Defesa & Geopolítica

Argentina: “Ministro nega que construção de base seja para fins militares e sim, destina-se ao Programa Espacial chinês”

Posted by

China Argentina (2)

NOTA DO PLANO BRASIL, por Gérsio Mutti: Com a devida licença (Data Venia) peço a atenção dos Senhores Comentaristas do Blog Plano Brasil, pois conhecemos a máxima: “Onde há fumaça, há fogo!”.

Seguem duas matérias, acerca do mesmo assunto, que são deveras preocupantes, pelo menos a nós mortais, pois, para as autoridades da Ilha da Fantasia, o assunto em questão não dá voto, e, consequentemnte, tudo não passa de um “dar de ombros (e “nós, o que temos a ver com isso.”).

Ministro nega fins militares de base chinesa

Construção preocupa membros da oposição argentina

Ansa Brasil, 09/09/2014

O ministro de Planejamento da Argentina, Julio De Vido, negou que a base chinesa que está sendo construída no sul do país será usada para fins militares.

Segundo ele, são “absurdos” os boatos de que a base, ainda em construção, em Neuquén, a cerca de 1.380 quilômetros da capital, Buenos Aires, será usada para lançamento de mísseis.

 China Argentina (3)

O ministro destacou, como apontou o jornal local La Nación, que o projeto de Pequim “tem fins exclusivamente pacíficos e assim consta nos acordos assinados”.

“O plano espacial chinês de chegar à Lua em 2020 não tem e nem poderia ter fins militares”, concluiu.

Foto: Cristina Kirchner com o Presidente da República Popular China, Xi Jinping – Buenos Aires 18 Julho 2014 Foto – Casa Rosada.

Fonte: Ansa Brasil 

China Argentina (1)Leia também:

 

Base espacial (militar???) chinesa está sendo construída em Neuquén, Argentina 

Notícia passou ao largo da mídia mundial  

Comentário de feito por Dashui em 09/09/2014 às 09: 27 PM ao link da fonte abaixo: “A China também é muito ativa no (Mar do) Caribe, recebendo de forma gratuita pequenas ilhas sem infraestrutura . É assim  como a China está desempenhando um grande jogo em Wei Chi (GO) .”

A China está construindo uma estação de “exploração espacial” em Bajada del Agrio, Neuquén, Argentina.

O acordo em vigor, determina que a Agência Espacial Nacional Argentina (Conae) será capaz de usar as instalações por um período de até 10% do tempo diário, cerca de 2 horas por dia.

Mais intrigante, porém,  é que há diversos aspectos obscuros no acordo firmado entre os dois países, China e Argentina,  em que não é especificado o uso pretendido das instalações. Não há maiores detalhes e muitas das cláusulas do contrato estão sendo mantidas no mais absoluto segredo, além de não terem sido discutidas por ocasião da aprovação pelo Congresso Nacional da Argentina.

De acordo com a imprensa argentina, o acordo assinado, não menciona que não se destina a aplicações militares. A preocupação é que a estação possa, também, vir a ser usada como uma base de lançamento de mísseis (balísticos).

As ligações crescentes entre China, Rússia e América Latina são uma clara indicação de que a influência desses países está se tornando mais forte na região.

Por sua vez, também na Argentina, em 12/07/2014,  a agência de TV russa, “Russia Today”, iniciou em espanhol a sua programação (diária) de matérias russas, fazendo uso de um canal público e gratuito de TV digital 24 horas por dia. Esta foi a primeira vez, que um sinal do exterior chegou na condição de sinal de TV digital estatal.

Tradução e adaptação de texto, Gérsio Mutti

Fonte: The Modern Survivalist 

74 Comments

shared on wplocker.com