Defesa & Geopolítica

Aloysio quer esclarecimento sobre manual de espionagem

Posted by

Comissão aprovou pedido para que ministro confirme ou não se Exército elaborou normas para espionar cidadãos; informação foi publicada por revista

O Senado estuda pedir informações ao ministro da Defesa, Celso Amorim, sobre a existência do Manual de Campanha — Contra-Inteligência, elaborado pelo Exército, que conteria normas e instruções de espionagem de cidadãos comuns.

A existência do manual foi noticiada pela revista Carta Capital em 19 de outubro, numa reportagem intitulada “Paranoia verde-oliva”.

O requerimento de pedido de informações é do senador Aloysio Nunes (PSDB-SP) e foi aprovado na quinta-feira pela Comissão de Relações Exteriores e Defesa Nacional. O requerimento terá que passar pela Mesa do Senado e, se for aprovado lá, será encaminhado ao Ministério da Defesa.

Aloysio quer que o ministro confirme, ou não, a existência do manual. Em caso de resposta afirmativa, o senador quer que ele diga se pretende manter em vigor as orientações. Por último, Aloysio pede que o ministro informe se a Marinha e a Aeronáutica têm manuais do mesmo gênero.

Segundo a revista, o manual foi produzido em 2009, no governo Lula, com apoio do então ministro da Defesa, Nelson Jobim. O texto foi classificado internamente como “reservado”.

Ainda de acordo com a reportagem, o manual elaborado pelo Exército lista como potenciais inimigos — definidos como “forças/elementos adversos” — praticamente toda a população não fardada do país e os estrangeiros.

Os generais, informa a revista, ainda não se despiram “da prática de espionar a vida do cidadãos comuns”. Haveria citações genéricas a movimentos sociais, ONGs e demais órgãos governamentais, de “cunho ideológico ou não”.

Conforme a reportagem da revista Carta Capital, “trata-se de um conjunto de normas e orientações técnicas que reúne, em um só universo, todas as paranoias de segurança herdadas da Guerra Fria”.

Fonte: Jornal do Senado

18 Comments

shared on wplocker.com