Defesa & Geopolítica

País vincula caças a exportações do Brasil

Posted by
http://www.portosdoparana.pr.gov.br/arquivos/Image/fotos_materias/2008/05.2008/26_05_2008_soja/085aa.jpg
Sugestão: Gérsio Mutti
Cláudio Humberto

O governo brasileiro tenta vincular a compra de aviões de combate para a FAB ao acesso de produtos do país a mercados internacionais. O governo Barack Obama recebeu a sinalização de que o Brasil pode até optar pelos caças F-18 Super Hornet, produzidos pela Boeing, mas em troca da eliminação de barreiras para produtos como o etanol, no mercado americano. Sem abdicar, claro, da cessão de tecnologia.
Caminho
O primeiro americano a perceber as chances de fechar negócio com o Brasil foi o senador John McCain, que veio fazer lobby pelos F-18.
Sinal claro
Há dias, o secretário do Tesouro dos EUA, Timothy Geithner, recebeu de Dilma sinais do seu interesse em se aproximar do governo Obama.
Xa comigo
Para adotar nova estratégia na questão dos caças, antes Dilma teve de demover Lula, que assumiu compromissos com os Rafale franceses.
Um que sobe
O ministro Fernando Pimentel (Desenvolvimento) tem voz ativa na nova estratégia para a compra dos caças; Nelson Jobim (Defesa), não.
Na marca
Se o critério do jantar que Dilma ofereceu a Lula foi convidar ministros mantidos nos cargos a pedido dele, sobrou um: Nelson Jobim (Defesa), que jantou em casa desconfiando de que não tem futuro no governo.
Nota do Editor.

Voltamos a velha e fracassada política de trocar comida por armas?
vamos vender banana e comprar caças?
A mesma política que criou o vácuo que separou as nações que ao final da 2ª guerra mundial investiram em tecnologia e se desenvolvera das que compravam  tecnologia e exportavam commodities?

E.M.Pinto

44 Comments

shared on wplocker.com