Defesa & Geopolítica

Itália está “pronta para lutar” na Líbia

Posted by

A Itália está pronta para se juntar a uma força liderada pela Organização das Nações Unidas (ONU) para combater “uma ameaça terrorista ativa”, após os recentes avanços de uma facção na Líbia que jurou lealdade a militantes do Estado Islâmico, afirmou o ministro das Relações Exteriores, Paolo Gentiloni, nesta sexta-feira.

Em entrevista à emissora de televisão SkyTG24, Gentiloni disse que a Itália apoiou os esforços do enviado especial da ONU, Bernardino Leon, para trazer as facções em conflito à mesa e tentar mediar um cessar-fogo.

Mas ele disse que se as negociações fracassarem, a Itália “está pronta para lutar, naturalmente, no contexto de uma missão internacional”.

“Não podemos aceitar a ideia de que há uma ameaça terrorista ativa a apenas algumas horas de barco da Itália.”

A situação na Líbia, já caótica, “está se deteriorando”, Gentiloni disse, acrescentando que a Itália “não pode subestimar” a possibilidade de um ataque de militantes do Estado Islâmico.

Nos últimos dias, as autoridades italianas fizeram declarações genéricas sobre a disposição de liderar uma força da ONU na Líbia, mas os comentários de Gentiloni nesta sexta-feira marcam uma postura mais agressiva.

Gentiloni falou após relatos da imprensa nesta sexta-feira de que os militantes que juraram lealdade aos Estado Islâmico no Iraque e na Síria haviam tomado o controle de emissoras de rádio e televisão em Sirte, uma cidade costeira na metade do caminho entre Trípoli e Benghazi.

Até recentemente, a facção do Estado Islâmico parecia ter poder limitado e estar confinada principalmente em Derna, disse ele.

A disputa pelo poder na Líbia, que tem sido o foco das negociações da ONU, é entre um governo reconhecido internacionalmente e uma administração rival criada em Trípoli depois que um grupo armado tomou a capital no ano passado.

Ambos os lados têm apoio de brigadas que ajudaram a derrubar o líder autocrata Muammar Gaddafi em 2011, mas, desde então, têm se enfrentado num conflito complexo que envolve tribos, antigas tropas de Gaddafi, militantes islâmicos e forças federalistas.

Traficantes de pessoas no país aproveitaram o caos para enviar dezenas de milhares de refugiados e imigrantes em pequenos barcos superlotados para a Itália.

Mais de 300 imigrantes morreram tentando chegar à Itália a partir da Líbia em águas agitadas nesta semana. A agência de refugiados da ONU diz que pelo menos 218 mil imigrantes atravessaram o mar Mediterrâneo de barco no ano passado e 3.500 vidas foram perdidas.

Reportagem: Steve Scherer

REUTERS

Fonte: Terra

13 Comments

  1. Pingback: Itália está “pronta para lutar” na Líbia | DFNS.net em Português

  2. JOJO says:

    Os italianos ainda pensam que sao os romanos. Nao sao mais romanos que sao egipicios dos faraos, o povo arabe que ocupam hoje o Egito. Militarmente foi um estoque de piadas quando Mussoline tentou conquistar um imperio na Africa. Foi salvo da total humilhacao pelo exercito de Rommel. Agora vem um outro imbecil dizendo que Italia esta pronto para intervir na Libia. Economicamente o pais esta em depressao. 25% dos jovens desempregados. O caos financeiro que atingiu Grecia e so uma pequena amostra do que esta para ocorrer. Vai espalhar para o resto dos paises do mediterraneo europeu, Italia em particular. Creio que Italia esta pensando em usar parte dos trilhoes de euro que a UE prometeu imprimir para financiar essa Aventura military. Mas ainda nao e certo que a UE vai conseguir imprimir esses trilhoes de euro. Alemanha, Holanda, Austria, Luxemburgo vao abandonar o euro e esse vai morrer. O caos financeiros italiano vai piorar completamente destruindo o estado de bem estar social italiano, arruinando seus bancos, e praticamente forcando Italia reduzir gastos militares. E nesse context de depressao economico-financeira que esse imbecil sonha que Italia no seculo WWI e Roma dos tempos de Pompeu e Julio Cesar.

    • Julio Brasileiro says:

      É a mão de obra ociosa que eles querem ocupar. Ainda bem que é sangue deles. Antes o deles que o nosso.

  3. 1maluquinho says:

    hahahahaha contem-me outra que acredito

  4. 1maluquinho says:

    Com os porcos do Saddan e Kadhaf vios Libia e Iraque estavam em paz.
    Querem fazer o mesmo com Assad que não fede e nem cheira pra eles.
    Criam seus monstros para depois ficarem como frangas conclamando a humanidade.
    O Estado Islamico deveria marchar sobre a Jordania e adentrar Israel que esta se borrando de medo e teme intervir e acabar unindo Arabes contra si.

    • helveciofilho says:

      Sr. 1maluquinho
      .
      .
      Israel e o EI nessa história, são que nem unha e carne, são cúmplices, parceiros de crimes, dividem o produto furtado ( petróleo) junto com a Turquia e ambos, são irmãos pois, saíram do mesmo buraco; o do Tio Sam . 😀

  5. Julio Brasileiro says:

    O mundo, aos poucos, vão tendo que doar seu sangue para minimizar as consequencias das feridas produzidas pelos vampiros porra locas do atual momento historico mundial.

  6. helveciofilho says:

    Da última vez quando a Itália esteve militarmente no solo da sua ex-colônia, ela se atolou, o Duce ficou engasgado . 😉

    • helveciofilho says:

      Mas tudo é culpa da OTAN e dos EUA que muitos aplaudiram, só quero vê até onde vai a hipocrisia desses caras.

  7. _RR_ says:

    helvecio…

    JOJO…

    Da ultima vez, o Duce cometeu a insensatez de entrar no balaio alemão, e teve que lidar com os suditos de sua majestade e a “tchurminha” do Commonwealth… Até então, os territórios africanos da Itália estavam relativamente seguros, tendo sido conquistados em campanhas bem sucedidas anteriores a Segunda Guerra…

  8. PÉ DE CÃO says:

    não é mais uma questão de que foram a frança e os yankes que derrubaram o kadafi

    mas sim uma questão que a bomba estouro na mao da italia toda semana vários barcos em direção da mesma e com pessoas que vao para depois voltar como terroristas

    a bucha ficou na mao da italia é melhor a italia tentar segurar o rojão dentro da libia do que ficar tentando brecar eles na travessia

    mas que foi uma palhaçada derrubar o kadafi ,isso foi

    os estados unidos sempre apronta e coloca a responsa na mao no caso da libia sobrou o rojão na mao italiana ,mas essa não pode fingir que nada esta acontecendo mesmo estando em dificuldades financeiras

    é melhor cortar o mal pela raiz .

    isso vai acordar esses poodles europeus que cumprem as ordens dos yankes sem pensar nas conseguencias

    por isso na frança a maria ganha força ,na grecia um partido pequeno ganhou ,e na frança esse podemos aparece do nada

    significa que para o povo desses países europeus não importa esquerda ou direita mas sim quem é contra ser um poodle europeu adestrado dos yankes

  9. Ilya Ehrenburg says:

    Onde estão os comentaristas que sempre aplaudem a OTAN?
    Onde estão aqueles que comemoraram a queda de Khadaffi?

    Eu disse que Khadaffi seria lembrado com saudade quando do seu assassinato… Não quero parecer arrogante, mas… Acertei mais uma vez.
    😉

    • Deagol says:

      Devem estar aproveitando o carnaval!

shared on wplocker.com