Defesa & Geopolítica

drone de combate “Caçador” terá desenvolvimento acelerado por conta dos avanços no programa PAK FA

Posted by

E.M.Pinto
 
Segundo o Ministério da Defesa da Rússia,  o drone de combate Su-70 “Caçador”, possui exímia capacidade furtiva superior ao próprio Su-57. A aeronave produzida em formato de “asa voadora” e dificilmente perceptível para radares, é projetado tanto para operação autônomas quanto para operações em conjunto com o futuro bombardeiro PAK-DA ou mesmo com os caças  Su-57.
O MD russo reportou que muitas tecnologias do Su-70 já estão desenvolvidas e que seu programa será bem curto, uma vez que muitas de suas tecnologias são herdadas dos desenvolvimentos para o caça de 5G que estão em fase final de testes de seus protótipos.
Em nota o MD russo afirma que dentre outras funções, o drone explorará por exemplo a localização das instalações de defesa aérea inimigas e as destruirá ao comando de um piloto de caça.
O caçador possui uma exímia capacidade de carga, inigualável a qualquer modelo já desenvolvido no mundo, com uma massa total de cerca de 24 toneladas o Caçador poderá transportar em baias internas, cerca de 8 toneladas de armamentos para as mais diferentes missões, SEAD, CAS, CAP e interceptação. 

 

Quando foi apresentado ao público o Su-70 “caçador” exibia as tubeiras traseiras dos seus motores que despertaram nos articulistas de defesa os questionamentos sobre suas capacidades furtivas. Entretanto, o drone equipado com uma variante dos motores AL-31F foi apresentado  na MAKS 2019 com um bocal plano oq ue deve reduzir significamente  a visibilidade  nas faixas de infravermelho.

Imagens Michael Jerdev

Melhorias aerodinâmicas são esperadas para serem  introduzidos num futuro próximo, em uma das etapas da produção em massa.

 

3 Comments

  1. Ferreira Junior says:

    Estranho drones que parecem ter janelas ou parabrisa.

  2. Muttley says:

    Pela descrição do drone, mais furtivo que o Su57, da pra ver um pouco de como os Russos vêem os caças da 5G. Aparentemente não apostam numa furtividade full para o caça, se expor a densas defesas antiaereas será trabalho para mísseis de cruzeiro furtivos ou com grande velocidade e obviamente o próprio drone que por sinal tem um tamanho significativo.
    Drones são o futuro e nosso presente, vão ser cada vez mais autônomos graças a combinação de hardware e algoritmos complexos de inteligência artificial permitindo que cacas como o Su57 façam o gerenciamento há uma distância segura.

    Sds

  3. titio jacob sincero says:

    Produção em massa não sei de onde a Rússia tirará dinheiro para construir em massa alguma coisa além de fuzis ak-47… no máximo uma dúzia para voarem atras da dúzia de su-57 que eles vão conseguir fabricar… são muito bons em fazer maquetes e mais nada, cade a classe Líder de destroyers nuclear? cade o PA Storm? cade os navios de Assalto Anfíbio? cade os subs Yasen ???

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com