Defesa & Geopolítica

Chávez quer transferir recursos das reservas internacionais para Brasil, China e Rússia

Posted by

Presidente da Venezuela, Hugo Chávez

Da Agência Lusa

Brasília – O governo do presidente da Venezuela, Hugo Chávez, estuda a possibilidade de transferir as reservas internacionais – que mantém na Europa e nos Estados Unidos-  para bancos da China, da Rússia e do Brasil, segundo documento distribuído pela oposição. A informação foi divulgada pelo deputado oposicionista Júlio Montoya.

Segundo Montoya, é necessário que Chávez esclareça se a China e a Rússia exigiram o depósito das reservas internacionais considerando “o endividamento da Venezuela”. O documento de 12 páginas, é atribuído ao ministro de Planejamento e Finanças da Venezuela, Jorge Giordani, e ao presidente do Banco Central do país, Nelson Merentes.

Segundo a cópia entregue à imprensa, as reservas internacionais eram US$ 29.097 milhões (as mais baixas desde 2005)  e incluem US$ 18.294 milhões, mais 365,72 toneladas em ouro e US$ 6.285 milhões em reservas líquidas.

De acordo com o documento, no entanto, são necessárias ainda 27,7% das reservas operacionais que estão investidas em dólares norte-americanos e o valor restante em euros e libras esterlinas, por meio de instrumentos negociáveis, como depósitos a prazo.

A maior parte das reservas, 59,17 %, está depositada na Suíça, 18% no Banco da Inglaterra, 11,31% nos Estados Unidos, 6,48% na França, 0,68% na Alemanha e 0,67% no Panamá. As reservas restantes, 3,79%, estão depositadas no Banco Central da Venezuela. A maior parte do ouro venezuelano, 211,35 toneladas, está fora do país – quase 100 toneladas no Banco da Inglaterra.

Segundo o documento, o governo venezuelano pretende transferir ainda algumas das suas reservas para países asiáticos e da América Latina. Porém, conforme o texto, essas regiões “não se classificam como depositárias de reservas”.

O documento alerta que “toda a operação eletrônica sobre o uso do dólar norte-americano como sistema de pagamento [câmara de compensação] deve ser do conhecimento da Reserva Federal [dos Estados Unidos] que pode ter ingerência sobre o destino e propósito, podendo congelar recursos em dólares”.

Fonte: Agência Brasil

33 Comments

  1. Jakson Almeida says:

    US$ 30 mi,isso é o que um dos maiores exportadores de petróleo tem de reserva?

  2. FlammaVesuviana says:

    Não seria MIL MILHÕES?
    É comum escrever mil, dois mil, três mil milhões ao invés de bilhões.

    No caso deve ser 29 mil milhões, ou seja, 29 bilhões de dolares.
    É bem pouco se comparado às nossas reservas por exemplo.

    Jackson, o restante deve estar escondido em alguma ilha fiscal ou debaixo do colchão do Hugo Chavez.

  3. Fernando says:

    na verdade são 29 mil milhões.. ou 29 Bi de dólares.

  4. Symon says:

    Oppss!!

    Mas o Brasil não tem suas reservas aplicadas “nusamericanus”??

  5. Al Carvalho says:

    É amigo Jakson Almeida, mas é bom lembrar que não é só isso, são 365.72 TONELADAS DE OURO!!!! Ë ouro que não acaba mais!..rs..rs..
    Mas o que é pior, é o fato de ter entregado a guarda do galinheiro as famigeradas(falidas) raposas – EUA e Inglaterra com 100 toneladas do seu ouro, com a agravante de serem os maiores inimigos da Venezuela, depois do PiG venezuelano e partidos de oposição. Hugo Chavez, meu caro…é de ficar doente mesmo!!!…durma com um barulho desses???!!!Essa inversion fue um “cagadon o una grand cagada”!!!…rs…rs…

  6. barca says:

    Jackon é 30 Bilhões e não 30 mi,provavelmente houve um erro na tradução do espanhol,agora o Chavez pode ser louco mas bobo ele não é,ele deve ter o mesmo receio de acontecer com ele o que aconteceu com o Fundo Soberano Líbio,no qual foram congelados todos os créditos,ele pode beneficiar o Brasil,provavelmente ele vá depósitar em bancos ESTATAIS e fortalecer o caixa dessas instituições.
    Pode depositar tudo chavez,não precisa depositar na Rússia e na China pode depositar aqui mesmo.

