas” jogaram avião contra prédio com gente “trabalhando”. Engraçado é que devolveram duas alianças para duas viúvas dos comandantes que estavam nos aviões que bateram no World Trate Center, pente fino foi esta procura… mas não acharam as caixas-pretas, dizem que derreteram, mas as alianças não, e eram de ouro que até fogão a gás derrete ouro….kkkk Vai entender???

CAPA PRETAsays:

Por acaso es simpatizante do Talebã?

E por isso agora que se dane um monte de povoado no meio do deserto sendo decapitados ou enterrados vivos né?? Entendi.

Vc se esquece que o Iraque começou tudo ao invadir o Kuwait????

E o Afeganistão ao dar guarida a Al Qaeda ??

Então tá.

Meu caro, releia minha resposta ao Nelore um pouco acima da sua e vc vai entender minha posição quanto ao unilateralismo dos EUA, sua política invasiva e desrespeitosa em relação a qualquer outra nação, e tbm quanto a minha postura em relação ao ISIS.
E quanto a Al Qaeda que seu querido Tio Sam apregoava aos quatro ventos que deveria ser exterminada por seu perigo, hoje é apoiada pelos EUA, ou seja, quando vc é contra os EUA vc é terrorista, quando vc está do lado deles, vc é defensor da democracia e da ordem mundial, vou esperar o que de bom vindo de um governo corrupto como este? nada além de invasões usurpadoras, incursões militares sem significado nenhum, destruição da política interna de outros países para favorecimento para os EUA (Ucrânia) e etc, etc, etc

A posição oficial é a ideologia paleolítica do governo. O raciocínio do PT, PC, PCdoB, PSTU, PQP é simples, monofásico, unicelular e tem um bit somente. Estando certos ou errados, sendo a favor ou contra, a resposta oficial só é dada após ouvir qual é a resposta oficial dos EUA. Se eles forem a favor, os socialistas serão contra. Ponto. Simples e ignorante.

Ilya Ehrenburgsays:

Não é nada disso, Melkor…
É uma visão realista e prática. Se formos na onda dos EUA na ONU, podemos acabar com uma intervenção e envio de tropas. Para que mandar jovens para morrer combatendo um “monstrinho” criado nas maquinações do Departamento de Estado com a Casa de Saud?

Não tem nada, absolutamente nada, de ideológico.

Mas é o proprio gov do Iraque que esta pedindo, kkkkkkkkkkkkk

É assim com o apoio à Cuba, foi assim no apoio ao Irã do último tarado que ameaça incendiar o ocidente, foi assim no manifesto desagravo à Coréia do Norte (a coisa mais tosca e ridícula que eu já vi em minha vida), e é assim com apoio aos árabes contra Israel (sendo justo ou não). Em alguns casos a posição é claramente contraditória com o histórico brasileiro. Em alguns casos a posição foi até correta, mas não por razões humanas e sim ideológicas. O governo é contra uma intervensão no Iraque, contra um pedido feito pelo próprio governo local, mas se cala diante da intervenção na Ucrânia (justa ou injusta, não vem ao caso) como também se calou diante da intervensão, de várias formas, na Síria (novamente, se justa ou injusta, não vem ao caso). O nosso governo tem uma posição míope e bipolar. Depende do cliente.

Blue Eyes, Na Resistênciasays:

“O nosso governo tem uma posição míope e bipolar. Depende do cliente.”… e assim são seus alinhados e simpatizantes…

A questão é:

Estaria o atual exército iraquiano em condições vencer em curto prazo…?

E jogar armas e suprimentos de paraquedas não basta… Uma força militar requer tempo para estar perfeitamente adestrada e preparada para o combate. E os iraquianos ainda estão recebendo novos equipamentos e ampliando suas forças…

Que os iraquianos podem resolver sozinhos, é possível ( havendo suporte irrestrito de quem pode fornecer treinamento/consultoria ). Agora, daí a resolver isso em curto tempo é outra história…

Ilya Ehrenburgsays:

Não tem RR.
Vai demorar muito para transformar o Exército do Iraque em uma força combatente. Naquela área só existem algumas forças combatentes de respeito: Exército de Israel, Exército da Síria, Hezzbollah, Hamas, Milícia curda do PKK (não são os curdos da Persmegha) e EI (Califado).

