Categories
Conflitos Geopolítica Geopolitica Rússia Traduções-Plano Brasil Ucrânia Vídeo

Rússia desdobra mais tropas para fronteira com a Ucrânia

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

A Rússia está enviando mais tropas para sua fronteira ocidental, a uma curta distância da Ucrânia.

Na região de Rostov e da Criméia relatam a presença e implantação de equipamento militar e comboios das Forças Armadas Russas. Veículos blindados de combate, canhões de artilharia, veículos de guerra eletrônica e caminhões estão se movendo para a fronteira Rússia-Ucrânia.

Anteriormente, foi relatado que pesados combates na Ucrânia recomeçaran no fim desta semana. A luta perto de Avdiivka na Ucrânia marcou o período mais tumultuado na guerra no Donbas desde a batalha de fevereiro de 2015 em Debaltseve.

O governo ucraniano e os militantes pró-russos culparam-se mutuamente pela erupção das hostilidades, a pior em meses. Ambos os lados movimentaram artilharia pesada, foguetes e tanques próximos à linha de frente, em clara violação de um acordo de paz assinado há dois anos.

O que desencadeou a escalada recente ainda não está claro.

Fonte: Defence Blog

Categories
Defesa Sistemas de Armas Sistemas Navais Tecnologia Traduções-Plano Brasil

Navios de guerra britânicos "São tão barulhentos que os submarinos russos podem ouvi-los a 100 milhas de distância”

E.M.Pinto

Sir Richard Barrons Credito: Harland Quarrington/MoD

Em uma matéria do  Telegraph assinada por  Laura Hughes, apresenta dados de um estudo interno do Ministério da Defesa Britânico que afirma que a capacidade da Grã-Bretanha de se defender contra um grande ataque militar foi questionada depois que o estudo informou que os navios de guerra da Marinha Real Britânica são tão ruidosos que podem ser ouvidos a 100 milhas de distância pelos submarinos russos.

Apresentando as declarações do contra-almirante Chris Parry, ex-diretor de capacidade operacional do Ministério da Defesa, de que os novíssimos Destroyers Type 45 são

Tão ruidosos quanto o inferno ou como uma caixa de chaves debaixo d’água”.

Ele vem em meio as advertências de que anos de cortes na defesa e contatos de compras caras com um pequeno número de grandes empresas de defesa, deixou os militares com um “mínimo existencial” de equipamentos.

Imagem: Type 45 HMS Duncan sendo assistido por rebocadores no estaleiro :Crédito: Raymond Wergan

O Ministério da Defesa gastou 3,5 bilhões de libras em cada um dos tanques Ajax do Exército, mas eles não conseguem caber em aviões de transporte sem a necessidade de serem desmantelados, de acordo com uma investigação do Sunday Times.

Outros 1,2 bilhões de libras esterlinas foram gastos em 54 drones de reconhecimento Watchkeeper, que não entraram no serviço de linha de frente por 12 anos.

O general Sir Richard Barrons, ex-comandante do Comando das Forças Conjuntas, pediu ao governo que re pense as forças armadas.

Watchkeeper: o mais recente “espião do exército no céu”

Ele disse:

Você está lidando com um legado de iterativo esvaziamento, que atingiu um ponto onde a rã tá fervendo.”

[ ] A metáfora faz alusão ao experimento feito com batraquios que ao serem colocados numa panela e levados ao        fogo não percebem que estão cozinhando a medida que a temperatura aumenta e acabam morrendo cozidos sem saber o que se passa ao seu redor.

Longos rumores de problemas com a frota da Marinha de seis destroyers Type 45 que os deixaram totalmente impotentes foram confirmados no início deste ano.

O Ministério da Defesa emitiu uma declaração admitindo que “questões de confiabilidade” afetaram os navios e disse que estava considerando fazer upgrades aos navios para torná-los mais confiáveis.

Os navios de guerra foram projetados originalmente para trabalhar nas águas frias do Atlântico Norte, mas em climas mais quentes, os motores a jato experimentaram problemas com o calor, fazendo com que eles se desligassem.

Almirante Parry disse:

Nós costumávamos colocar pequenas cunhas de madeira entre as escotilhas e as escotilhas no meu Destroyer para impedi-los de chocalhar para que pudéssemos manter o barulho baixo… Nós esquecemos tudo sobre isso – é uma loucura. A supressão de ruído tem sido provavelmente o maior segredo sujo desde o fim da Guerra Fria e que as pessoas têm ignorado alegremente “.

O Ministério da Defesa ordenou 54 aviões de reconhecimento em 2005 em um acordo de £ 847milhões para fornecer vigilância e reconhecimento para as tropas.

Os drones podem transmitir imagens de alta definição à medida que voam até 16.000 pés acima do campo de batalha, mas atrasos técnicos e de segurança significaram que, além de um breve período no Afeganistão, a aeronave não entrará em serviço completo até este ano.

Um porta-voz do MOD disse:

” O orçamento de defesa da Grã-Bretanha é o maior da Europa e está crescendo a cada ano, estamos investindo 178 bilhões de libras esterlinas à medida que o Reino Unido cresce globalmente. Estamos focados em manter um programa acessível e obter o melhor valor para o contribuinte de modo a entregar o kit de ponta que nossas Forças Armadas precisam para manter a Grã-Bretanha segura“.

Fonte: Telegraph