    Bilhoes = millones(espanhol)

  7. KHANN says:

    30 mi foi o último prêmio da mega……..leia-se 30 bi…….é o correto…..o Brasil possui 350 bi….

  8. Wi says:

    E o Brasil deveria fazer o mesmo: Diversificar suas reservas , que hoje estão
    excessivamente concentradas em dólar.

  9. Theo Gatos says:

    Caro Jackson, são US$ 30 mil milhões (como se fala em português de portugal ou espanhol) equivalente a US$ 30 Bilhões o que para um país exportador é muito baixo, mas o Brasil já esteve muito abaixo deste número até o plano Real (o no início dele também).

    Sds

  10. nelore says:

    cuidado com os petralhas Hugo Cabeca de Porco. Ja vamos com 3 ministerios rolando abaixo. Ninguen sabe a podridao de Brasilia. Colocar suas reservas no pais mais corrupto do mundo, ou perto de ser, nao parece muito logico.
    Diga se de passagem que a maioria do ouro brasileiro se encontra nos EUA; ou no Fed de New York ou Fort Knox.

  11. Theo Gatos says:

    Quanto ao ouro, desconsiderem todo ouro depositado fora das fronteiras do próprio país, ele NUNCA chegará à Venezuela, o MÁXIMO que os depositarios podem fazer é pagar o equivalente em dólares… Como fez os EUA em relação à França após a 2GG

    Sds

  12. GIL says:

    Não

    Bilhões em português equivale em espanhol a miles de milhões (miles de millones)

  13. É mt grana, será q poderemos deixar td isso sem q n raposas e /ou vampiros ataquem o mesmo?”?!Sei ñ.

  14. PE DE CAO says:

    PODE MANDAR PRA NOIS QUE NOIS TOMA CONTA E OUTRA ELE FAZENDO ISSO OUTROS PAISES LATINOS PODEM FAZER TAMBEM AI VAI SER O COMEÇO DO FIM DOS GRINGOS

  15. LORDELO says:

    O doido não é maluco não, ele é muito esperto.

  16. Regivaldo says:

    Isso é mais uma ponta de desconfiança no sistema monetario americano, além do que teme o chavez eventual congelamento desses recursos por aliança com os irmãos do oriente (irmãos dele é claro)!para o Brasil é manifestação de confiança e demonstra que podemos ser ancora para outras economicas. Pode até ser que no futuro o Chavez (digo a venezuela) receba reais nas relações de troca; o mundo está mudando e rápido!

  17. Cal says:

    DEveria colocar o as reservas na Suiça. Dificilmente else congelariam dinheiro em caso de guerra.
    Seria interessante o Brasil criar um fundo de guerra, na suiça. Logo logo precisaremos.

  18. viventtBR says:

    Iniciativa não só inteligente mas responsável de um lider de nação.
    Acha visto as medidas financeiras restritivas que os líderes ocidentais vem tomado ultimamente com quem não lhes oferece mais serventia.
    Pouco a pouco a tão cobiçada liderança e manipulação mundial de uma única nação sobre as demais está caindo por terra. E sem a necessidade de confrontos armados intercontinentais de larga escala.
    Felizmente, nestes últimos anos, a paz e progresso estão sendo construidos muito mais pelo bom senso e pela inteligência universal do que com violências e irracionalidades defendidas por uma ética geopolítica polarizada.
    Bons discernimentos são exemplos a serem seguidos… que o nosso itamarati, banco central, e palácio da alvorada fiquem espertos… nossas reservas não podem ficar concentradas justamente entre as garras de um lobo que está deixando de ser alfa.

