Defesa & Geopolítica

EUA lamentam asilo russo a Snowden: “estamos decepcionados”

Posted by

carney012813_s640x427-e1374086549615g

Porta-voz da Casa Branca, Jay Carney

Os Estados Unidos estão revisando a realização de uma cúpula entre o presidente Barack Obama e seu colega russo Vladimir Putin em setembro, depois da decisão de Moscou de conceder o asilo temporário ex-técnico da inteligência americano foragido Edward Snowden.

“Estamos extremadamente decepcionados”, afirmou o porta-voz da Casa Branca, Jay Carney. “À luz destes fatos, estamos avaliando os planos de uma cúpula”, acrescentou.

Obama e Putin têm agendada uma reunião à margem da cúpula do G20, que acontecerá em São Petersburgo no início de setembro. Mas o encontro parecia ter sido colocado em dúvida ante as várias tensões na relação entre Washington e Moscou, incluindo o caso Snowden, o conflito na Síria e condenação do líder opositor russo Alexei Navalny.

AFP

 

Fonte: Terra

Snowden diz que asilo na Rússia mostra que “lei está vencendo”

O ex-prestador de serviços de uma agência de espionagem dos Estados Unidos Edward Snowden disse nesta quinta-feira que a decisão da Rússia de conceder-lhe asilo temporário é uma vitória do regime da lei, agradecendo a Moscou e acusando o governo dos EUA de desrespeitar as leis internacionais.

“Nas últimas oito semanas vimos o governo Obama não mostrar nenhum respeito pela lei internacional e interna, mas no final a lei está vencendo. Agradeço à Federação Russa por conceder o asilo”, disse Snowden em comunicado divulgado pelo grupo WikiLeaks.

Uma pesquisadora jurídica do grupo tem ajudado Snowden a tentar garantir asilo num terceiro país seguro. O WikiLeaks disse temer que ele não receberia um julgamento justo nos Estados Unidos.

O grupo afirmou que Sarah Harrison, a pesquisadora, havia deixado o aeroporto com Snowden em um táxi para um “lugar seguro, confidencial” e que Snowden tinha o direito de viver e viajar ao redor da Rússia por um ano.

Julian Assange, fundador do WikiLeaks, disse que a decisão da Rússia de conceder asilo temporário a Snowden era “mais uma vitória na luta contra a guerra de Obama aos denunciantes”.

“Esta batalha foi vencida, mas a guerra continua”, declarou ele, elogiando a Rússia por apoiar Snowden num momento em que o WikiLeaks disse que muitos países se recusaram a fazê-lo por medo de ofender os Estados Unidos.

Reportagem de Andrew Osborn

REUTERS

 

Fonte: Terra

27 Comments

shared on wplocker.com