Defesa & Geopolítica

Brasil vigiará fronteiras com Paraguai e Argentina com avião não-tripulado

Posted by
Aeronave não tripulada vai auxiliar trabalho da Força Alfa na fronteira

A Força Alfa, responsável pelo reforço do policiamento ostensivo na região de fronteira, terá um novo instrumento para o combate ao narcotráfico e contrabandoA Força Alfa, responsável pelo reforço do policiamento ostensivo na região de fronteira, terá um novo instrumento para o combate ao narcotráfico e contrabando de armas. A Polícia Federal realizou nesta segunda-feira (27), em São Miguel do Iguaçu, no oeste do estado, a avaliação técnica inicial do Veículo Aéreo Não Tripulado (Vant). A aeronave controlada à distância tem autonomia de 37 horas de voo e pode fotografar ou filmar com nitidez pessoas ou objetos no solo de uma altura de 30 mil pés.

A solenidade teve a presença do ministro da Justiça, Tarso Genro, do diretor-geral da Polícia Federal, Luiz Fernando Correa, além de outras autoridades federais, estaduais e municipais.

“Esta ferramenta será de extrema importância para as operações policiais no Paraná. O Vant atuará na segurança da região fronteiriça, que é uma região bastante problemática. Já existe um trabalho conjunto das forças públicas estaduais e federais para coibir os crimes comuns na região fronteiriça”, destacou o comandante de batalhão da Força Alfa, tenente Rodrigo Sasso.

Sasso representou o comandante-geral da Força Alfa, major Roberto Sampaio. “Em um balanço geral da atuação da Força Alfa, os resultados tem sido extremamente positivos. Temos vários pontos na região da fronteira onde ocorre o bloqueio quase total da passagem de mercadorias ilícitas. O Vant vai garantir uma capacidade de atuação mais eficiente em todos os períodos. As operações via satélite vão permitir a realização de operações em qualquer lugar”, afirmou.

A aeronave de observação será utilizada especialmente nas áreas de fronteira do país. A Polícia Federal será a primeira força policial do mundo a dispor desse sistema. O Vant tem autonomia de 37 horas de voo, cobrindo mais de 1.000 km. O aparelho pode fotografar ou filmar pessoas ou objetos no solo, de uma altura que pode chegar a 30 mil pés, com nitidez.

O ministro da Justiça salientou que o processo de integração das forças policiais estaduais e federais será fortalecido. “Este projeto tem uma dimensão nacional, vai permitir ações conjuntas da polícia federal com as forças policiais do Paraná e de outros Estados do país. Isso sem dúvida vai garantir mais segurança a toda a população, além da proteção do meio ambiente”, afirmou.

“É um momento importante para a segurança nacional porque envolve relações diretas com o Paraguai, com o qual estabelecemos fortes laços de integração. É também fundamental a relação de colaboração da Força Aérea Brasileira e das demais forças públicas de todo o Brasil”, acrescentou Genro.

O diretor da Polícia Federal destacou que o projeto irá dotar as forças policiais de tecnologias modernas, que facilitem o trabalho de combate a crimes na fronteira. “O Brasil terá um sistema de segurança integrado, uma união das esferas municipal, estadual e federal. Este instrumento não é de uso exclusivo da Policia Federal, mas de todas as forças policiais. Será possível antever situações com um quadro mais qualificado e detalhado”, explicou.

“Temos num curto espaço de tempo imagens georeferenciadas. O Sistema Vant conta com um radar meteorológico que nos permite dizer onde a aeronave pode ir. O aparelho pode atuar com um plano de vôo pré-traçado e em seu trajeto podem ser estabelecidas varias funções. É uma ferramenta capaz de rastrear uma grande área e é eficiente no combate a crimes ambientais”, explicou o responsável pela área de inteligência da Polícia Federal em Brasília, Alessandro Moretti.

O projeto da Polícia Federal prevê a criação de quatro bases, com 14 aeronaves. O investimento feito em cada uma das aeronaves é de, aproximadamente, R$ 8 milhões.

FORÇA ALFA – A unidade realiza operações integradas com a Polícia Federal, Receita Federal, Polícia Rodoviária Federal, Polícia Rodoviária Estadual, Polícia Civil e Força Samurai. Os policiais que atuam na unidade recebem treinamento específico para atuação na região de fronteira.

A Força Alfa atua nas Fronteiras do Paraná com Paraguai, Argentina, Mato Grosso do Sul, sobretudo no Lago de Itaipu, que possui 170 quilômetros de extensão e 66 ilhas. A unidade conta com uma Sala de Operações e Inteligência que recebe informações da própria unidade e de outros órgãos de Segurança Pública.

Brasil vigiará fronteiras com Paraguai e Argentina com avião não-tripulado

A Polícia Federal (PF) reforçará a vigilância nas fronteiras com a Argentina e o Paraguai com um avião não-tripulado fabricado em Israel, informaram hoje fontes oficiais.

O aparelho, que custou US$ 4 milhões, será o primeiro de um total de oito que a PF quer utilizar em operações em todo o país antes de 2014, indicou a “Agência Brasil”.

O avião, um Veículo Aéreo Não-Tripulado (VANT), tem uma autonomia de voo de 37 horas e pode percorrer mil quilômetros durante esse tempo.

Segundo a PF, o avião será equipado com potentes câmeras que podem fotografar ou filmar objetos e pessoas em terra, com nitidez e de uma altura de 10 mil metros.

O ministro da Justiça, Tarso Genro, explicou que o contrato para a compra dos aviões contempla a transferência de tecnologia e que uma vez finalizada a primeira aquisição, os aparatos poderão ser construídos no país.

Fonte: blog do Vinna

6 Comments

shared on wplocker.com