Categories
Defesa Sistemas Navais Traduções-Plano Brasil

Marinha do Brasil não participará do RIMPAC 2018

Ilustração: Navios e submarinos representando 15 nações parceiras internacionais  em estreita formação durante o exercício Rim of the Pacific (RIMPAC) 2014. Foto: Marinha dos EUA

Tradução e adaptação- E.M.Pinto

A Marinha do Brasil cancelou sua participação na manobra naval multinacional Rim of Pacífico (RIMPAC) 2018 devido a cronogramas operacionais.

A informação foi divulgada no USNI News que afirmou que a retirada da Marinha do Brasil do exercício foi confirmada pela 3ª Frota dos EUA. Esperava-se que o Brasil participasse do exercício no qual reuniria 25 nações pela primeira vez porém,  após a retirada da edição de 2016 o Brasil repete o feito. Como foi o caso neste ano, o Brasil citou  compromissos de cronograma imprevistos  como motivo para cancelar a participação.

O Brasil não havia planejado enviar navios para participar da RIMPAC 2018 e nenhum exercício terá que ser modificado para se adaptar à falta de pessoal da Marinha do Brasil, segundo o relatório. Os outros três estreantes no RIMPAC 2018 são, Israel, Sri Lanka e Vietnã, os quais participam como programado, já a China foi convidada a não participar.

O exercício RIMPAC começou em 29 de junho e está programado para terminar em 2 de agosto, após mais de um mês de cooperações, Neste evento é a primeira vez que uma nação não-fundadora, o Chile, ocupará uma posição de liderança de comandante de componente. Este ano também contará com lançamento ao vivo de um Míssil Anti-Navio de Longo Alcance (LRASM) de uma aeronave da Força Aérea dos Estados Unidos, bem como, de mísseis pela Força de Autodefesa do Japão.

Além disso, pela primeira vez desde RIMPAC 2002, que o 3º Centro de Comando da Frota dos EUA se mudará de San Diego para Pearl Harbor para apoiar o comando e controle de todas as forças da 3ª Frota na área de responsabilidade da Terceira Frota, incluindo forças que operam no Pacífico Ocidental. O Centro de Comando da Frota será estabelecido em um comando e controle conjunto implantável no Hospital Point para a primeira parte do exercício e, em seguida, a transição para a USS Portland (LPD 27) para o restante do exercício.

Fonte: Naval Today

Categories
Braço Forte Defesa brasileira.

Precisão, eficiência e eficácia na logística foi fundamental para desmobilização do Exercício AMAZONLOG17.

Publicação: Qua, 21 Fev 2018 11:39:00 -0300

Rio de Janeiro (RJ) – A Base de Apoio Logístico do Exército (BaApLogEx), por meio do Estabelecimento Central de Transportes (ECT) e da 2ª Companhia de transporte (2ª Cia de Trnp) da 2ª Região Militar, executaram, no período de 18 de janeiro a 13 de fevereiro, a desmobilização do AMAZONLOG17, junto com o Eixo Amazônico, atividade de transporte estabelecida no Plano Geral de Transporte do Comando Logístico (COLOG), que tem como missão o transporte de suprimento de diversas classes para a 12ª Região Militar (12ª RM).

A fase de desmobilização caracteriza o término da Operação AMAZONLOG17, que foi um Exercício de Logística Multinacional Interagências inédito na América do Sul, conduzido pelo COLOG. A BaApLogEx desdobrou uma Base Logística Internacional, em Tabatinga (AM), tríplice fronteira entre Brasil, Colômbia e Peru, composta por Unidades Logísticas Multinacionais Integradas (ULMIs) que foram adestradas no apoio à civis e a ajuda humanitária. Durante o Exercício Logístico, em toda a região, foram desenvolvidas ações conjuntas, multinacionais e interagências por tropas e agências brasileiras, colombianas, norte-americanas e peruanas. A atividade contou, também, com a participação de militares de nações amigas e de empresas expositoras de muitos países.

A fim de cumprir a missão de desmobilização do AMAZONLOG17 e do Eixo Amazônico, o comboio do ECT e da 2ª Cia de Trnp, com cerca de 30 viaturas, percorreu um trajeto de cerca de 7.500 km (Rio de janeiro – Porto Velho – Rio de janeiro) , contando com o apoio relevante de algumas organizações militares, como o 21º Depósito de Suprimentos, 37º Batalhão de Infantaria Leve, 3ª Bateria de Artilharia Antiaérea, 9º Batalhão de Suprimento, 18º Grupo de Artilharia de Campanha, 2º Batalhão de Fronteira, Tiro de Guerra 12/008, 17ª Base Logística (17ª Ba Log) e 5º Batalhão de Engenharia de Construção. As Forças Auxiliares também proveram apoio, por meio do 2º Batalhão de Polícia Militar. Tais organizações militares ofereceram alimentação e alojamento para os integrantes do comboio, proporcionando um ambiente seguro, confortável e acolhedor para que a missão pudesse ser cumprida com êxito.

