Defesa & Geopolítica

Segurança Pública: Polícia do RJ encontra cemitério clandestino para vítimas da milícia em Itaguaí

Posted by

Exército participou de operação que encontrou cemitério da milícia em Itaguaí (Foto: Reprodução/TV Globo)

Ação teve apoio do Exército e bombeiros. Só nesta sexta foram achadas seis ossadas, mas a polícia acha que o número pode ser maior.

A Polícia Civil encontrou hoje um cemitério clandestino em itaguaí, na Baixada Fluminense. Investigações mostram que o terreno vinha sendo usado para o enterro de vítimas de milicianos. Para chegar ao cemitério da milícia a polícia teve o apoio do Exército e do Corpo dos Bombeiros.

O Ministério Público acompanhou a operação. Investigações revelaram que os bandidos enterravam os corpos de criminosos rivais numa mata, a cinco quilômetros do centro de Itaguaí.

Depois de três horas de procura os policiais da Delegacia de Itaguaí com apoio de caes do corpo de bombeiros finalmente encontram o cemitério clandestino usado pelos milicianos da cidade.

Só nesta sexta foram achadas seis ossadas, mas a polícia acha que o número pode ser maior.

“Vamos tentar localizar famílias que tiveram entes desapareceram porque muitos nem registro de homicídio tem, o registro que consta é de desaparecimento,e vamos trabalhar nessa ligação aí pra poder identificá-los”, diz o delegado Moyses Santana.

O ministério público suspeita que pessoas inocentes, assassinadas por milicianos, também estejam enterradas no cemitério clandestino.

“A gente tem informações de um rapaz jovem, menor de 18 anos, que só por morar em área de trafico foi questionado, foi sequestrado levado pra aquele local torturado pra que desse informações e não tendo informações acabou sendo executado”, diz o promotor Jorge Furquim.

O promotor criticou a atuação da Polícia Militar na região e o envolvimento de PMs com milicianos.
Segundo a polícia, um dos chefes da quadrilha em Itaguaí é Carlos Eduardo Benevides, ex-policial, expulso da corporação.

Ainda de acordo com os investigadores, o bando também tem a participação do sargento da polícia militar Antônio Carlos de Lima, que trabalha, até hoje, no batalhão de Santa Cruz, próximo a Itaguaí. Antônio Carlos foi preso nesta sexta.

Antônio Carlos foi preso nesta sexta (Foto: Reprodução)

“As pessoas hoje nem sequer fazem o registro policial nem sequer ligam para Polícia Militar temendo que não sejam atendidas e que possam correr risco. Eu acho que se a gente conseguir com essa investigação e com esses fatos graves apurados chamar atenção para que a Policia Militar reforce seu efetivo aqui e tenha mais empenho nesse tipo de criminalidade, a gente vai conseguir mudar o quadro”, reforçou o promotor.

Cães participaram da operação para encontrar cemitério clandestino em Itaguaí (Foto: Reprodução/TV Globo)

Fonte: G1

One Comment

  1. O Rio de Janeiro sendo o Hell de Janeiro, Fevereiro, Março…

shared on wplocker.com