O Exército Sírio mostrou-se um osso duro de roer, tal como havia se mostrado em 1982, lutando sozinho, com efetivos menores de infantaria, aos invasores da Al-Nusra, agora absorvidos no EI – Estado Islâmico.

Para o Exercito do Iraque se transformar em uma força com capacidade de combate, acredita-se, que dois anos serão o tempo mínimo…

Sds.

Eu espero q tenhamos apoiado td os envolvidos no combate ao monstro do ISIL/EIL, ainda q em atakes áereos;envio de armas p às FAs do Irak p terem meios de combate real e eficiente contra esses fundamentalistas e p ontem…Sds. 😀

César Pereirasays:

O BRASIL esta correto,devemos apoiar o governo iraquiano contra essa ameaça,e não cometer o mesmo erro que os EUA cometeram no Iraque !

Não tem nada de intervenção. É o governo do Iraque que está pedindo, desesperadamente, que o ocidente bombardeie EI. E a questão está sendo debatida na ONU. Realmente, é da política externa bolivariana ser contra os EUA sempre, mesmo em uma situação horrível como essa onde crianças estão sendo estupradas e decapitadas aos montes. Vergonhoso.

Correto Kazin, achei o mesmo, tardia e descaracterizada a nota do Itamaraty.
sds

Aí sim… Pinto… condordo!

Apoiar o governo na manutenção do Estado! Intervenção estrangeira é sempre uma furada: primeiro, porque mostra o nível de despreparo da nação, segundo, porque torna o interventor INFLUENTE DEMAIS na nação defendida… afinal, há SEMPRE, um PREÇO a pagar, e esse preço é MUITO ALTO!

Na minha opinião o correto é como no NOSSO GENERAL está fazendo na África… foi solicitado e está lá… a serviço da ORDEM, não para defender IDEOLOGIAS!

Se o Governo tem que sair, é o próprio povo que tem que fazer isso!

Aparentemente existem pessoas que colocam uma grande nacao aos pes de uma ideologia furada e traicoeira como a Bolivarina. O MAG e que deve pagar um dia pelas traicoes e a conducao estapafurdia essa politica do Itamaraty.
Uma nota de Governo fora da realidade.

O Brasil ainda pediu que o novo governo iraquiano “trabalhe com a sociedade para encontrar uma solução negociada para conciliar as diferentes perspectivas de todos os atores envolvidos”….. a sim…. claro…. o pessoal tem por costume decapitações…. eles gostam mesmo de negociar…

Blue Eyes, Na Resistênciasays:

rsrsrsrsrsrss… é o Itamaraty dos atabaques batendo um bumbo para formar a trilha sonora das decapitações do el no estilo Indiana Jonnes… rsrsrsrssrs… vivemos um momento em que o cinismo é amplo, geral irrestrito… nosso desgoverno é VEXAME ATRÁS DE VEXAME… que notinha fuleira essa do desgoverno sobre tema tão sério !!!…

E um vexame e uma traicao.Nao tem logica um pais com um corpo diplomatico destes sofrer tanta dehonra.

Ilya Ehrenburgsays:

Nota anódina, típica. A gíria diplomática é “punho de renda”. Ela quer dizer o seguinte (vou traduzir do diplomaquês): “Essa bagunça aí é de vocês, porr***! Me tirem disso aí, cara***! Tô fora, forinha”.

Todas essas desgraças que está acontecendo no Iraque,na Síria e na Líbia a UE e os EUA são os responsáveis.Depois que eles perdem o controle da situação eles apelam para a ONU e para outras nações intervir para ajudar a consertar a mesma besteira que eles mesmo criaram.

Depois da falcatrua da Libia, onde EUA e OTAN distorceram e depois se aproveitaram de uma resolução do CS da ONU para entrar e destruir o país, onde alegando “responsabilidade de proteger”, devastaram tudo!