Um dos pontos críticos da operação em pauta foi a mudança do modal de transporte (Intermodalidade) em Porto Velho (RO). Nessa Cidade, a 17ª Ba Log gerenciou a atividade de descarregamento e carregamento dos materiais de todas as classes do comboio do ECT e 2ª Cia Trnp, modal rodoviário, e das balsas do Centro de Embarcações do Comando Militar da Amazônia (CECMA), modal fluvial. A integração dessas organizações militares foi fundamental para a precisão, eficiência e eficácia da operação logística.

A missão se caracterizou pela flexibilidade, adaptabilidade, modularidade, elasticidade e sustentabilidade, sendo estabelecido um comboio, pelo ECT, e os módulos fluviais (balsas), pelo CECMA, conforme as demandas apresentadas. Tal atividade logística foi complexa, tomada por vários riscos logísticos, tais como acidentes e roubo de produtos de defesa. Diante disso, a hospedagem, a alimentação, o monitoramento, o controle (Sistema Pacificador), a integração dos envolvidos na operação logística de transporte foram elementos fundamentais para proporcionar um ambiente adequado e seguro, mitigando os riscos supramencionados e mantendo a imagem positiva do Exército Brasileiro. Vários destinos e somente uma certeza: Transportar!

Categories
Defesa Geopolítica

China convida Brasil para exercícios militares conjuntos em 2011

http://pbrasil.files.wordpress.com/2010/09/jobim001fd04c63060c6c156014.jpg?w=300

Sugestão: Francoorp

Rio de Janeiro, 8 set (EFE).- O ministro da Defesa da China, general Liang Guanglie (foto), que hoje iniciou uma visita oficial de três dias ao Brasil, convidou o Exército brasileiro a realizar exercícios militares conjuntos com o de seu país a partir de 2011, e manifestou o desejo chinês de aumentar a cooperação bilateral na área militar.

Categories
Defesa Geopolítica

OTAN ‘não comenta’ acordo de caças russos com a Islândia


http://pbrasil.files.wordpress.com/2010/09/su3012.jpg?w=300

A OTAN não quis comentar nessa semana a reportagem que dizia que poderia ser utilizada uma base aérea na Islândia para treinamento de pilotos militares em caças Su-27 Flankers fabricados na Rússia.

O Financial Times divulgou a informação, que pode ser lida aqui, onde na segunda-feira, dia 30 de agosto, o governo da Islândia estaria em negociação para alugar uma base aérea para uma companhia privada, a ECA, que informou estar adquirindo cerca de US$ 1,5 bilhão em caças Sukhoi Su-27 da Bielorússia para serem utilizados como aeronaves inimigas em exercícios de treinamento militar ao estilo “Top Gun”.

Categories
Defesa

Corveta “Frontin” realiza Operação INCURSEX OPESP I / 2010

Recolhimento da última embarcação pneumática

A Corveta “Frontin” realizou, de 12 a 13 de agosto, na área marítima compreendida entre Marambaia e Mangaratiba, no Rio de Janeiro, a Operação INCURSEX OPESP I/2010, na qual apoiou o Batalhão de Operações Especiais de Fuzileiros Navais na retirada de militares que se infiltraram na área onde foram realizadas ações de reconhecimento especializado do terreno.

Categories
Defesa

Marinha realiza Operação RIBEIREX Amazonas, em Santarém (PA)

https://www.mar.mil.br/menu_h/noticias/31082010/img02/1.jpg

Sugestão: Gérsio Mutti

De 16 a 27 de agosto, uma Força-Tarefa composta por navios do Comando do Grupamento de Patrulha Naval do Norte e do Grupamento de Fuzileiros Navais de Belém, subordinados ao Comando do 4º Distrito Naval (Com4ºDN), sediado em Belém (PA) e navios do Comando da Flotilha do Amazonas e do Batalhão de Operações Ribeirinhas de Manaus, subordinados ao Comando do 9º Distrito Naval (Com9ºDN), sediado em Manaus (AM), realizaram a Operação “RIBEIREX Amazonas”, na região de Santarém (PA). A finalidade foi adestrar navios e tropas de Fuzileiros Navais em Operações Ribeirinhas.