  19. Carlos Augusto says:

    Nelore, o Fed,tá fedendo a quebradeira, melhor o Brasil abrir os olhos com o seu adorado USA.

  20. Gabriel Lima says:

    Reservas internacionais do Brasil superam US$ 350 bilhões.
    O Brasil é o sexto país com o maior nível de reservas, atrás da China, Japão, Rússia, Arábia Saudita e Taiwan, segundo dados do FMI. Quase 90% dos recursos estão aplicados em títulos, principalmente dos EUA. Os papéis da dívida norte-americana respondem por cerca de 60% das reservas. Há também dinheiro em depósitos fora do país, recursos no FMI e um pequeno percentual de ouro (0,5%).
    OURO – A maior reserva está nos Estados Unidos. Nos subsolos do Federal Reserve e no cofre conhecido como Forte Knox o país guarda 8,1 mil toneladas do metal, o equivalente a 350 bilhões de dólares. O Brasil tem a 47ª maior reserva de ouro do mundo. Nos cofres do Banco Central há 33,6 toneladas do metal, o que corresponde a 1,4 bilhão de dólares. Dos países sul-americanos, apenas dois estão à frente do Brasil. A Venezuela aparece no 15º lugar da lista, com uma reserva de 382,5 toneladas, avaliada em 16,5 bilhões de dólares. Depois vem a Argentina, na 41ª posição. Suas reservas chegam a 54,7 toneladas, o equivalente a 2,3 bilhões de dólares.
    Sinceramente acho que o Chávez esta certo o Brasil devia começar a comprar ouro em vez de títulos de dividas. todo o ano o banco central do Brasil compra próximo de 30 bi. de dólares em reservas aproximadamente. Bem que ele podia investir um pouco mais em ouro do que em títulos essa é a minha opinião!!!

