Defesa & Geopolítica

93% dos Crimérios votam a favor da reunificação com a Rússia

Posted by

crimeaRustam Moscou

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

 

16 de março de 2014 | 22:02
A avaliação dos dados segundo o canal de TV  Rússia 24h indicam que apenas 7% dos entrevistados eram a favor da preservação da Criméia como parte da Ucrânia. O comparecimento às urnas no referendo em Sevastopol  foi de cerca de 85% dos cidadãos segundo noticiou a rede de TV e notícias RIA Novosti.

A Criméia passará a fazer parte da Federação da Rússia o mais rápido possível – disse o primeiro-ministro Sergei Aksenov. Segundo os observadores o referendum da Criméia ocorre, sem problemas afirmou o presidente da Comissão Mikhail Malyshev

O levantamento foi realizado em 150 locais da Criméia e 50 estações na cidade de Sevastopol. Os votantes seguiram voluntariamente e anonimamente responderam à questão sobre se eles votaram a favor da reunificação da Criméia com a Rússia sobre os direitos da Federação da Rússia ou a restauração da Constituição da República da Criméia, em 1992, e da estatuto da Criméia como parte da Ucrânia. ao todo foram entrevistados 59.111 pessoas.

O referendo na Criméia acorreu segundo as normas internacionais, procedimentos democráticos totalmente responsáveis. Isto foi afirmado à ITAR -TASS que nas palavras do chefe da missão de observadores internacionais Mateusz Piskorski (Polónia) afirmou.” O referendo foi  adequado a lei local e realizado de acordo com o direito internacional.  O que vimos hoje na Crimeia, não é diferente de um plebiscito, em qualquer outro país democrático europeu “, – disse ele.

Moradores da península da Criméia, em caso de entrada na Rússia receberão um passaporte russo em modo simplificado, informou a  Interfax o Primeiro Vice-Primeiro-Ministro da  Crimeia, Rustam Temirgaliev. “No caso de ocorrência da Criméia para a Rússia cada krymchanin (crimério) é capaz de apresentar um pedido para a polícia, que será formado no princípio Russo e assim obter um passaporte, carteira de motorista e outros documentos ao abrigo do regime simplificado, ” – disse ele. Ele explicou que as autoridades da Criméia esperam que “a Rússia fornecerá estruturas adequadas e documentos relevantes no futuro próximo . “

 

4 Comments

shared on wplocker.com