Defesa & Geopolítica

O primeiro satélite Eurostar da Astrium bate recorde de longevidade em órbita

Posted by

measat3b_astrium

  • O satélite Inmarsat-2 F1 foi aposentado após mais de 22 anos e meio em operação bem sucedida, em órbita geoestacionária, sobrevivendo por muito mais tempo que a vida útil projetada que era de 10 anos
  • O primeiro dos satélites Eurostar da Astrium –  54 foram lançados em órbita e 12 estão em construção
  • Os satélites Eurostar da Astrium acumulam mais de 470 anos de operação bem sucedida em órbita

 30 de abril de 2013 – O primeiro satélite Eurostar, o Inmarsat-2 F1, projetado e construído pela Astrium, empresa líder em tecnologia espacial da Europa, foi aposentado do serviço operacional nesta semana e descontinuado com segurança depois de ter completado uma longa e impecável missão em órbita geoestacionária. Ele permaneceu em operação por 22 anos e meio – sobrevivendo por muito mais tempo que a vida útil projetada que era de 10 anos.

 Lançado em outubro de 1990, o Inmarsat 2 F1 foi o primeiro satélite Eurostar da Astrium, e o primeiro satélite comercial do mundo a contar inteiramente com um sistema digital que poderia ser reprogramado em órbita. Os operadores foram beneficiados com um novo conceito de facilidade de operações de satélites, com a navegação solar e autonomia, proporcionando um risco muito menor de erros operacionais, resultando em um excelente histórico de disponibilidade para esta classe de satélite.

 O Inmarsat-2 F1 foi o primeiro de uma série de quatro satélites Eurostar E1000 construídos para a Inmarsat. Todas as quatro espaçonaves superaram em muito os seus requisitos de projeto, ultrapassando largamente suas vidas úteis projetadas para 10 anos em órbita: os Inmarsat 2 F3 e F4 foram descontinuados com segurança após mais de 15 e 20 anos em operação, respectivamente, e o F2 ainda está em operação há mais de 22 anos depois de seu lançamento, em março de 1991.

 Eric Béranger, CEO da Astrium Satellites, comentou: “A longevidade de 22 anos e meio do Inmarsat-2 F1, inicialmente projetado para uma vida útil de 10 anos, é uma grande conquista que demonstra a expertise das operações da Inmarsat e das equipes de engenharia e apoio da Astrium. A plataforma Eurostar tem evoluído ao longo dos anos, sua performance e sua capacidade foram consideravelmente aprimoradas, mais de 15 anos de vida agora, mas, mais do que nunca, o nosso produto estrela conta com uma forte habilidade de projeto, processos de qualidade e organização, que são fundamentais para garantir a confiabilidade dos nossos produtos.”

 O Eurostar é o principal produto carro-chefe da Astrium para satélites geoestacionários de comunicações, no qual muitos satélites bem sucedidos foram construídos, incluindo a altamente sofisticada constelação Inmarsat-4, que oferece serviços de banda larga em uma escala global, de transmissão em alta capacidade e os satélites de banda larga para operadoras líderes em todo o mundo, bem como os satélites de comunicações militares seguras Skynet 5.

 Um total de 54 satélites Eurostar foram lançados com sucesso, até hoje, e provam uma alta confiabilidade em órbita. Nenhum jamais foi perdido em órbita. Treze foram aposentados do serviço operacional após ter concluído com sucesso sua missão, excedendo vida útil projetada em média 79%. Quarenta e um deles ainda estão em serviço, incluindo 10 em operação em média 27% além de sua vida útil projetada. Ao todo, os satélites Eurostar da Astrium acumulam mais de 470 anos de operações bem sucedidas em órbita, incluindo 125 anos para o mais avançado modelo Eurostar E3000, colocado em órbita em 2004, e, agora, um best-seller em sua classe. A Astrium entregou e lançou uma média de mais de quatro satélites Eurostar E3000 por ano, durante os últimos cinco anos, e é o que espera fazer nos próximos anos: 12 satélites Eurostar E3000 estão atualmente em vários estágios de produção em instalações da Astrium.

One Comment

shared on wplocker.com