Defesa & Geopolítica

Vladivostok já fez três viagens para o mar

Posted by

Vladvostok

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

Desde a sua primeira viagem ao mar no início de março Vladivostojk o primeiro navio d eprojeção d epoder construído para a Marinha russa, já completou três suspensões a partir de Saint-Nazaire, a última foi realizada entre  8- 11 de abril. A próxima suspensão está marcada para Maio, ao todo, o navio deve realizar uma meia dúzia de viagens antes da entrega, prevista para outubro. As comissões do Vladivostojk  visam não somente os aspectos técnicos, mas também a formação dos futuros tripulantes. 

Apenas alguns marinheiros russos estão embarcados no Vladivostok. A finalização das obras no navio estão previstas para ocorrer na primavera deste ano. Em Saint-Nazaire navio deve servir como quartel flutuante para os 400 russos que deverão vir para a França aprender a operar o navio. Este anúncio ainda não foi feito provavelmente devido aos recentes tensões diplomáticas entre a Europa e a Rússia devido a crise na Ucrânia. Uma crise que cai no pior momento para o contrato dos navios russos, assinado em 2011 pela DCNS e cuja execução foi confiada a STX France. 

Por enquanto, o programa continua nominalmente, mas se a situação na Ucrânia deteriorar significativamente nas próximas semanas, a França provavelmente será forçada a reagir. Neste caso, a entrega do Vladivostojk, provavelmente estaria no coração de todas as sanções que a Europa e os Estados Unidos poderiam tomar, por exemplo, no caso de invasão russa no leste da Ucrânia. Na verdade, é um projeto muito simbólico, especialmente a partir da segunda nave o Sevastopol (disponível no verão 2015) o qual deve ser baseado em Crimeia, área anexada no mês passado pela Rússia. 

Note, no entanto, que tal decisão seria, obviamente, muito difícil de ser toamada pela França, por causa de consequências industriais e políticas de um atraso ou pior, uma recusa de fornecimento. Nesse meio tempo, terá que ser gerenciada rapidamente a chegada dos 400 marinheiros russos, que devem obter um visto para permanecerem em Saint-Nazaire começando assim o  seu treinamento.

Fonte: Mer et Marine

6 Comments

shared on wplocker.com