  21. Wi says:

    Esta questão do furto de dezenas de bilhões de dólares do governo da Líbia é uma importante quebra de confiança na segurança das instituições financeiras da Europa e EUA.
    .
    E no mercado financeiro, confiança é tudo…
    ——————————————–
    .
    Os fundos soberanos geridos pela Libyan Investment Authority (LIA) são estimados em cerca de 70 mil milhões de dólares, que sobem a mais de 150 se se incluírem os investimentos estrangeiros do Banco Central e de outros organismos.
    .
    E poderiam ser ainda mais importantes. Ainda que sejam inferiores aos da Arábia Saudita ou do Kuwait, os fundos soberanos líbios caracterizam-se pelo seu crescimento rápido. Quando a LIA foi constituída em 2006, ela dispunha de 40 mil milhões de dólares.
    .
    Em apenas cinco anos ela efectuou investimentos em mais de uma centena de sociedades norte-africanas, asiáticas, europeias, norte-americanas e sul-americanas: holdings, bancos, imobiliário, indústria, companhias de petróleo e outras.
    .
    Na Itália, os principais investimentos líbios foram os efectuados na UniCredit Banca (de que a LIA e o Banco Central líbio possuem 7,5%), na Finmeccanica (2%) e na ENI (1%): estes investimentos e outros (inclusive 7,5% no Juventus Football Club) têm um significado menos económico (montam a cerca de 4 mil milhões de dólares) do que político.
    .
    A Líbia, depois de Washington a ter apagado da sua lista dos “Estados bandidos”, tentou restabelecer um lugar no plano internacional apoiando-se na “diplomacia dos fundos soberanos”. Quando os Estados Unidos e a União Europeia aboliram o seu embargo de 2004 e as grandes companhias de petróleo retornaram ao país, Tripoli pôde dispor de um excedente comercial de cerca de 30 mil milhões de dólares por ano que destinou em grande parte a investimentos no estrangeiro.
    .
    A gestão dos fundos soberanos, nas mãos de ministros e altos funcionários, criou entretanto um novo mecanismo de poder e corrupção que provavelmente escapou ao controle do próprio Kadafi – o que se confirma pelo facto de que em 2009 este propôs que os 30 mil milhões de dividendos petrolíferos fossem “directamente para o povo líbio”. Isto agravou as fracturas internas do governo líbio.
    .
    Foi nestas fracturas que se apoiaram os círculos dominantes estado-unidenses e europeus que, antes de atacar a Líbia militarmente para apossar-se da sua riqueza energética, apropriaram-se dos fundos soberanos líbios.
    .
    Esta operação foi favorecida pelo próprio representante da Libyan Investment Authority, Mohamed Layas. Como revela um telegrama diplomático publicado pela Wikileaks, em 20 de Janeiro Layas informou o embaixador estado-unidense em Tripoli de que a LIA havia depositado 32 mil milhões de dólares em banco estado-unidenses. Cinco semanas mais tarde, a 28 de Fevereiro, o Tesouro estado-unidense “congelou-os”.
    .
    Segundo as declarações oficiais, esta é “a maior soma de dinheiro alguma vez já bloqueada nos Estados Unidos”, que Washington mantém “em depósito para o futuro da Líbia”. Ela servirá na realidade para uma injecção de capitais na economia estado-unidense, cada vez mais endividada. Alguns dias mais tarde, a União Europeia “congelou” cerca de 45 mil milhões de euros de fundos líbios
    .
    NOS DOIS PARAGRAFOS ABAIXO, DUAS FORTE RAZÕES PARA O ATAQUE DA OTAN À LÍBIA
    .
    O assalto aos fundos líbios terá um impacto especialmente forte na África. Neste continente, a Libyan Arab African Investment Company efectuou investimentos em mais de 25 países, dos quais 22 na África sub-sahariana, programando aumentá-los nos próximos cinco anos, sobretudo nos sectores mineiro, manufactureiro, turístico e no das telecomunicações. Os investimentos líbios foram decisivos na realização do primeiro satélite de telecomunicações da Rascom (Regional African Satellite Communications Organization) que, colocado em órbita em Agosto de 2010, permite aos países africanos começarem a tornar-se independentes das redes de satélites estado-unidenses e europeias, realizando assim uma economia anual de centenas de milhões de dólares.
    .
    Ainda mais importantes foram os investimentos líbios na realização de três organismos financeiros lançados pela União Africana: o Banco Africano de Investimento, cuja sede é em Tripoli; o Fundo Monetário Africano, com sede em Yaundé (Camarões); o Banco Central Africano, instalado em Abuja (Nigéria). O desenvolvimento destes organismos devia permitir aos países africanos escaparem ao controle do Banco Mundial e do Fundo Monetário Internacional, ambos instrumentos de dominação neo-colonial, e devia assinalar o fim do franco CFA, a moeda que 14 ex-colonias francesas são obrigadas a usar. O congelamento dos fundos líbios assesta uma pancada muito dura em todo o projecto. As armas utilizadas pelos “voluntários” não são apenas as da operação “Protector unificado”.

  22. 1maluquinho says:

    Guardem seus ouros em Fort Inox seus tolos o Vampiro Cadente agradece rsrs rsrs E tentem pedi-los de volta para verem se eles liberam rsrs rsrs Chavinho guarda tudo aqui que a gente toma conta pra voce amiguinho rsrs Sabe os EUA estão numa sinuca de bico,com a crise e a desconfiança se os paises e os investidores começarem a retirar de la suas aplicações e venderem seus titulos a estatua da Liberdade vai chorar lagrimas de concreto.O tempo passa a paciencia do contribuinte Americano ja esta em niveis criticos e saida a curto e medio prazo inexiste.PERDEU OBAMA.Ai juntasse a ganancia do Vampiro de ficar com cara de tacho perante credores e a Europa com as solitarias corroendo o estomago rsrs e a unica solução que lhes resta é um ataque Kamikase a um alvo de expressão pois as moscas mortas as poucas que restaram tem padrinhos em suas costas…Tchubilubilu Tchubilubilau deixa de bobeira Hilary e vem tomar mingau.

