Defesa & Geopolítica

Brasil quer enviar mais 700 militares ao Haiti, segundo assessoria de Sarney

Posted by

http://farm1.static.flickr.com/132/354884736_ea2e7d8ace.jpgPresidente do Congresso convocou comissão representativa.
Também podem ser enviados 100 policiais brasileiros ao país.

A assessoria de imprensa do presidente do Senado, José Sarney (PMDB-AP), informou nesta quarta-feira (20) que a comissão representativa do Congresso Nacional, que atua durante o recesso parlamentar, se reunirá na próxima segunda-feira (25) para analisar o pedido do Ministério da Defesa para ampliar o contingente militar do Brasil no Haiti.

Cobertura completa: terremoto no Haiti

Segundo a assessoria, o ministro da Defesa, Nelson Jobim, telefonou nesta quarta para Sarney e disse que vai encaminhar um projeto de decreto legislativo com o pedido de reforço da missão brasileira naquele país com mais 700 militares. Jobim também informou a Sarney que o pedido conterá a possibilidade de que 100 policiais brasileiros sejam enviados ao Haiti para ajudar na segurança em território haitiano.

A comissão representativa do Congresso é formada por 17 deputados e oito senadores e pode deliberar sobre decisões que exijam aprovação dos congressistas durante o recesso parlamentar.

Na terça-feira (19), o conselho de segurança da Organização das Nações Unidas (ONU) aprovou o aumento do contingente da missão de paz no Haiti (Minustah) em 3.500 homens.

Sugestão: Lucas Urbanski

Jobim diz que pediu aprovação para enviar mais 1.300 ao Haiti

RIO DE JANEIRO (Reuters) – O ministro da Defesa, Nelson Jobim, afirmou nesta quarta-feira que enviou à Comissão Representativa do Congresso Nacional um pedido de aprovação para envio de mais 1.300 militares para integrar a força de paz da ONU no Haiti, país devastado por um terremoto na semana passada.

“Conversei com o senador (José) Sarney pelo telefone e enviei um pedido ao Senado de 1.300 militares. Inicialmente, seriam 900 militares, sendo 750 de Infantaria e 150 policiais de Exército”, afirmou à Reuters por telefone o ministro.

Fonte: G1

One Comment

shared on wplocker.com