Categories
Conflitos Defesa Estado Islãmico Geopolítica Geopolitica Inteligência Navios Patrulheiros Rússia Síria Sistemas de Armas Sistemas Navais Terrorismo

De volta à costa síria: Almirante Grigorovich terá tarefas militares muito sérias

A fragata de mísseis Admiral Grigorovich acabou de zarpar do porto de Sevastopol rumo ao Mediterrâneo, onde fará parte do agrupamento naval russo.

Anteriormente, a Almirante Grigorovich já atuou na zona naval distante como parte do grupo naval russo junto à costa da Síria.Segundo um interlocutor da Sputnik, na terça-feira (28) a fragata irá atravessar o Estreito do Bósforo. Em entrevista ao serviço russo da rádio Sputnik, Viktor Baranets, especialista em questões militares, destacou que o navio é capaz de solucionar um grande leque de tarefas perto da costa síria.

“O navio vai desempenhar funções de patrulhamento, será o maior protetor do nosso agrupamento naval no Mediterrâneo”, destaca Baranets.

Fragata russa Admiral Grigorovich durante missão

Fragata russa Admiral Grigorovich se aproxima da costa da SíriaSegundo ele, o navio continuará sendo usado para efetuar ataques contra alvos do inimigo.

“Não descarto a possibilidade de que sejam realizados disparos contra posições de militantes perto de Palmira“, assinala.

“Penso que o Admiral Grigorovich terá uma grande sobrecarga militar. Tanto mais que a guerra já está passando para uma outra etapa – o exército sírio já se aproximou de Palmira, esta será uma batalha séria contra os terroristas”, destacou o especialista russo.

Ao mesmo tempo Baranets explica que o agrupamento russo vai agir com muito cuidado:

“Os nossos veículos aéreos não tripulados e aviões de reconhecimento verificam os alvos minuciosamente”, assinala.

O especialista espera que a densidade de disparos apontados com mísseis aumente.

“A chegada da Almirante Grigorovich ao Mediterrâneo é um teste a todos os seus sistemas de armamento”, conclui.

A fragata Admiral Grigorovich é uma fragata de patrulha do project 11356 que possui deslocamento de quatro mil toneladas, pode alcançar uma velocidade de até 30 nós e navegar durante 30 dias. Como armamento o navio dispõe de mísseis de cruzeiro Kalibr-NK, sistema de autodefesa Shtil-1, sistema de artilharia A-190, torpedos e pode levar a bordo um helicóptero Ka-27.

Fonte: Sputinik

Categories
Uncategorized

MERCADO DE BLINDADOS: SAIC apresenta seu primeiro protótipo do Veículo de Combate Anfíbio 1.1 para US Marine Corps

A Science Applications International Corporation (SAIC) apresentou no inicio de fevereiro o seu primeiro protótipo do Amphibious Combat Vehicle (ACV) 1.1  para o Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA (United States Marine Corps) durante cerimonia realizada nas instalações da empresa em Charleston, Carolina do Sul. Este e o primeiro veiculo de um total de 16 unidades que serão submetidos a teste pelos Corpo de Fuzileiros Navais Americanos.

O ACV 1.1 da SAIC é uma variante modificada do veiculo 8×8 TERREX da  ST Kinetics  (projetado para as Forças Armadas de Singapura) para atender as exigências dos Fuzileiros Americanos. O veiculo Anfíbio possui uma maior capacidade de sobrevivência, mobilidade (tanto em terra quanto na água) e  C4ISR.

Capaz de transportar unidades de Fuzileiros dos navios para terra graças ao seu sistema de propulsão anfíbia que possui controle totalmente independente tornando o veiculo capaz de operar em mar até estado 3. O Motor e a transmissão são da SAIC e oferecem 600 cavalos de potencia enquanto o gerenciamento eletrônico mantêm o consumo de combustível baixo.

Dentro do veiculo os tripulantes mantêm uma consciência situacional em 360º graças a câmeras instaladas ao redor do veiculo. Para a segurança da Tripulação o mesmo possui casco balístico e piso anti minas.

Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil IDEX-2017 Negócios e serviços Sistemas de Armas Tecnologia

NAVDEX 2017: Austal revelou um novo conceito de navio HSSV esticado e armado para executar diversos tipos de missão

A Austal, o construtor naval australiano, anunciou no seu portfólio o conceito de um HSSV que inclui uma variante de 113 metros exibido pela primeira vez na NAVDEX 2017.

 A empresa trouxe para a feira um conceito de navio configurável para várias opções de apoio de aviação de forças conjuntas e outras missões, tais como busca e salvamento, ajuda humanitária e socorro em casos de desastre. O modelo exibia configurações de mísseis de ataque naval, sistemas RIM para defesa antiaérea e canhões de defesa de ponto, todos claro, conceitos.

