Defesa & Geopolítica

Partido húngaro reúne centenas em manifestação antissemita

Posted by
Manifestação antissemita no centro de Budapeste

Manifestação antissemita no centro de Budapeste

O partido húngaro de extrema direita Jobbik reuniu centenas de pessoas em uma manifestação contra a realização, em Budapeste, do Congresso Mundial Judaico (WJC).

O congresso está previsto para este domingo. Segundo o Jobbik, o objetivo do protesto era chamar atenção para o que seus integrantes dizem ser uma “tentativa dos judeus comprarem a Hungria”.

O Jobbik é o terceiro maior partido no Parlamento húngaro e promete “proteger os valores e interesses” do país. Ele emite declarações antissemitas com alguma frequência.

“Os conquistadores israelitas, esses investidores, devem procurar outro país do mundo, porque a Hungria não está à venda”, disse o presidente do partido, Gabor Vona, de acordo com a agência de notícias Reuters.

No ano passado, Gyongyosi provocou indignação ao defender que todos os funcionários do governo de origem judaica deveriam ser identificados porque poderiam representar um “risco para a segurança nacional”.

Alguns dos presentes na manifestação deste sábado usavam o uniforme preto do Guarda Húngara, o banido grupo paramilitar do Jobbik, acusado de atacar comunidades ciganas.

O primeiro-ministro Viktor Orban havia ordenado que a polícia proibisse a manifestação, mas um tribunal de Budapeste anulou a proibição, alegando que ela teria por base “presunções infundadas”.

Um esquema de segurança foi montado para evitar episódios de violência durante o protesto.

O WJC em geral acontece em Jerusalém, mas os organizadores do evento optaram por realizá-lo na Hungria este ano para chamar atenção para o que dizem ser uma crescente onda de antissemitismo na Europa.

O tema em debate este ano será o “aumento alarmante de partidos políticos neo-nazistas e incidentes antissemitas em vários países europeus, incluindo a Hungria.”

Calcula-se que 500 mil de judeus húngaros tenham sido mortos no Holocausto.

Fonte: BBC Brasil

2 Comments

  1. Homero says:

    Se ja mandam nos EUA, a hungria é café pequeno:

    Hace cincuenta años
    Kennedy, el lobby y la bomba

    por Laurent Guyénot

    Hace exactamente 50 años se producía un episodio decisivo en la historia de la «democracia estadounidense», una lucha épica cuyo desenlace ha sido determinante para el futuro del mundo entero. Laurent Guyenot nos recuerda lo que estuvo en juego en aquel importante momento.

    2 de mayo de 2013

    http://www.voltairenet.org/article178407.html

  2. lucena says:

    Sem o medo de errá;
    .
    O maior propagador do ante semitismo no mundo,e o governo direitista de Israel, que cotidianamente massacra o semitas da Palestina;cadê a ONU e a imprensa ocidental que não vê isso !

shared on wplocker.com