Defesa & Geopolítica

“Seus filhos morreram como heróis” — Advogado de Saddam Hussein:

Posted by

sadam

Há dez anos, em 22 de julho de 2003, em Mossul, no Iraque, depois de tiroteio de muitas horas militares americanos mataram dois filhos de Saddam Hussein, Uday e Qusay e também o filho de 14 anos de Qusay – Mustafá. O advogado pessoal do ex-presidente do Iraque, Saddam Hussein, Ahmed Al-Najdawi, que vive na Jordânia, contou à Voz da Rússia como se vê agora esta “operação norte-americana”.

– Como pode analisar hoje o assassinato dos filhos de Saddam Hussein? Porque as tropas dos EUA gastaram tanta força no assassinato deles?

– Para os norte-americanos o assassinato da família Hussein era uma questão de honra. Uday e Qusay recusaram-se a trair o país, eles deram um exemplo de heroísmo que o povo do Iraque precisava. Além disso o governo dos EUA não queria, que durante a ocupação de terras iraquianas, alguém da família governante estivesse em liberdade. Considero que os filhos de Hussein, como também seu pai, morreram como heróis, pois foram assassinados durante a resistência. Eles eram verdadeiros patriotas, como seu pai ensinou.

– Houve informações de que os irmãos foram traídos pela guarda republicana do Iraque, que entregaram onde eles estavam.

– A respeito existe enorme quantidade de teorias e invencionices. Segundo nossos dados, eles foram traídos por alguém próximo da família governante.

– Há 10 anos saiu o livro “Saddam Não Foi Executado”, onde havia fotografias de Uday executado logo depois do assassinato e alguns dias mais tarde. As fotografias eram diferentes uma da outra. O que pode dizer a respeito?

– Posso supor que, inicialmente, os norte-americanos publicaram fotos falsas dos supostamente assassinados filhos de Hussein, para pressão moral sobre os iraquianos. E depois, quando eles realmente mataram os irmãos Hussein, publicaram as fotos verdadeiras. Eles conduziram uma ativa guerra de informação para desacreditar Saddam Hussein. Mostraram-no pela televisão como um homem primitivo, com barba comprida, que supostamente estava escondido em cavernas subterrâneas. Eles pensaram que, executando Saddam Hussein, eles destruiriam sua memória. Mas ele, até a própria morte olhou corajosamente nos olhos dos representantes do governo americano, dos juízes e carrascos. Quando o carrasco colocou a corda no pescoço de Saddam ele nem por um minuto pensou em baixar os olhos. Isto provou sua nobreza.

– Como avalia a situação de hoje no Iraque?

– Agora o Iraque transformou-se em campo de batalha de diferentes grupos, que lutam entre si e dividem a terra do grande povo iraquiano. Mas nosso povo, encabeçado por Izzat Ibrahim ad Duri (dirigente do Baath no Iraque) combate pelo retorno do Iraque. Espero que ele consiga.

 

 

Fonte: Voz da Rússia

 

 

 

5 Comments

shared on wplocker.com