Defesa & Geopolítica

EUA a caminho de se tornarem principal produtor mundial de Petróleo

Posted by

Os Estados Unidos tornar-se-ão o primeiro produtor mundial de petróleo, substituindo-se à Arábia Saudita, até 2020, e também passarão a ser o principal exportador à volta de 2030, o que provocará uma profunda mudança no cenário económico e geopolítico mundial, prevê o relatório anual da AIE divulgado esta semana, confirmando a notícia veiculada por O País na última edição. Tal ficar-se-á a dever, acrescenta a AIE, à emergência de hidrocarbonetos não-convencionais.

 opais_209_60O mercado de energia norte-americano está a sofrer uma transformação radical devido ao desenvolvimento de novas tecnologias, sobretudo da extração de gás de xisto através de um processo controverso conhecido como ‘fractura hidráulica’ (‘fracking’), que foi limitado ou banido noutros países.

’A recente recuperação da produção norte-americana de petróleo e gás está a estimular a actividade económica e a alterar a posição dos EUA no comércio mundial de energia’, refere o documento da AIE.

Até 2035, ‘os EUA, que importam actualmente cerca de 20% do total das suas necessidades energéticas, serão auto-suficientes em termos líquidos uma inversão radical da tendência que se verifica na maioria dos outros países importadores de energia’, lê-se ainda no documento.

Desde o início deste ano, os Estados Unidos extraíram cerca de 6,2 milhões de barris de petróleo por dia, contra 5 milhões em 2008, o que representa um acréscimo de 24%, de acordo com as estatísticas do Departamento de Energia norte-americano.

A AIE antecipa que este salto na produção norte-americana, combinado com as medidas que indicam a redução do consumo dos veículos, farão recuar progressivamente as importações de petróleo do país, até que os Estados Unidos se convertam em exportador, o que deverá acontecer até 2030, segundo a agência.

‘Os Estados Unidos importam atualmente cerca de 20% das suas necessidades energéticas e será praticamente autossuficiente em términos líquidos, contrariando a tendência dos países importadores”, refere o relatório.

Este tema foi invocado na recente campanha presidencial. O republicano Mitt Romney, que perdeu as eleições para Barack Obama, prometeu a independência energética para 2020, apostando nas energias fósseis (petróleo, gás, carvão), ao passo que Obama preferiu centrar-se nas energias renováveis (solar, eólica) e na economia de energia. Desde a segunda metade do século XIX até meados do século XX, os Estados Unidos foram o maior produtor de petróleo do mundo, o que alimentou o seu desenvolvimento industrial, económico e estratégico e ajudou o país a tornar-se a maior potência mundial.

Segundo o economista-chefe da agência, Fatih Birol, os Estados Unidos devem ultrapassar já em 2017 a Arábia Saudita, tornando-se o maior produtor de petróleo do mundo. ‘Os Estados Unidos converter-se-ão em 2015 no maior produtor de gás mundial, ultrapassando a Rússia’, acrescentou Birol durante uma conferência de imprensa realizada em Londres.

Fonte: O País, Luanda, Angola 

6 Comments

shared on wplocker.com