Defesa & Geopolítica

Empresa francesa terá dificuldade com contrato de venda dos caças Rafale para a Índia

Posted by

Por Bruno Calixto

 A Índia anunciou na terça-feira a vitória da Dassault, empresa francesa que produz os jatos Rafale, em um processo de licitação para fornecer caças para o governo indiano. O anúncio foi visto como uma vitória para os francesas, mas segunda analistas a transação ainda não está garantida, e a companhia francesa pode enfrentar dificuldades para atender às exigências indianas.

 

As negociações são de interesse do Brasil. Nos últimos anos, o governo brasileiro negocia a compra de caças para renovar a frota da Força Aérea Brasileira, que hoje se encontra sucateada. A Dassault é uma das empresas envolvidas na negociação, concorrendo com a Boeing, dos EUA, e a Saab, da Suécia.

 

Segundo a impresa francesa, o acordo com a Índia ainda não está totalmente assegurado para a Dassault.

 

Analistas dizem que a realidade pode em breve acabar com a euforia inicial pela seleção dos Rafale. “Negociações para a cooperação industrial continuam, e a Índia exige muitas concessões por parte da empresa para a indústria local”, diz Endre Lunde, um especialista em tecnologia militar.

 

Depois de vencer a licitação, os franceses tentam fechar um contrato com a Índia. Segundo analistas, os termos podem ser muito favoráveis aos indianos. A Dassault tentou, nos últimos anos, vender os caças Rafale não só para o Brasil, mas também para Suíça e Emirados Árabes Unidos, mas sem sucesso. O ministro da Defesa francesa chegou a anunciar que ou os Rafale eram vendidos, ou a produção seria interrompida, o que forçou a empresa a aceitar muitas exigências para conseguir fechar um contrato.

 

Pelo contrato, serão 18 caças entregues nos próximos 36 meses, e os outros 106 jatos serão contruídos na própria Índia. A principal exigência, que foi assegurada pelo próprio presidente Nicolas Sarkozy, é a transferência de tecnologia, e a Índia quer melhorar sua tecnologia militar com urgência. A dificuldade será transformar o desejo dos dois países em um acordo aceitável para as duas partes.

 

Outro ponto que a negiciação Índia-França interessa para o Brasil é em relação ao preço dos caças. A Dassault apresentou valores consideravelmente menores aos indianos do que ao governo brasileiro, mas o custo do acordo final, que inclui treinamento e manutenção, pode ser consideravelmente maior.

 Fonte: revistaepoca

 

24 Comments

shared on wplocker.com