Defesa & Geopolítica

Sarkozy estuda antecipar retirada de tropas francesas

Posted by

O presidente da França, Nicolas Sarkozy, anunciou hoje que pretende fazer “uma retirada antecipada” do Afeganistão após a morte de quatro soldados do país, baleados por um militar afegão. Os militares europeus participam das forças de segurança da Otan.

O mandatário afirmou que suspenderá a formação de militares afegãos por causa das mortes e ordenará que o efetivo militar retorne caso não haja treinamento adequado dos soldados do país árabe. Ele ainda pediu que o ministro da Defesa, Gerarf Longuet, viaje “imediatamente” ao Afeganistão.

“Não posso aceitar que soldados afegãos atirem contra militares franceses”, afirmou Sarkozy.

Os disparos ocorreram no vale de Taghab, na província de Kapisa. De acordo com representantes das forças de coalizão, o atirador foi detido. Além dos quatro mortos, pelo menos outros 17 soldados franceses foram feridos.

Ataque

O ataque do soldado afegão foi o que causou mais mortes de franceses no país nos dez anos que atuam na guerra no país árabe. As quatro baixas elevam para 82 o número de militares do país europeu que perderam a vida em confrontos no Afeganistão.

A maioria do efetivo de 4.000 soldados franceses que estão no país árabe participam de treinamentos com militares afegãos. Antes da ação, a expectativa é que esses soldados seriam retirados até 2014.

“Os militares franceses estão no Afeganistão para combater o terrorismo e o Taleban, não para que soldados afegãos possam atirar neles”, afirmou.

Antes do incidente, o presidente do Afeganistão, Hamid Karzai, tinha uma visita marcada para Paris na próxima semana.

Reincidência

Este não é o primeiro caso que um membro das forças de segurança afegãs atira em um soldado da Otan, a aliança militar do Ocidente, na guerra do país. Em dezembro, dois franceses da Legião Estrangeira e dois americanos foram mortos após disparos de um militar afegão. ( Folhapress )

Fonte: JornalAgora

 

  


7 Comments

shared on wplocker.com