Defesa & Geopolítica

Rússia cria lista negra de funcionários do governo americano

Posted by

Medida é resposta à Lista de Magnitsky e acusa Estados Unidos de “torturas em prisões especiais”

Em resposta à Lista de Magnitsky, aprovada pelos Estados Unidos e que impede a entrada no país de funcionários do governo russo envolvidos com o caso da morte do advogado Sergei Magnitsky, a Rússia também criou uma lista negra com nomes de congressistas de Washington. Vários membros do governo americano terão dificuldades de receber visto para a Rússia. A informação foi divulgada neste sábado, 22, pelo representante oficial do Ministério dos Negócios Estrangeiros da Rússia, Aleksander Lukashevich.

“Obviamente, não deixamos sem resposta a provocação política orquestrada contra o nosso país. Com base no princípio de reciprocidade, foi aprovada uma lista de cidadãos dos EUA, cuja permanência na Federação Rússia é considerada indesejável. Fazem parte dessa lista altos funcionários de Washington, ligados a crimes contra os direitos humanos”, informou Lukashevich através da assessoria de imprensa do seu Ministério.

O diplomata russo acusou as restrições contra cidadãos russos, por parte dos EUA, de “cínicas, considerando a fatual legalização de torturas em prisões especiais americanas; os raptos e torturas praticadas contra suspeitos de terrorismo; a manutenção de presos sem perspectivas de liberação em Guantánamo; os assassinatos não investigados da população civil no Iraque e no Afeganistão”.

Em abril de 2011, o Congresso dos EUA recebeu projeto de lei para aplicação de sanções consulares e econômicas contra pessoas suspeitas de ligação com a morte de Magnitsky. Em julho de 2011, sem o projeto de lei ter sido aprovado, o Departamento de Estado amricano anunciou a criação da Lista de Magnitsky.

Fonte: Diário da Rússia

31 Comments

shared on wplocker.com