Defesa & Geopolítica

China e Rússia desenvolvem em conjunto um novo material para o avião de guerra furtivo

Posted by

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

De acordo com o rartigo da Science and Technology Daily “China e Rússia desenvolvem em conjunto um novo material aplicado à revestimentos de superfícies que pode ser usado em equipamentos militares e que os tornam ainda mais invisíveis ao radar” em 20 de março, a Universidade Politécnica Russa de Tomck e a Universidade Jilin da China desenvolveram uma espécie de partículas oca de magnetita, este material é capaz de absorver radiação de alta frequência. Eles podem ser usados ​​para produzir o invólucro que reveste as superfpicies de aeronaves, navios e veículos tornando-os invisíveis ao radar, mas que também servem para uso dual Militar civil aplicado a proteção de cabos ópticos, satélites e outros equipamentos de TI contra interferências de alta frequência.

Os pesquisadores usam um acelerador de plasma único para produzir vários tipos de óxido de ferro dentro de um ms (mili segundo), produzindo uma tecnologia que só possível de ser obtida por processos físico-químicos que demandam cerca de três semanas.

Além da dramática diminuição de custos a tecnologia permite produzir revestimentos a custos centenas de vezes inferiores. Com essa tecnologia a China e a Rússia poderão produzir material de revestimento mais leve e a uma escala antes nunca sonhada por seus desenvolvedores, produzindo material para as fuselagens do caça furtivo com redução de tempo e custo em contrapartida a uma escala industrial centenas de vezes mais rápida.

 

Fonte: Huanqiu

shared on wplocker.com