Defesa & Geopolítica

Deu no Cavok:Reino Unido mantém seus planos para o F-35 mas poderá adquirir o caça Rafale

Posted by

O Reino Unido pretende utilizar as aeronaves F-35C nos dois novos porta-aviões que estão sendo fabricados, mas até 2020 poderá adquirir caças Rafale para preencher uma lacuna nas operações da Royal Navy. (Foto: Lockheed Martin)

O Reino Unido continua planejando receber seu caça Lockheed Martin F-35 em 2020, disse o responsável pela aquisição de defesa Peter Luff.

O Reino Unido está entre as nações parceiras do jato e ainda tem a intenção de usá-lo nos seus dois novos porta-aviões que está construindo, disse Luff. O jornal The Times informou nessa quinta-feira que a Royal Navy está considerando adquirir os caças embarcados Dassault Aviation Rafale M por causa de atrasos e aumento de custos do F-35, citando uma nota de um discurso do almirante Trevor Soar, o comandante da frota, durante um discurso feito a empresas na ADS Maritime Interest Group.

“Continuamos planejando receber a capacidade de aeronaves de combate conjunta de forma coerente com os porta-aviões a partir de 2020, conforme observado na Revisão Estratégica de Segurança e Defesa”, disse Luff num comunicado enviado por email.

O Ministério da Defesa receberá a primeira aeronave para teste e avaliação este ano e tem o compromisso de compra da variante embarcada em porta-aviões do F-35, disse uma porta-voz do ministério de defesa numa entrevista por telefone. O Reino Unido está confiante que a revisão da defesa dos EUA não afetará os planos do Reino Unido, disse ela.

O Secretário de Defesa Philip Hammond disse no dia 5 de janeiro que ele foi tranquilizado sobre o projeto após as reuniões no Pentágono.

“O que eu ouvi hoje, é reconfortante a esse respeito”, disse Hammond numa entrevista. “Tivemos a confirmação de uma data para entrada em operação da versão embarcada.”

O ADS, um grupo comercial do Reino Unido que promove eventos para as indústrias aeroespaciais, de defesa, segurança e espaciais, e que sediou o discurso do almirante Soar, postou um comunicado em seu site dizendo que os comentários sobre o caça haviam sido erradamente atribuídos ao almirante.

Fonte: Bloomberg – Tradução: Cavok

43 Comments

shared on wplocker.com