Defesa & Geopolítica

Governo da Índia aprova pacote de armas.

Posted by

C-295

O conselho de aquisição de defesa da Índia aprovou a compra de 56 unidades dos aviões Airbus C-295W (versão equipada com winglets   nas pontas das asas e motores mais potentes) para substituírem os veteranos Hawker Siddeley HS 748-100 “Avro” no qual a Força Aérea Indiana (Bharatiya Vāyu Senā) opera um total de 59 unidades. Nos termos do contrato, 16 unidades da aeronave serão fornecidas na condição fly-away, com as 40 restantes sendo produzidas na índia através de transferência de tecnologia sendo fabricadas por um consórcio entre a Airbus e a empresa indiana Tata Advanced Systems Limited (TASL). Um fato curioso que marcou a assinatura do contrato foi que essa e a primeira vez que uma aeronave devera ser fabricada na índia por uma empresa privada em vez da Tradicional HAL.

226T

Também foi aprovada a compra de 197 unidades do helicóptero leve e multifunção Ka-226T para equipar a aviação do exercito Indiano, que deverão substituir a envelhecida frota de Helicópteros Chetak e  Cheetah  (Aérospatiale Alouette III  e SA 315B Lama respectivamente) fabricados sob licença na Inmdia pela  Hindustan Aeronautics Limited  no qual deverão desempenhar funções logísticas e de transporte de tropas sobretudo nas regiões de elevadas altitudes. A Kamov deverá fornecer 60 helicópteros em condição flyaway, enquanto as outras 137 aeronaves devem ser fabricadas na índia pela  Hindustan Aeronautics Limited – HAL.

M777_howitzer_rear

Alem das Aeronaves também foi efetivada a aquisição de obuses BAE Systems M777 155 mm o valor da compra e estimado em 470 milhões de dólares e devera ser feita através do FMS.

brahmos-supersonic-cruise-missile

 Para a marinha Indiana (Bharatiya Nau Sena) foi aprovada a compra de Mísseis de cruzeiro BrahMos, que serão destinados a equipar  à seis embarcações da Marinha Indiana provavelmente os navios da classe Talwar INS Talwar (F40) INS Trishul (F43) INS Tabar (F44) INS Teg (F45) INS Tarkash (F50) INS Trikand (F51).

2ugp7at

Também foi aprovado pelo  Conselho de Aquisição de Defesa da Índia  a construção do segundo porta-aviões de fabricação nacional INS Vishal.

FONTE: Bloomber Business

shared on wplocker.com