  23. Fernando.b says:

    Pelo jeito a chapa vai esquentar para o Chaves… Sendo opositor do establishment (sem garantias de protecao de ativos dos depositarios) e desejando salvar os ativos que nao sao seus, e sim do povo venezuelano, procura outros portos seguros…

    Agora quem vai assumir a bronca, e uma boa pergunta…

  24. 1maluquinho says:

    O Brasil é o terceiro ou quarto em titulos Americanos.Quero ver a cara do mundo,governos e pessoas fisicas e juridicas quando levarem A BEIÇA da Europa e EUA rsrs Devo não négo e pago quando puder rsrs Acho que quem vai se dar menos mal nisso tudo é a Russia,ate a China ta ferrada rsrs

  25. Ferreira Junior says:

    Xiii ruim vai ser ele tirar esse ouro da Inglaterra, vai dar dor de barriga na rainha.

  26. Blue Eyes, Na Resistência says:

    O grande economista Luiz Silva, o meritorio de Coimbra, empregou todas as nossas reservas no mesmo saco… 350 bi atolados no FED… vai feder e quem vai tomar somos nos… isso porque nosso salvador da patria não se alia aos EUA, tem politica independente, bla, bla, bla… vamos acabar comprando os dinos F-18 pelados e com contingenciamento… isso que é politica independente… vão acreditando em tudo que a cara-de-broa e o barbudinho tão falando… vão ver a decepção…

  27. NobruRJ says:

    O Chaves está certo! E deveríamos fazer o mesmo, não sei onde está nosso ouro. Mas deve ficar todo guardado no Brasil. e reservas internacionais deveriam ser convertidas 80% em ouro, prata e minério. Em breve virá uma grande colapso da economia mundial, pois as moedas estão muito alavancadas e não correspondem mais ao seu valor em ouro. 95% do dinheiro circulante é ficção contábil..mal vale o papel que foi impresso. O dia que isso desabar vai ser o tal ” apocalipse ” ou ” profecia Maia de 2012″, etc..que tanto falam os crédulos. Vai ser o equivalente a queda de Roma..virá o caos total, e os ricos vão se trancar em fortalezas ( antigos castelos medievais ) com o resto do povo entregue a própria sorte e a violência. Acorda Brasil, o sistema econômico está perigando, e Europa e EUA não merecem mais a mínima confiança!!!!!

  28. AJ says:

    Reservas de país normalmente são aplicadas em títulos os mais seguros possíveis.
    Não se especula ou pouco se especula.
    É natural que a maior parte dos países mantenhas reservas em títulos do tesouro americanos, dessa forma.
    Chavez tem sempre um motivo para uma pinimba com os EUA.
    Ora, então, que venha trazer suas reservas.
    Se colocar em bancos particulares, saberemos que estará espculando com a nossa taxa de juros, a maior em valores reais.

  29. maxtedy says:

    Não sou economista, mas acompanho quase que diariamente as entrevistas dos mesmos na mídia e, a julgar pelos seus posicionamentos atuais com relação a atual crise econômica mundial, percebe-se claramente que o dólar é uma moeda em franco processo de decadência, apesar de todos os esforços para resguardá-lo e que não há uma tendência ou mesmo o interesse, hoje, no mercado mundial em encontrar uma moeda para ocupar o seu lugar. Cogita-se até a possível criação de uma cesta de moedas com valores paritários, etc, etc. Portanto, diante dessa indefinição temporária adquirir e aumentar as reservas estratégicas de ouro do Brasil me parece uma excelente decisão, mas como disse anteriormente, não sou economista, vamos aguardar a definição do governo brasileiro e ver no que vai dar.