O modelo exposto, projeta um catamarã totalmente de alumínio e de alta velocidade de calado baixo, permite o desdobramento rápido e efetivo de centenas de tropas e equipamentos, além de propiciarem a operação de helicópteros leves, médios e pesados tais como os CH-47 Chinook e V-22 Osprey.

O conceito de arquitetura aberta permitem que a plataforma de projeto eficiente do HSSV ofereça mais flexibilidade e a oportunidade de integrar pacotes multi-missão, como guerra anti minas, levantamento hidrográfico /pesquisa e operações de forças especiais, todos configuráveis ao gosto do cliente.

 Ao anunciar o mais recente e maior modelo do projetista e construtor australiano, David Singleton, CEO da empresa australiana  afirmou que o HSSV é uma solução inovadora e que está redefinindo a capacidade de transporte marítimo e proporcionando oportunidades para uma flexibilidade ainda maior de multi-missões.

Reconhecido como o líder global da indústria em embarcações de apoio de alta velocidade, a Austal entregou sete navios expedicionários de 103 metros para a Marinha dos EUA desde 2008 e vai entregar ainda  mais cinco até 2021. Além disso, a Austal entregou dois navios de 72 metros à Royal Omã Navy, assim como,  projetou, construiu e fretou o WestPac Express, uma embarcação de 101 metros para o Corpo de Fuzileiros Navais dos EUA nos últimos 15 anos o qual alcançou 99% de disponibilidade ao longo do serviço.

 Atualmente, atuando como a plataforma de transporte rápido expedicionário de 103 metros da Marinha dos Estados Unidos, a embarcação projetada e construída pela Austal já opera com a 5ª frota dos EUA no Oriente Médio.

Desde a sua chegada, estes navios exibem as excepcionais capacidades de transporte marítimo prometidas e suportam uma ampla gama de operações logísticas navais que podem ser personalizadas para aumentar ainda mais a flexibilidade da missão.Com base na entrega no prazo e no orçamento de duas embarcações de apoio de alta velocidade (HSSV) de 72 metros para a Royal Navy of Oman (RNO) em 2016.

contato@planobrazil.com

Categories
Armored Personnel Carriers IDEX-2017 Traduções-Plano Brasil

IDEX 2017: AM General LLC apresenta nova plataforma Multipropósito 4×4

A AM General LLC revelou durante a IDEX 2017, um novo membro de sua família bem conhecida de caminhões blindados polivalentes. O caminhão Multipropósito (MPT – Multipurpose Armoured Truck) montado sobre o chassis de plataforma base 4×4 comercial com 8,391 kg e 2,359 kg de capacidade de carga útil projetada para atender as necessidades extremas de empresas dos setores de energia, mineração , Industriais e governamentais em todo o mundo.

O MPT é projetado e projetado com base em componentes da AM General LLC existentes e provados, itens Off-the-Shelf (OTS) comerciais off-the-shelf (COTS) de outros veículos comerciais e militares, Military Commercial Off-the-shelf (M-COTS). A plataforma base MPT utiliza um motor oito cilindros, 6.5L, turbo diesel eletrônico que produz 250 hp e 550 lb de torque. Uma transmissão automática Allison® de 6 velocidades controlada eletronicamente e uma caixa de transmissão de 2 velocidades movimentam eixos independentes com cubos orientados. O MPT utiliza um módulo de suspensão independente dianteiro e traseiro, que melhora a mobilidade e a adaptabilidade, proporcionando ao mesmo tempo uma maior distância ao solo e o percurso de roda extra necessário em condições de todo terreno. O sistema de travagem antibloqueio (ABS) com freios à disco montados no interior das 4 rodas é padrão.

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=XAlZHk9dKGI[/embedyt]

O sistema elétrico do MPT utiliza um sistema de dupla voltagem (12 e 24 volts) projetado para atender aos requisitos de energia do veículo e uma gama de demandas de energia para módulos de propósito especial, ao mesmo tempo em que fornece desempenho confiável em ambientes operacionais severos. O sistema de carregamento inclui um alternador de 400 Ampèrs e regulador de tensão de estado sólido externo. Os módulos de estado sólido são usados para proteção de circuitos em lugar de disjuntores e relés tradicionais.

Os módulos de estado sólido fornecem a capacidade de controlar cargas elétricas com software e fornecer diagnósticos de detecção de falha aprimorados. O chassi aberto de 346,2 cm é projetado para aceitar uma variedade de corpos / módulos para fins especiais, incluindo um corpo de ambulância, carroçaria, carroçaria de transporte, corpo de comunicação, carroçaria de carga e configurações táticas que se fixam à estrutura base do MPT em locais de montagem predefinidos.

