Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil Defesa Sistemas de Armas

drone de combate "Caçador" terá desenvolvimento acelerado por conta dos avanços no programa PAK FA

E.M.Pinto
 
Segundo o Ministério da Defesa da Rússia,  o drone de combate Su-70 “Caçador”, possui exímia capacidade furtiva superior ao próprio Su-57. A aeronave produzida em formato de “asa voadora” e dificilmente perceptível para radares, é projetado tanto para operação autônomas quanto para operações em conjunto com o futuro bombardeiro PAK-DA ou mesmo com os caças  Su-57.
O MD russo reportou que muitas tecnologias do Su-70 já estão desenvolvidas e que seu programa será bem curto, uma vez que muitas de suas tecnologias são herdadas dos desenvolvimentos para o caça de 5G que estão em fase final de testes de seus protótipos.
Em nota o MD russo afirma que dentre outras funções, o drone explorará por exemplo a localização das instalações de defesa aérea inimigas e as destruirá ao comando de um piloto de caça.
O caçador possui uma exímia capacidade de carga, inigualável a qualquer modelo já desenvolvido no mundo, com uma massa total de cerca de 24 toneladas o Caçador poderá transportar em baias internas, cerca de 8 toneladas de armamentos para as mais diferentes missões, SEAD, CAS, CAP e interceptação. 

 

Quando foi apresentado ao público o Su-70 “caçador” exibia as tubeiras traseiras dos seus motores que despertaram nos articulistas de defesa os questionamentos sobre suas capacidades furtivas. Entretanto, o drone equipado com uma variante dos motores AL-31F foi apresentado  na MAKS 2019 com um bocal plano oq ue deve reduzir significamente  a visibilidade  nas faixas de infravermelho.

Imagens Michael Jerdev

Melhorias aerodinâmicas são esperadas para serem  introduzidos num futuro próximo, em uma das etapas da produção em massa.

 

Categories
Aviação Defesa Sistemas de Armas Tecnologia Traduções-Plano Brasil

Peter Butovsky : Drone russo Caçador é supersônico

Tradução e adaptação-E.M.Pinto

A revista francesa Air & Cosmos publicou um artigo escrito em colaboração com o especialista em aviação Peter Butovsky. O material apresenta as características estimadas do drone russo S-70 “Hunter”(Caçador).

Projetado em conceito “asa voadora” com o uso de tecnologia furtiva o drone pesado é uma aeronave bem grande. Isto pode ser conferido nas fotografias do protótipo na pista de uma fábrica de aviões em Novosibirsk, onde o S-70, Caçador passa por um ciclo de testes de aeródromo. Estas imagens dão algumas ideias sobre o seu tamanho, mas os números dados na revista ainda são impressionantes.

A envergadura do “Caçador” é de 19 m quase uma vez e meia maior que a do Su-34, por exemplo. O comprimento da aeronave é de 14 m. O peso de decolagem é estimado em cerca de 25 toneladas, dos quais são igualmente estimados  2.800kg de carga paga (armas) .

Em baixa altitude, o S-70 será capaz de acelerar para 1400 km/h e o alcance será de 5000 km.Essas características são diferentes daquelas que foram expressas anteriormente.

Lembre-se, acreditava-se que a massa de decolagem do caçador não seria superior a 20 toneladas e a velocidade máxima fosse subsônica.

Segundo o artigo, a Sukhoi Design Bureau, emprega extensivamente as  tecnologias desenvolvidas para aeronave de  combate de quinta geração  Su-57, dos quais tem um dos protótipos como parceiro no desenvolvimento do drone e que voará em breve  junto a ele. Ambas aeronaves trocam dados e este sistema está sendo testado. Supõe-se que o “Caçador” será emparelhado com o Su-57 atuando em nuvem para atacar e defender o seu grupo.

O su-57 é concebido para capitanear grupos aéreos mistos de drones e caças tripulados, além de grupos formados por bombardeiros num mix de aeronaves dedicadas as mais variadas funções.

O protótipo de voo do drone pesado completa uma série de testes de solo, seu primeiro voo está previsto para 2019.

