Defesa & Geopolítica

Gazprom pretende desativar gasoduto que passa pela Ucrânia

Posted by
Capacidade de novo gasoduto da Gazprom será de 55 bilhões de metros cúbicos por ano Foto:Aleksêi Kudenko/RIA Nôvosti

Capacidade de novo gasoduto da Gazprom será de 55 bilhões de metros cúbicos por ano Foto:Aleksêi Kudenko/RIA Nôvosti

Nova rota de fornecimento trará economia de 20% no custo de trânsito do gás.

A Gazprom, maior empresa de gás da Rússia, planeja iniciar o fornecimento de gás natural liquefeito (GNL) à Europa por meio do novo gasoduto Nord Stream-2 até 2030. O antigo gasoduto, que passa pelo território da Ucrânia, será destruído.

“Durante os próximos 15 anos, o volume de gás russo fornecido aos países europeus através do território ucraniano será reduzido em quatro ou cinco vezes”, declarou o diretor da Gazprom, Aleksêi Miller.

Segundo ele, o trânsito de gás russo por meio do novo gasoduto será 20% mais barato do que os fornecimentos através da Ucrânia.

De acordo com dados da empresa de consultoria Restad Energy, em 2015, a Rússia forneceu 125 bilhões de metros cúbicos de gás através da Ucrânia. Devido à eliminação dos gasodutos ucranianos, esse volume cairá para 10 a 15 bilhões de metros cúbicos por ano.  A capacidade do novo gasoduto Nord Stream–2 será de 55 bilhões de metros cúbicos por ano.

Com material dos jornais Vedomosti e Rossiyskaya Gazeta

Fonte: Gazeta Russa

Visite a Fanpage do Plano Brasil no Facebook

One Comment

shared on wplocker.com