Categories
Uncategorized

Fuzileiros Navais realizam importante exercício em Minas Gerais

http://img.mercadolivre.com.br/jm/img?s=MLB&f=99364589_1209.jpg&v=E

Escrito por Ronaldo Olive

Entre os dias 7 e 19 de agosto, cerca de mil integrantes de nosso Corpo de Fuzileiros Navais estiveram envolvidos numa série de exercícios de adestramento na região de Três Corações, MG, primariamente, em área da EsSA – Escola de Sargentos das Armas do Exército Brasileiro e, também,  em outras, adjacentes.

Categories
Defesa

Rússia testa o sistema de segurança nuclear

Explosão do reator nuclear de um submarino, vazamento de radiação… Pode-se imaginar as conseqüências de semelhantes acidentes para a população e para o meio-ambiente. Os exercícios complexos “Ártico-2010”, realizados no estaleiro de reparações “Nerpa”, situado na cidade de Snejnogorsk, região de Murmansk, tiveram por objetivo precisamente a prevenção de situação extraordinária deste tipo.

Categories
Conflitos Defesa Geopolítica História

Vietnã acusa China de violar sua soberania em ilhas em disputa

http://upload.wikimedia.org/wikipedia/commons/archive/7/77/20090525053021!People%27s_Republic_of_China_Vietnam_Locator.png

HANÓI (Reuters) – O Vietnã acusou a China nesta quinta-feira de violar sua soberania ao realizar exploração sísmica perto de ilhas disputadas pelos dois países, no Mar do Sul da China, e pediu ao governo chinês que faça mais para promover a paz, estabilidade e relações bilaterais saudáveis.
As acusações foram feitas num momento de elevada tensão na região depois que a China se irritou com o que considerou um ataque da secretária de Estado dos EUA, Hillary Clinton, ao mencionar as disputas territoriais no Mar do Sul da China em um fórum de segurança regional realizado em Hanói, duas semanas atrás.

Categories
Defesa Geopolítica

China faz exercício aéreo em meio a tensão com os EUA

http://blufiles.storage.msn.com/y1pBVS8r2lmeNOr8DSa5i_PZ-GbdekHOK6vdFVlygcskR4w70tztAwIdlHJMnFYwIKkrdqnTEjzfh3_rJK2iKjlSw?PARTNER=WRITER

Por Ben Blanchard
PEQUIM (Reuters) – A China iniciou na terça-feira cinco dias de exercícios aéreos, mobilizando caças e milhares de soldados em meio a um cenário de crescente tensão diplomática e militar com os Estados Unidos.

O exercício “Vanguarda 2010” ocorre nas províncias de Henan (centro) e Shandong (leste), próxima ao Mar Amarelo, segundo a agência estatal de notícias Xinhua. Outra agência, a China News Service, disse que mais de 100 aeronaves do Exército, Aeronáutica e Marinha participam da atividade, disparando mísseis reais para simular a defesa de Pequim contra um ataque aéreo.

Categories
Defesa

Navios dos EUA participarão de exercício militar na Coreia dos Sul

http://www.armybase.us/wp-content/uploads/2009/04/south-koreas-aegis-destroyer-king-sejong-the-great.jpg

Manobra que acontecerá na semana que vem é um ‘sinal’ para Coreia do Norte

estadão.com.br

SEUL – Dez barcos de guerra americanos, incluindo um porta-aviões, participarão na próxima semana junto com a marinha sul-coreana de um exercício militar anti-submarino, dentro de um contexto tenso com a Coreia do Norte, acusada de torpedear um navio da sua vizinha do sul, de acordo com informações da agência de notícias AFP.

Categories
Defesa

Base Aérea de Natal reúne participantes da Operação CRUZEX V

http://www.fab.mil.br/sis/enoticias/imagens/pub/5966/i1055160022116516.jpg

Sugestão: Cmdt Melk

De 3 a 7 de maio, militares das Forças Aéreas da Argentina, Brasil, Chile, Estados Unidos, França, Uruguai e Venezuela participam no Grupo de Instrução Tática e Especializada (GITE), sediado na Base Aérea de Natal (BANT),  das reuniões preparatórias da V Operação Cruzeiro do Sul (CRUZEX). A Operação acontecerá no período de 28 de outubro a 19 de novembro deste ano.