Categories
Espaço Negócios e serviços Tecnologia Traduções-Plano Brasil

Rússia desenvolve aeronave hipersônica multipropóstito reutilizável

Tradução e adaptação-E.M.Pinto

Uma imagem do modelo da aeronave multipropósito russa que desperta a curiosidade dos estrategistas militares e curiosos do setor de defesa e espacial foi revelada esta semana. Trata-se de um veículo reutilizável desenvolvida na Rússia, um drone hipersônico para uso espacial, que tem um motor que o capacita a operar no espaço e na atmosfera da terra.

De acordo com a RIA Novosti, o trabalho de criação deste drone reutilizável é conduzido pela ISON para a Roscosmos.

O esquema apresentado pela Ria Novosti mostra o lançamento do drone por via aérea a partir de uma aeronave hipotética como Myasischev M-55 Geophysica.

A agência de notícias também publicou um diagrama mostrando o processo de lançamento do drone em órbita e seu retorno usando o sistema de pára-quedas.

O novo drone poderá voar a uma altitude de até 160km e, ao mesmo tempo, atingir velocidades de até Mach 7,0 ou aproximadamente 8643,6km/h.

Além disso, a Roscosmos informa que o sistema deverá ser capaz de lançar satélites em órbita de até 500 km.

O dispositivo é reutilizável e pode executar pelo menos 50 voos.

Em 2023, está prevista a realização de cinco testes de voo de um novo drone e dentre os interesses existe a possibilidade de exportação do veículo.

Fonte: Ria Novosti

Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil Aviação Conflitos Geopolítica Terrorismo

O ataque letal do Drone Houthi durante uma parada militar das forças apoiadas pela coalizão no sul do Iêmen

Houthi Drone Attack Kills At Least 6 At Military Parade Of Coalition-backed Forces In Southern Yemen

E.M.Pinto- informações South Front
Agradecimentos à Tito Lívio
.

Um ataque de drone Kamikaze Houthi a uma parada militar das forças leais à coalizão Saudita e dos Emirados Árabes Unidos matou pelo menos seis pessoas. O ataque atingiu uma base militar no distrito de Al-Anad.

De acordo com o site Sky News Arabia, citando fontes locais, o ataque matou várias autoridades do governo apoiado pela coalizão dentre eles, o comandante do Estado-Maior General, o general Abdullah Al-Nakhai, o governador de Lahj Ahmad Abdullah al-Turki, General Thabet Jawas e o porta-voz do quarto distrito militar, Mohammed Al-Naqib. Seis soldados também foram mortos. 

A Sky News Arabia também publicou um vídeo imediatamente após o ataque . A seguir o vídeo da AlJazeera.

Al-Quaiti disse em entrevista por telefone à Sky News Arabia que o avião explodiu a cerca de 300 metros do local do desfile militar, e que o tempo entre ouvir o som e a explosão não ultrapassou 7 segundos.

Ele notou que a aeronave viajava a baixa altitude, aparentemente parecia ser possível detectar e evitar por  sistemas antiaéreos espalhados pelas montanhas ao redor da base militar.

Ainda não está claro se algum oficial da Arábia Saudita ou dos Emirados Árabes Unidos esteve presente na parada militar. A coalizão liderada pelos sauditas-UAE iniciou a intervenção no Iêmen em 2015 e desde então luta contra os Houthi.

Apesar dos progressos relatados nas negociações de paz mediadas pela ONU em dezembro de 2018, parece que o conflito está longe de ser resolvido. Durante as negociações, Houthis e o governo apoiado pelos sauditas concordaram com um cessar-fogo na estratégica cidade portuária de Al-Hudaydah e em retirar forças.

Os houthis disseram em novembro que estavam suspendendo os ataques de mísseis e drones na Arábia Saudita, nos Emirados Árabes Unidos e em seus aliados Iemenitas, mas as tensões aumentaram recentemente.

Porém, forças do governo apoiados pela coalizão assumiram o controle de locais estratégicos na área de Al-Shuraijah e Qubaita, ao norte da província de Lahj.  As forças do governo continuaram seu avanço em direção a Jabal al-Qaher, que tem vista para a linha Al-Rahda-Aden, depois de reconquistar o controle de Jabal Khallala, no sudeste de Al-Rahedah, na província de Taiz, e vários locais circunvizinhos no distrito de Qubaytah. norte de Lahj.

É possível que o ataque dos drones à parada militar seja uma resposta aos recentes avanços da coalizão liderada pela Arábia Saudita que lançou uma ofensiva maciça nos últimos dias em torno da província de Lahj.