O MPT foi projetado para permitir que os clientes configurem módulos de carga útil com base em suas necessidades. A Plataforma Base, Cabine e Chassis é a configuração básica do veículo. Os módulos MPT podem ser desenvolvidos pelos especialistas em engenharia do país comprador ou, se necessário, por engenheiros da AM. Os módulos podem incluir várias configurações aplicáveis utilizando uma cabine de 2 pessoas. Outras variantes incluem o 2-homem, 2 macas 6 tripulantes, 4 tripulante/ caixa de carga, até 9 tripulantes.

O conceito do transportador MPT 2 + 6 conta com uma tripulação de seis pessoas. O módulo tem uma porta de acesso traseira articulada por uma unidade mecânica acionada. Componentes internos adicionais podem ser configurados para incluir assentos especializados, fones de ouvido de interfone (suspensos), controles RWS e rádios. O MPT tem um sistema de suspensão de alta mobilidade com braços “A” duplos independentes, molas helicoidais abertas e amortecedores hidráulicos.

O sistema de suspensão é caracterizado como um sistema passivo com capacidade de ajuste de carga na parte traseira (nivelamento de carga). As propriedades de elasticidade e amortecimento dos componentes da suspensão (molas, amortecedores e braços de controle) são estáticas e derivam de curvas de força-deslocamento e força-velocidade constantes.

[embedyt] http://www.youtube.com/watch?v=H477Kdx-nGg[/embedyt]

Além disso, o design de roda e pneu fornece tração para mobilidade e controle através da gama completa de condições de carga do veículo, enquanto absorve choques e vibrações do terreno operacional. A MPT 2 + 6 Personnel Carrier oferece ao cliente a capacidade de projetar um módulo de alta sobrevivência com base na capacidade de carga útil do MPT. O MPT fornece uma plataforma multipropósito capaz de integrar uma infinidade de módulos, armas e componentes internos adicionais.

Fonte: armyrecognition

Tradução e Adaptação: Plano Brasil

Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil Defesa Negócios e serviços Rússia Sistemas de Armas Tecnologia

IDEX-2017: Su 35 para os Emirados Árabes Unidos

O diretor chefe da Rostec, Sergei Chemezov, afirmou à agência de notícias TASS, que os Emirados Árabes Unidos concordaram em comprar um lote de caças Sukhoi Su-35 Flanker-E após os dois países também recentemente assinaram um acordo para co-desenvolver um novo caça de quinta geração. O Flanker-E se juntará a igualmente excepcional frota de caças Lockheed Martin F-16E / F Block 60.

Em uma matéria especial sobre o acontecido a revista norte-americana, o National Interest,  afirmou ser mais preocupante para os Estados Unidos uma vez que era uma indicação de que os Emirados Árabes Unidos, um aliado tradicional dos EUA há muito tempo, está entrando na órbita de Moscou. Chemezov, aparentemente, não ofereceu detalhes sobre quantos Su-35 os EAU ordenaram ou quando a aeronave seria entregue.

Apesar de parecer surpresa, o interesse da nação árabe pelo caça e tal negociação já havia sido informada anteriormente em 2015 quando a aeronave foi apresentada no Dubai tal como informou a agência de notícias russa Sputnik (Russia Negotiating With UAE Over Delivery of Su-35 Jets) fato que foi desqualificado veementemente pela dita imprensa especializada e especialistas em defesa nacionais e internacionais.

Chemezov havia declarado naquele evento que estava engajado e muito empolgado em negociar com os Emirados Árabes no sentido de ofertar o mais moderno caça operacional russo que impressionou os observadores  Árabes ao longo de sua apresentação em 2013 no Paris Air Show.

contato@planobrazil.com

Categories
Armored Personnel Carriers IDEX-2017 Infantry Fighting Vehicles

IDEX 2017: General Dynamics apresenta seu mais novo veículo blindado 8×8 LAV-700

A fabricante americana de veículos Militares General Dynamics Land Systems  apresentou pela primeira vez a nova variante da sua famosa família de veículos blindados LAV (Light Armored Vehicle ) o LAV-700. A GDLS apresentou oficialmente o LAV-700 durante a feira IDEX 2017 que ocorreu nos Emirados Árabes Unidos.

O novo veiculo oferece uma capacidade de combate de nova geração. O LAV 700 se baseia no projeto do LAV-6 do Exercito Canadense. O novo veiculo oferece uma maior proteção contra minas e explosivo improvisado (Improvised explosive device, ou IED) , proteção balística escalonável, assentos são do tipo anti-crash,  receptores de alerta laser (LWR) também estão presentes para alertar a tripulação quando o veículo está sendo “pintado” por um sistema de disparo.

O LAV-700 é equipado com um   motor Caterpillar C13 de 711hp , possui transmissão automática e possui velocidade maxi de 110 km em estradas. O LAV 700 da GDLS tem um comprimento de 8,2 m, uma largura de 3,0 m e uma altura de 2,8 m. Tem uma carga útil de 11.000 kg e um peso bruto de 32.000 kg.

Com Informações de armyrecognition e Defensa.com