  30. Wi says:

    No passado o ouro era o lastro das moedas, más não acredito que haja condições de voltar a ser, pelo menos não isoladamente…
    .
    Não existe ouro suficiente para pagar o valor equivalente atual da economia mundial, com o desenvolvimento e informatização do mercado de commodities, creio que o mais viável seria lastrear as moedas numa cesta de commodities (com o ouro no meio) + uma série de itens de avaliação de cada economia nacional.
    .
    Uma moeda de troca internacional poderia ser lastreada nestes mesmos parâmetros, só que seria feita uma média de vários países, das principais economias mundiais…

  31. AJ says:

    Maxtedy, o padrão-ouro foi abandonado há bastante tempo pela impossibilidade de competir com a moeda escritural.
    Mas é sempre uma boa reserva.
    Quanto a cesta de moedas, já existe no FMI, é o DES-Direitos Especiais de Saque, composto por uma série de moedas ditas “fortes”. Não sei a quantas andam, mas eram 6.
    Podem apostar, entretanto, que, assim como ingles é a língua do mundo – não adianta dizer que tem mais chines que tudo – o dólar ainda é a moeda do mundo, pela sua conversibilidade total. Pode ser trocada por qualquer moeda do mundo, é bem aceita em qualquer lugar do mundo.

  32. .
    .
    Theo Gatos disse:
    17/08/2011 às 16:00
    .
    Confirmado, uma vez que o OURO FÍSICO EM ESPECIE entra nos USA pra ser depositado ninguém mais consegue colocar as mãos nele novamente, os USA não permitem que o ouro físico saia do território, não os depósitos em reserva, e se quiser de volta eles pagam em moeda deles o correspondente, em Dollar, ou seja, em breve nada de nada valerá, mas o seu ouro físico fica la e basta… tipica politica imperialista de meter a mão no que é dos outros… nem a França conseguiu o seu ouro de volta, fica depositado como de propriedade deles, mas se pedirem pra retirar o que é deles em espécie(Ouro Físico) não vão pegar, vai receber dinheiro de papel pra ir no banheiro muito em breve!!
    .
    Depósitos em Ouro somente são validos se estiverem FISICAMENTE dentro do seu próprio território, caso contrario não vale como segurança, pois o país adversário pode meter a mão nele quando quiser, pois está depositado fisicamente no território dele!!
    .
    O Chavez percebeu que títulos são somente papeis, amanhã podem ser usado no banheiro se faltar papel… e depois da novela que ele vai ter pra tirar o ouro dele dos países depositários, coisa que se for nos USA pode esquecer, traz ele pra ca, DEPOSITA NO BRASIL, te dou o maior apoio!!
    .
    Ao contrario do que os colegas desinformadores acima disseram, pra fazer politica barata, o Brasil NAO “”empregou todas as nossas reservas no mesmo saco”” ou seja em Títulos dos USA, são maioria sim mas não tudo, são 2/3, e se quisermos mudar isso, coisa que sou favorável pois assim paramos de financiar com o nosso dinheiro a maquina Bélica Yankee em seu crimes por ai, deveríamos ter um minimo de 50% em ouro depositados no Brasil, da outra metade dividida em títulos de países pobres, pois o pobre com crédito faz de tudo pra manter o crédito, e um a outra parte em títulos de países ricos e empresas por ai…
    .
    Vamos mudar isso já!!
    .
    Valeu!!

  33. Blue Eyes, Na Resistência says:

    Realmente, caro francoorp, depositou SOMENTE 2/3 (não conheço essa informação)…rsrsrsrsrs… pouca coisa…rsrssr… outra coisa… tente juntar 175 BILHÕES de dolares em ouro/metal… vai ser facim, facim…rsrsrsrsr…. os outros 50% empresta pra Venezuela e Bolivia… ótimo negocio… já to até pensando em sacar minha poupancinha e depositar lá em Caracoles em um banco estatal…rsrsrsrsr…

shared on wplocker.com