Defesa & Geopolítica

Rússia acusa EUA de treinarem ex-combatentes do Estado Islâmico na Síria

Posted by

O chefe do Estado-Maior da Rússia acusou os Estados Unidos de treinarem ex-combatentes do Estado Islâmico na Síria para tentar desestabilizar o país.

As alegações do general Valery Gerasimov, feitas em uma entrevista a um jornal, se concentram em uma base militar dos EUA em Tanf, uma passagem de fronteira estratégica situada em uma estrada síria na divisa com o Iraque no sul da nação.

A Rússia diz que a base é ilegal e que ela e a área ao seu redor se tornaram um “buraco negro” no qual os militantes operam livremente.
.

Neste ano o Estado Islâmico perdeu quase todo o território que controlava na Síria e no Iraque. O ministro das Relações Exteriores russo, Sergei Lavrov, disse nesta quarta-feira que a maior parte da batalha contra o Estado Islâmico na Síria terminou, segundo a agência estatal de notícias RIA.

Os EUA dizem que a instalação de Tanf é uma base temporária usada para treinar forças aliadas para combater os extremistas. Washington rejeitou alegações russas semelhantes no passado, dizendo continuar comprometida a aniquilar o grupo e lhe negar qualquer santuário.

Mas Gerasimov disse ao diário Komsomolskaya Pravda nesta quarta-feira que os EUA estão treinando combatentes que são ex-militantes do Estado Islâmico e agora se intitulam Novo Exército Sírio ou usam outros nomes.

Ele afirmou que satélites e drones russos flagraram brigadas de militantes na base norte-americana.

“Eles na verdade estão sendo treinados lá”, disse Gerasimov, acrescentando que também há um grande número de militantes e ex-combatentes do Estado Islâmico em Shadadi, onde disse também existir uma base dos EUA.

“Eles praticamente são o Estado Islâmico, mas depois que trabalham neles eles mudam de aspecto e assumem outro nome. Sua tarefa é desestabilizar a região”.

A Rússia se retirou parcialmente da Síria, mas Gerasimov disse que o fato de Moscou estar mantendo uma base aérea e uma instalação naval no país significa que está bem posicionada para lidar com bolsões de instabilidade se e quando eles emergirem.

Por Andrey Ostroukh e Andrew Osborn

Fonte: Reuters

Edição: Plano Brasil

Estado-Maior russo: base dos EUA em Al-Tanf está totalmente bloqueada pelo exército sírio

O exército sírio bloqueou totalmente a base militar norte-americana de Al-Tanf, onde têm sido treinados militantes que posteriormente vão para outras regiões, afirmou o chefe do Estado-Maior russo, general do exército Valery Gerasimov.

“A base militar norte-americana de Al-Tanf na Síria está totalmente bloqueada pelas tropas sírias […] O mais importante é que há alguns meses estamos testemunhando a saída de militantes de lá”, disse o general em entrevista ao jornal russo Komsomolskaya Pravda.

Segundo o militar, quando o bloqueio não era tão intenso, da região de Al-Tanf saíram cerca de 350 militantes.

“Havia a ameaça de captura da cidade de Al-Qaryatayn, na Síria […] Suas forças foram derrubadas. […] Está claro que lá [na base] são treinados militantes. Para piorar, lá fica o acampamento de refugiados de Rukban, o maior na Síria”, comentou.

Outro lugar onde estariam sendo treinados militantes é o acampamento de Shaddadi, no nordeste da Síria. O general acrescentou que no momento cerca de 750 militantes permanecem no acampamento de Shaddadi e uns 350 no de Al-Tanf.

Na opinião de Gerasimov, a coalizão internacional liderada pelos EUA não tinha nem tem a intenção de destruir o Daesh (grupo terrorista proibido na Rússia).

Fonte: Sputnik

Agência ‘SANA’: EUA evacuam chefes do Daesh de Deir ez-Zor Síria em helicópteros

 

 

4 Comments

  1. Pingback: Rússia acusa EUA de treinarem ex-combatentes do Estado Islâmico na Síria | DFNS.net em Português

  2. JOJO says:

    E verdade russo, a questao e o que voce vai fazer a respeito. Continuar cheirando o anus dos gringos esperando que eles se tornam seu amigo? So vai conseguir mais flatus na cara. Eu ja nao consigo ficar serio quando leio os russos reclamando dos gringos. Se fico serio eu vomito.

    • Claudiney says:

      Opção, por favor?

  3. muttley says:

    A Rússia ocupou e vai ocupando espaços que estão sendo deixados para trás pelos EUA no Oriente Médio. A coisa vem desandando desde George W. Bush com a invasão do Iraque e Afeganistão e Obama deu continuidade ao legado. Mas a cereja do bolo esta sendo Trump o gestor, que governa os EUA como um canal de TV.
    A declaração do General, que não foi via twitter, serve para ir jogando luz num conflito longo e vai criando desgaste, mesmo porque a guerra na Siria parece já estar definida então não ha necessidade de se ficar jogando bomba.
    * Bashar al-Assad nunca foi flor que se cheire, mas é laico e o estado Sirio sobre seu domínio abrigou e abriga cristãos e muçulmanos entre outros. Ao apoiarem os ISIS os EUA mostraram que o que interessa são interesses de corporações.

    Sds

shared on wplocker.com