Sobre o Drone e seu modo de operação

O veículo aéreo não-tripulado Kamikaze atende pelo nome de  Qaesf-2000 e foi apresentado pelos seus operadores durante uma coletiva de imprensa em 14 de janeiro.

O Houtis apresentaram um vídeo que mostra o drone explodindo sobre um alvo durante um teste. Em outros vídeos, os Houtis apresentam o drone  atacando  forças apoiadas pelos sauditas nas províncias de Asir e Jizan, no sul, Ambos os ataques ocorreram nos últimos dias.

https://www.youtube.com/watch?v=fAqxBeetJCU

O Qasef-2000 possui uma ogiva de fragmentação do tipo (HE-frag) que explode 10 a 20 metros acima do alvo. O raio de explosão da ogiva é de mais de 150 metros. A arma é bastante eficiente, num ataque realizado pelos Houtis   no distrito de Al-Anad, no sul do Iêmen o Qasef -2000 eliminou vários comandantes das forças Iemitas incluindo o Chefe da Inteligência Militar do Iêmen, o major-General Mohammad Saleh Tamah.

Os especialistas acreditam que o Qasef-2000 é uma cópia ligeiramente atualizada do UAV Qasef-1, que por sua vez é uma se trata de uma cópia direta do drone iraniano n Ababil-2. O alcance operacional do drone é estimado em torno de 100km.

Concepção artística e imagem  do drone iraniano Ababil2

O drone tem sido massivamente produzido pelos Houtis  que prometeram apresentar nos próximos dias, uma nova gama de armas do gênero e mísseis avançados o que certamente elevará as tensões com a coalizão liderada pela Arábia Saudita fragilizando ainda mais o já combalido acordo de paz.

Categories
Defesa Destaques Meios Navais Mísseis Rússia Traduções-Plano Brasil

Drone submarino Poseidon terá velocidade superior a 200 km/h.

Tradução e Adaptação: AR Plano Brasil

Informações-MOSCOU, 04 de janeiro. / TASS /. 

O veículo subaquático russo não tripulado “Poseidon”, cuja criação foi anunciada em março pelo presidente russo Vladimir Putin, terá velocidade de deslocamento superior a 200 km / h. 

Isto foi relatado pelo canal de notícias TASS, na sexta-feira, por uma fonte anônima do complexo militar-industrial.

Imagem conceitual do drone russo capaz de portar até duas ogivas nucleares.

“O drone, que é lançado por um submarino, percorrerá o trajeto até o alvo a uma profundidade de mais de 1 km, a uma velocidade de 200 km/ h ou mais (cerca de 110 nós)”, disse a fonte para a agência TASS. Ele esclareceu que, como no caso do torpedo Squall (VA-111 “Shkval”) o drone Poseidon se moverá nesta velocidade usando o processo de supercavitação”. 

Como acrescentou a fonte, “no caminho para o “gol”, o drone é capaz de manobrar continuamente ao longo do percurso que, tendo em conta a velocidade e profundidade de mais e 1 km que o drone alcança, impossibilita a interceptação do drone pelos atuais meios de defesa dos potenciais adversários”.

   O canal de notícias TASS não tem confirmação oficial fornecida pela fonte sobre esta informação.

 

Categories
Traduções-Plano Brasil

STS conclui a revisão crítica de design de alvos aéreos de 5ª geração

Tradução e adaptação- E.M.Pinto

Conforme publicado no Air Recognition, A Sierra Technical Services, Inc. (STS) tem o prazer de anunciar a conclusão, em 20 de junho de 2018, do Critical Design Review (CDR) para o 5GAT (Alvo Aéreo de 5ª Geração). Em 24 de março de 2017, a STS recebeu o contrato principal para concluir o projeto, desenvolvimento, fabricação e testes do demonstrador 5GAT.

O projeto 5GAT destina-se a atender às necessidades especificias em relação aos adversários de aeronaves consideradas “ Ameaças Furtivas” as quais os caças dos Estados Unidos poderão encontrar em uma situação de combate aéreo. 