Apos isto,tornou-se muito dificil usar desta forma espuria, o respaldo legal e a legitimidade de ação que a unanimidade do CS da ONU confere.

Desde o começo do fenômeno ISIL, as midias do imperio anglo-sionista lançaram a isca com diversos artigos, ressaltando a necessidade dos paises da região se unirem na luta, extranhamente convidando até o arqui inimigo Irãn para atuar junto com os EUA, contra os terroristas.

Agora fica claro, a ligação destes grupos radicais islamicos com os mafiosos serviços secretos de israel, eua, inglaterra e arabia saudita são bem conhecidas.

Provavelmente foram manipulados e instrumentalizados (radicais religiosos não são muito inteligentes), para causar extremo choque e repulsa com suas ações hediondas
e com isto causar comoção pública e conquistar uma nova unanimidade no CS da ONU.

A partir daí, a OTAN com a força de sua mídia sionista distorceria a resolução e assumiria na marra, (como já fez na Libia) e terminaria o serviço de instaurar o caos no Iraque e na Síria, derrubando as forças governamentais, que bem ou mal, ainda dão alguma sustentação a suas nações e resistência as forças que querem remodelar o mapa daquela região.

Para construir um novo pŕedio em um terreno já ocupado, antes é preciso botar abaixo o predio velho…

PÉ DE CÃOsays:

correto o brasil e o governo federal !!!

os estados unidos fabricaram o câncer para vender o remédio

que na verdade é transformar em ocupação permanente os yankes financiam as jirads e depois fingem combate-las
claro e cristalino como a aqua .

Estapafurdia a nota do Itamaraty, que por sinal e uma deshonra a casa de Rio Branco. Esse Governo Dilma sofre de um descalabro sem fim nas politicas exteriores. Sao completos imbecis..sempre com um passo atras.

“deixa claro que a forma de frear o movimento não é uma nova intervenção” Incrivel que depois de tudo que estao fazendo a ISIS no Iraq o Itamaraty tem a temeridade de colocar o Brasil em mais um lugar sem respaldo mundial. E uma traicao a nacao o que faz o Itamaraty de Dilma.. uma vergonha mundial.

Concordo, traidores, jogam a reputação do Brasil na lama, e tem uma turminha que aplaude apenas por questão partidaria.

“e pediu que os responsáveis sejam levados à Justiça.” E quem os levara?
A comissão da verdade??? rsss

P A T E T I C O S

Blue Eyes, Na Resistênciasays:

Quem se lembra das cacas do megalonanico na questão árabe-israelense ???… foi a mesma nota dissonante que o Itamaraty soltou agora… É VEXAME ATRÁS DE VEXAME… depois não querem ser chamados de anões diplomáticos…

Correto a atitude do governo brasileiro. EUA esta usando o ISIS, criatura sua, para atacar Assad., para dividir o Iraque, dividir a Siria. A atividade do ISIS, faz parte do programa de criar um caos no Oriente Medio e posteriomente remapia-lo. Essa atividade do ISIS, faz parte da tentativa norte americana bloquear a construcao do gasduto-shia, que envolve, Iran, Iraque e Siria, ser construida pela Gaspron e financiada pela China. Isto e parte da guerra financeira Rublo/Yuan contra Petrodolar. Essas pessoas que agoram gritam para os EUA atacarem o ISIS, esqueceram que o ISIS e um “asset” da Cia. Eles estao clamando para as Forcas Armadas dos EUA, financiada pelos pagadores de impostos norte americanos atacarem os mercernarios da Cia, financiados pela Arabia Saudista, Estados do Golfo. mas dinheiro do governo norte americano, e dinheiro adquirido atraves do trafico de narcoticos realizado pela Cia. isto guerra Pentagono contra Cia,

“Essas pessoas que agoram gritam para os EUA atacarem o ISIS, ”

São os proprios iraquinaos, xiitas ainda, que “gritou”!!!!

César Pereirasays:

”Brasil rejeita intervenção militar no Iraque para conter EI”

TA BOM E PORQUE O BRASIL DEVERIA CONCORDAR ?

Na verdade não há nada de bolivarianismo nisso, aliás o bolivarianismo sempre serve de pretexto para alguns comentaristas atacarem o atual governo !

