Defesa & Geopolítica

Rapidinhas Esquadrilha da Fumaça

Posted by

Agradecimentos: Serviço de Comunicação do EDA

Ten.Flávia Medeiros Cocate

Tenente-Coronel Candido Martins da Rosa faleceu no dia 28 – “Um rastro de fumaça branca jamais se apaga…”

Um dos fundadores da Esquadrilha da Fumaça nos anos 50, o Tenente-Coronel Candido Martins da Rosa faleceu na noite do último dia 28 de setembro em São Paulo.

Ele foi integrante do grupo de quatro aviadores que, em suas horas de folga, dedicava seu tempo à acrobacia aérea para incutir confiança aos Cadetes na antiga Escola de Aeronáutica (E.Aer.), no Campo dos Afonsos, Rio de Janeiro. Natural de Santo Angelo (RS), o Ten Cel Martins da Rosa ingressou na Força Aérea Brasileira em 1947 e fez parte da Fumaça durante os anos de 1952 a 1954, tendo sido Ala Direita (nº 2) e Ferrolho (nº 4).

A equipe atual muito agradece pelo seu legado deixado e por todas as histórias que nos contou das épocas vividas na Esquadrilha, motivando-nos e mostrando o amor que tinha pela arte de voar e pela instituição Fumaça. “Um rastro de fumaça branca jamais se apaga…”.

“Prêmio Empreendedor Ozires Silva” é entregue à Esquadrilha da Fumaça

O “Prêmio Empreendedor Ozires Silva” foi entregue na última sexta-feira, dia 27 de setembro, em Poços de Caldas (MG), para 65 pessoas que se destacaram em empreendedorismo no país, entre autoridades, representantes de instituições públicas e privadas.

Dentre elas, o Esquadrão de Demonstração Aérea (EDA), representado pelo Major Aviador Álvaro Escobar Veríssimo, foi uma das instituições homenageadas que se destacaram em 2013. O tema deste ano foi “aviação”, e a Esquadrilha da Fumaça foi escolhida, entre outros critérios, pelos seus mais de 60 anos de história.

 O fundador da Empresa Brasileira de Aeronáutica – EMBRAER, Ozires Silva, explica que “o prêmio é voltado para pessoas e instituições bem sucedidas que se destacam em todo o país. Essas pessoas possuem a diferença de terem tido a chance de apresentar uma boa formação escolar para que nosso país pudesse competir, corpo a corpo, com os estrangeiros. Temos que pensar grande, e a garantia de educação para todos faz diferença na busca deste ideal”.

Após ter recebido o prêmio das mãos de Ozires Silva, o Major Escobar ressaltou: “fico lisonjeado de representar a Esquadrilha da Fumaça neste evento tão importante. É uma experiência única poder fazer parte deste Esquadrão que sempre é reconhecido pelo trabalho que vem realizando ao longo de mais de seis décadas e por representar tão bem a Força Aérea Brasileira”.

Esquadrilha da Fumaça recebe dois novos Anjos da Guarda

A Esquadrilha da Fumaça recebeu dois novos integrantes no último dia 26 de setembro. São eles: o 1º Sargento Básico de Manutenção de Aeronaves (BMA) Gélson Antonio Zancanaro e o 3º Sargento Especialista em Serviços Administrativos (SAD) Antônio Gustavo Marchetti.

Ambos foram apresentados, oficialmente, pelo Comandante da Fumaça, Tenente-Coronel Marcelo Gobett Cardoso, para toda a equipe.

Muito contente ao receber a notícia, o 1S Gélson salientou a razão que o fez se candidatar à vaga. “A Fumaça está passando por um processo de implantação de uma nova aeronave e, como possuo grande experiência em manutenção do Super Tucano, compreendida durante minha estada na Base Aérea de Campo Grande, achei que seriam úteis meus conhecimentos na Esquadrilha”.

Ele sempre buscou trabalhar na Força Aérea Brasileira, ao iniciar sua carreira militar como soldado em 1993 e seguir como cadete da Academia da Força Aérea (AFA). “Infelizmente, não alcancei média para concluir o curso e fui desligado, mas não desisti. Resolvi trabalhar com manutenção de aeronaves e passei no concurso da Escola de Especialistas da Aeronáutica (EEAR), onde me formei como Sargento BMA”. Natural de Ijuí (RS), o 1S Gélson trabalhava na Divisão de Suprimento e Manutenção do T-27 e T-25 desde 2010, na AFA, antes de se integrar ao EDA.

O 3S Marchetti já fez parte da equipe da Fumaça de 2003 a 2006 como soldado. Na época, ele trabalhava com serviços administrativos na Seção de Material. “Gostei bastante de trabalhar em uma área voltada para voo”. Para chegar a sargento, ele, primeiramente, passou para o concurso de Cabo e, depois, fez o “Estágio de Adaptação à Graduação de Sargento da Aeronáutica”, ambos realizados na EEAR. No final, escolheu, novamente, a vaga para a AFA com a pretensão de, futuramente, candidatar-se ao EDA.

Ao receber a notícia de sua aprovação na Esquadrilha, ressaltou: “fico muito feliz em saber que vou trabalhar novamente aqui, pois conheço muito bem o ambiente de trabalho e sei que não há lugar melhor. Além disso, todos do Esquadrão têm algo em comum que é o amor pela aviação, admiração da qual compartilho”. O 3S Marchetti, natural de Pirassununga (SP), trabalhava na Seção de Licitações da Subdivisão de Intendência, na AFA, antes de ingressar ao EDA.

Ten Cel Gobett apresenta os dois novos Anjos da Guarda

Dois novos Fumaceiros são apresentados à equipe da Fumaça

Sgt Fabrício e Sgt Carvalho recebem o Sgt Marchetti

Sgt Marchetti agradece à equipe da Fumaça

fotos: Ten Cocate

Fonte: EDA

Comments are closed.

shared on wplocker.com