Categories
Brasil Defesa Destaques Geopolítica Negócios e serviços

Colombia receberá certificação para modernização de aeronaves T-27 Tucano

A frota de T-27 da Força Aérea da Colômbia já voou cerca de 80 mil horas e após a modernização cada exemplar deverá operar por mais 15 anos, em média.

Ivan Plavetz

A estatal Corporación de la Industria Aeronautica de Colombia (CIAC) receberá nos próximos meses a primeira certificação concedida pela Embraer no âmbito dos projetos de modernização de aeronaves turboélice de treinamento T-27 Tucano.

O documento autoriza a CIAC a trabalhar com todas as Forças Aéreas da América Latina e de outros continentes que operem o modelo, com exceção dos aviões pertencentes à Força Aérea Brasileira (FAB). Ainda há cerca de 700 T-27 em atividade ao redor do mundo.

A concessão outorgada a CIAC começará a vigorar a partir de janeiro de 2014 e a entrega do primeiro dos 14 exemplares pertencentes à Força Aérea da Colômbia (FAC) e modernizado no Brasil está prevista para acontecer ao longo do corrente mês.

Os treze restantes serão modernizados nas instalações da CIAC, localizadas em Madrid, departamento de Cundinamarca, Colômbia. Todo o trabalho realizado nas linhas de produção da CIAC será executado por pessoal capacitado na Embraer durante a modernização do primeiro exemplar, por equipes de técnicos e engenheiros dos dois países.

O contrato assinado em 2011 prevê ainda seis meses de assessoria durante os trabalhos de modernização na Colômbia.

Cada um dos 14 T-27 da frota da FAC, adquiridos em 1992 por US$ 40 milhões e com cerca de 80 mil horas de voo até o momento, passará pela modernização que dura em torno de quatro meses consistindo na integração de moderna aviônica (incluindo painel digital dotado de telas tipo MFCD) e fortalecimento das asas.

O pacote foi planejado para estender a vida útil desses aviões por mais 15 anos.

Fonte: Tecnologia & Defesa

 

Categories
Destaques Geopolítica Opinião

“Nosso país não é uma ilha”, alerta presidente da Alemanha

Presidente alemão, Joachim Gauck

No Dia da Unidade Alemã, Joachim Gauck relativiza êxitos recentes do país, colocando-os em contexto internacional. Papel diante de nações emergentes também é enfatizado, sob o signo da responsabilidade.

Em seu discurso durante a cerimônia central do Dia da Unidade Alemã (03/10), na cidade de Stuttgart, o presidente Joachim Gauck enfatizou a responsabilidade internacional do país, no contexto internacional.

“Não devemos nos entregar à ilusão de podermos ser poupados dos conflitos políticos e econômicos, ecológicos e militares, se não participarmos de sua solução”, declarou Gauck, na presença da chefe de governo, Angela Merkel, e numerosos outros políticos federais e estaduais. “Nosso país não é uma ilha”, resumiu.

O político apartidário disse que não gosta de ter a impressão “que a Alemanha se faz de grande para comandar os outros”. E prosseguiu: “Mas tampouco gosto de imaginar que a Alemanha se faça de pequena para se escusar de riscos e de solidariedade”.

Vínculos importantes

O presidente Gauck contou entre os pontos fortes do país o fato de ter conquistado a amizade de todos os seus vizinhos e de ter se tornado parceira confiável em alianças internacionais.

“Por isso está certo quando outros perguntam, assim como nós mesmos: a Alemanha assume em grau suficiente sua responsabilidade diante dos vizinhos no Oriente, no Oriente Médio e no sul do Mar Mediterrâneo? Que contribuição a Alemanha dá para ganhar as potências emergentes como parceiras na ordem internacional?”

No tocante à Europa, Gauck admitiu que a face do continente se modificou. “Sem dúvida, a Europa em crise não é mais a Europa antes da crise. As fissuras ficaram visíveis”. Forças e maiorias se redefiniram, os governos nacionais definem a agenda de forma essencial. No entanto, a unidade não está em perigo, assegurou. “Um laço forte de mentalidade, cultura e história mantém a Europa coesa.”

“Juntos, somos únicos”

Em seu discurso, o chefe de Estado nascido em Rostock, no território da extinta República Democrática Alemã (RDA), recordou como se venceu a impotência diante do governo comunista, e evocou a vontade dos alemães orientais de ser livres.

“A vontade de liberdade dos oprimidos tirou o poder dos opressores”: para ele próprio, a reunificação das duas Alemanhas e o trajeto até lá foi “a época mais empolgante”, observou o ex-pastor luterano e ativista dos direitos civis.

No Dia da Unidade Alemã comemora-se a inclusão do território da RDA na República Federal da Alemanha (RFA), em 3 de outubro de 1990 – após a revolução pacífica e consequente superação do regime comunista.

A cerimônia central e uma grande festa popular são realizadas a cada ano no estado federado que ocupa a presidência rotativa do Bundesrat, a câmara alta do parlamento alemão. Em 2013, ela cabe a Baden-Württemberg, no sudoeste do país. O slogan da festa popular na capital Stuttgart é “Juntos, somos únicos”. Calcula-se que o evento de dois dias reunirá 400 mil pessoas.

AV/dpa/epd/afp/rtr

Fonte: DW.DE

 

Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil BID Brasil 2013 EVENTOS

Começou a 2ª Mostra BID Brasil

Entrada do Hangar do CAN onde está ocorrendo a BID Brasil 2013
Entrada do Hangar do CAN onde está ocorrendo a BID Brasil 2013

 

Luiz Medeiros – Correspondente de Brasília

Começou hoje para imprensa e convidados a 2ª Mostra BID Brasil, à exemplo do que ocorreu no ano passado o evento acontece na Base Aérea de Brasília, no Hangar do Correio Aéreo Nacional (CAN). O Plano Brasil esteva presente.

O evento realizado pela ABIMDE, APEX e Ministério da Indústria e Comércio Exterior cresceu este ano, contando com mais expositores e atividades, bem como contando também com a maior presença de autoridades nacionais e adidos estrangeiros.

Em breve o Plano Brasil trará matérias exclusivas com alguns dos expositores do evento. Vamos trazer para os nossos leitores as novidades de nossa indústria de Defesa e seu crescimento, por hora ficamos com algumas imagens para mostrar o que vem por aí!