Porque não atacam os países que criaram e alimentam o EI?
O Itamaraty esta correto !

Se fossem seus parentes decapitados, uma vila ou bairro onde mora um conhecido seu, vc falaria isso?? Creio que não.

César Pereirasays:

Sim eu falaria isso, e com mais incisão !
Sabe meu caro Rógerio, quem financia o crime é mais criminoso do que aquele que o comete de fato !

E o BRASIL não esta lavando as mãos como uns querem nos fazer crer, pelo contrário, esta alertando para que não se tente apagar o fogo com gasolina !

Os EUA e seus asseclas criaram esse monstro e agora estão dando uma de heróis , os países que foram ”libertos” estão piores que antes !

Quem financia o EI, o Hamas, o Hezbollah, al-Shabaab, Al-Qaeda, Farc & afins, são todos criminosos, o engraçado é que eles só usam armas russas e chinesas, misteriooooooo!!!!!

Blue Eyes, Na Resistênciasays:

Eis a questão que não quer calar… mas como eles dizem, nós é que vivemos no mundo da disney da inlusão… rsrsrsrsrssrs…

Kd o espirito humanitário do Brasil??? O mesmo que chamou um embaixador p/ consultas pq achava os ataques desproporcionais, HIPOCRITAS!!!!!!!

Contra terroristas, EI, HAMAS não tem ataque que seja desproporcional.

Mas Deus é justo, essa corja logo vai para o ostracismo. Nunca conseguirão fazer do Brasil uma Venezuela, que alias não se fala mais, mas esta cada dia pior, com prateleiras vazias e tudo mais que um regimeco tem direito.

César Pereirasays:

O HAMAS é uma força de resistência ao invasor israelense !
O EI não tem nada a ver com o HAMAS !

A embaixadora do Brasil nas Nações Unidas, Regina Dunlop, deixou bem clara a posição do BRASIL à respeito do conflito quando disse que o Brasil condena os abusos e violações !

Mas rejeita o plano proposto pela ONU,para resolver a questão !

CAPA PRETAsays:

“O HAMAS é uma força de resistência ao invasor israelense !
O EI não tem nada a ver com o HAMAS !”
_
Ou vc e muito inocente, ou esta mau informado, Até o Fatah repudia o Hamas. O Hamas prega abertamente a lei islamica, a Sharia, o modus operandi se chegassem ao poder pleno, seria exatamente o mesmo que o ISIl utiliza. Muitos combates do ISIl sairam do Hamas.

César Pereirasays:

Se o Hamas é uma força de resistência ao invasor israelense !

Foi o terrorismo de estado israelense contra a Palestina quem gerou o Hamas !

O interessante aqui é que vocês falam de lei islâmicas, muçulmanos isso é aquilo e nunca leram nada sobre isso, só repetem a mesma coisa feito papagaios, daqui a pouco vocês vão criar o bolivarianismo islâmico ou fundamentalista !

O HAMAS deve proteger a Palestina sim !

Blue Eyes, Na Resistênciasays:

Ele acredita no que quer acreditar… naquilo que é conveniente a sua linha “ideológica”… que satisfaz os interesses da esquerda latino americana… simples assim…

HAMAS é mais terrorista do que o EI, pois fazem terrorismo com o próprio povo, aquele que eles deviam proteger, se de fato fosse uma força de resistência, e não coloca-los como escudo.

César Pereirasays:

Isso é oque querem que você pense, as lutas se dão no meio urbano !

Blue Eyes, Na Resistênciasays:

ERRADO… não se esconde material bélico em ESCOLAS e HOSPITAIS… é pedir para ser vítima em uma guerra… o Rogério foi correto ao expor essa sandice do hamas…

“”Nesta manhã, a ONU confirmou que 1,4 mil mortes foram registradas apenas em julho por conta dos extremistas, além de 850 mil refugiados.””

Mas o mundo pode ficar tranquilo pq o Brasil “fez questão de “expressar a profunda preocupação” do Itamaraty”

Seria cômico se não fosse trágico!!!!

Comments are closed.