O 5GAT é uma aeronave de alto desempenho, não tripulada, do tamanho de um caça que deve ser usada para avaliação de armas Ar-Ar e Terra-Ar, treinamento de pilotos e treinamento de forças terrestres quando entrar em produção. O 5GAT incorpora dois motores de pós-combustão em uma estrutura de 95% de fibra de carbono.

O primeiro demonstrador 5GAT está planejado para um programa de 26 mesescom o 1º vôo previsto para a primavera de 2019. A conclusão bem-sucedida do CDR permite que o STS inicie a montagem da estrutura do primeiro demonstrador 5GAT.

A STS já completou mais de 90% da estrutura interna das asas e revestimentos, bem como, 80% da estrutura interna da fuselagem e revestimento. Superfícies de controle de vôo e conjuntos de cauda estão progredindo bem e a montagem das asas e fuselagem começará imediatamente. 

Durante o CDR, o Presidente do STS, Sr. Hayes anunciou que o Programa 5GAT está

” no cronograma , no orçamento  e abaixo do peso ” com base nas previsões…este contrato é sem precedentes nas aquisições de aeronaves de alto desempenho pelo Departamento de Defesa (DoD) e estamos extremamente orgulhosos pela nossa equipe de profissionais de engenharia e fabricação, bem como de nossos parceiros no 5GAT. “

O prêmio do contrato 5GAT é do Escritório de Contratação de Engenheiros do Exército dos EUA (USACE Sacramento District) em Sacramento, Califórnia. É gerido pelo Gabinete do Secretário de Defesa, Director do Teste Operacional e Avaliação (OSD / DOT & E). 

A STS té a contratante principal e desenvolver do conceito de aeronave 5GAT desde 2006 e utiliza dois dos principais subcontratados: Sistemas 5-D da Round Rock, TX. e Fast and Optimal Engineering (FOE), de Valência, CA.

 

Fonte: Air Recognition

Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil Aviação Rússia Tecnologia

"IL" e o grupo "Kronstadt" assinaram um memorando para um projeto conjunto no campo de sistemas não tripulados de transporte

Tradução e adaptação- E.M.Pinto
O Complexo de aviação Ilyushin e o Grupo Kronstadt assinaram um memorando para a criação de um grupo de trabalho conjunto cujo objetivo será a pesquisa e desenvolvimento no campo dos sistemas aéreos não tripulados de transporte.  Atualmente, a possibilidade de criar um demonstrador como um novo projeto terá como base uma aeronave de transporte leve IL-112 .
“As realidades modernas são tais que os veículos aéreos não tripulados não são mais exóticos. Eles são usados ​​para fotografia e gravação de vídeo, para designação de alvos e até para resolver problemas em combate. O mundo inteiro está se movendo para automação e inteligência da participação humana na obra de arte do processo a um mínimo, portanto, é do nosso interesse criar um drone transportador, o que poderia resolver o problema do transporte para áreas remotas de difícil acesso. E dado o desenvolvimento ativo do Ártico, pode-se supor que a aeronave capaz de operar no transporte de várias toneladas de carga de um ponto a outro, estará em alta demanda “– disse o vice-presidente da Air Transport PJSC” KLA “Director Geral da PJSC” Il »Alexey Rogozin. 
Por sua vez, o diretor-executivo do Grupo “Kronstadt” Kirill Dybok salientou que a combinação de competências e departamentos de investigação das duas empresas potenciais permitem desenvolver em conjunto projetos de longo prazo na área de sistemas de aeronaves não tripuladas e prestar especial atenção ao mercado de carga não tripulada:
“Queremos estar tecnologicamente prontos para abrir este mercado. O trabalho conjunto com o PJSC “IL” nos permitirá otimizar o tempo e os recursos e, portanto, o primeiro a criar respostas às demandas do mercado. ” 
 Na primeira etapa do trabalho, planeja-se criar um roteiro no qual as diretrizes de pesquisa, os critérios para sua seleção e a análise das soluções existentes no mercado serão prescritas. Os Grupos  “Kronstadt” neste projeto envolverá o Centro de Estudos Avançados, e a “Ilyushin” – criará em Zhukovsky no Centro de Tecnologia Aeroespacial eles. VM Myasishchev, que mais tarde se tornará a principal plataforma dentro do grupo de trabalho. 
De acordo com especialistas do setor, o possível resultado do trabalho dos dois centros de competência será um projeto de uma aeronave de transporte especializada.