Defesa & Geopolítica

Futuro SSBN chinês transportará 24 mísseis Intercontinentais

Posted by
Imagem meramente ilustrativa.

Imagem meramente ilustrativa.

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

 

O website russo Russian Military Observation publicou  em 30 de dezembro um artigo intitulado “Potencial Nuclear da China” no afirma que a China está atualizando e melhorando os seus bombardeiros estratégicos, H-6K, a versão atualizada do bombardeiro H-6 importado da Rússia o qual possui um curto alcance de apenas 3.000 km e que por esta razão, não constitui-se numa arma de dissuasão nuclear contra os EUA.

Para expandir a sua capacidade a China tem tentado, sem sucesso, importar a tecnologia do  bombardeiro russo TU-22M3. Por outro lado, aquela China desenvolve vigorosamente a sua frota estratégica submarinos nucleares. Sua primeira classe a Jin  foi encomendada em 2004,  e apenas seis anos depois, o  sexto submarino fora lançado ao amr em Março de 2010.

Atualmente a China está desenvolvendo um novo submarino lançador de mísseis intercontinentais, a classe Type 096-class o qual segundo a fonte, será armado com 24 mísseis balísticos intercontinentais lançados por submarinos (SLBMs)​, estas armas por sua vez, possuirão alcance de 11 mil quilômetros, suficientes para atacar em qualquer lugar nos Estados Unidos.

Em 2020, a marinha chinesa terá, pelo menos, 6 navios Type 094 e 096 equipados com cerca de 80 SLBM. Eles podem transportar 250 à 300 ogivas nucleares.

Fonte: huanqiu.com “China developing Type 096 strategic nuclear submarine able to carry 24 missiles”

Fonte:Tiananmens Tremendous Achievements

7 Comments

  1. Pingback: Futuro SSBN chinês transportará 24 mísseis Intercontinentais | DFNS.net em Português

  2. Numa projeção conservadora, vão construir um SSBN por ano, de 2020 a 2030.
    Em 2030, terão cerca de 16/18 SSBN operacionais.
    Nessa hora fico até desanimado de fazer um pimpolho parar viver nesse mundo.

    • Compreendo. É realmente assustador o quadro que se vai formando em nosso mundo.

    • Acho que a própria existência das armas – não importa de que natureza sejam – já cria no homem um desejo inconsciente de usá-las.

  3. Empa, Marcelo,

    Construir um submarino é tarefa extremamente complicada. E um submarino nuclear é provavelmente a obra de engenharia mais complexa da nossa era.

    Entre construir, lançar, testar, etc, podem se passar anos… No ocidente, um vaso de guerra desse tipo, entre inicio de construção e incorporação, são, se não estou enganado, cerca de oito anos. Nesse caso, não creio que os chineses façam melhor.

    Enfim, se eles quiserem ter esses submarinos até 2030, vão ter que por os estaleiros pra trabalhar desde já.

  4. Só ai já cai por terra o suposto número de 300 ogivas nucleares chinesas.

  5. Administrador says:

    Sem dúvida a China vem caminhando a passos largos para ser um grande player global.

shared on wplocker.com