Defesa & Geopolítica

Esforço Indiano para a nova Aronave AWACS

Posted by
AWACS INDIATradução e adaptação: E.M.Pinto
A concorrência está por vir e ela estende-se ao fornecimento de seis jatos de fuselagem larga para o programa AWACS da Índia, um esforço que que pretende fornecer inicialmente à Força Aérea Indiana,  seis plataformas de alerta e controle aéreo antecipado.
Na imagem em destaque, apresentada pelo Live Fist, um modelo que o DRDO exibiu aom público pela primeira vez, descreve o sistema proposto como sendo baseado em uma plataforma Airbus A330 integrado a uma antena de 10 metros incorporada ao radome.
Segundoo Live Fist, o DRDO não perdeu a ironia. Há uma razão para isso: quando o programa foi retomado alguns anos atrás, a DRDO havia realizado um estudo interno e decidiu que o jato Airbus era o que eles queriam, a escolha baseou-se em parte na seleção do Airbus A330 MRTT pela IAF para ser o seu  novo avião reabastecedor, apesar do próprio DRDO rapidamente deixar claro que o campo para widebodies era irrestrito e que a DRDO abriria uma concorrência para a apresentação de propostas para os tais seis jatos. E é isso que ele começou fazendo em março do ano passado.
O DRDO em seguida, emitiu uma solicitação de proposta em outubro de 2014. E, como com o programa de substituição de Avro, um único concorrente se apresentou. Novamente, a partir do Airbus A330. A competição inicialmente parecia que poderia potencialmente ter sido um face-off entre o Airbus A330 (A Airbus respondeu à RFI)  e o Boeing 767, embora este último tenha optado por não responder ao RFI.
Da Rússia a United Aircraft Corp., também poderia ter enviado a proposta do novo  Il-76MD-90A equipado com antena como uma plataforma potencial para o AWACS, embora ainda não esteja claro se ele ainda tem alguma chance.
De qualquer forma, a situação agora é de que a fonte é única, muito parecido com o lance Airbus / Tata para a substituição Avro. Um Cientistas sênior do Centro para Airborne Systems (CABS) com quem falei (Shiv Aroor Editor do Live Fist) aqui no Aero India 2015, disse que a fabricação da antena de 10 metros progrediu bem, e que poderia haver novidades a respeito do Data link, sistemas de comunicação e eletrônicos ainda este ano.
Segundo o Live Fist a IAF pretende operar pelo menos 15 aviões AWACS. Atualmente, possui apenas três plataformas PHALCON, aeronaves baseados Il-76 e em breve deve receber mais outras duas.

8 Comments

  1. Pingback: Esforço Indiano para a nova Aronave AWACS | DFNS.net em Português

  2. fugindo do assunta da meteria, gostaria de saber dos editores, com relação a indonésia e o brasil, apos a execução do brasileiro e outro na fila de espera, a irritação do governo brasileiro, deve impedir a compra deles pelo astro da avibras ?

    salvo engano a empresa já tinha fechado um acordo de 900 milhões pode afetar ?

    • Caio pessoalmente creio ser muito difícil que questões como estas abalem as relações diplomáticas e até mesmo comerciais dos países, se isto vier a ocorrer, será um claro sinal de despreparo e incompetência de ambos os atores, coisa que nunca vi o Itamaraty fazer, aliás a diplomacia Brasileira sempre foi exímia em suas ações, apesar de umas escorregadas aqui e ali.
      Acho que trata-se mais de pressões que de fato de ações.
      Quanto a questão, as leis da Indonésia são soberanas, nada o Brasil pode fazer a não ser protestar em várias instâncias, inclusive na ONU, e depois disso, esperar pelo que pode ou não acontecer.
      Sds

      • concordo com você amigo, mas conforme noticia publicada hoje “O recebimento das credenciais dos embaixadores pelo presidente da República é uma formalidade que marca oficialmente o começo das atividades dos diplomatas. Na prática, com o ato, o presidente passa a reconhecer que o embaixador representa o Estado no Brasil.
        Na solenidade desta sexta, era para o diplomata indonésio ter entregado suas credenciais à Presidência, habitando-a a atuar no país. Porém, o governo brasileiro optou por postergar o ato, o que deixa a Indonésia, temporariamente, sem embaixador no Brasil.” houve também declarações do ministro relações exteriores do brasil, pedindo que fosse revista as relações comerciais.

        http://g1.globo.com/politica/noticia/2015/02/apos-crise-dilma-adia-inicio-da-atuacao-do-embaixador-da-indonesia.html

        aguardemos!

        saudações!!!

  3. A execução não vai ficar de graça para a Indonésia, o governo brasileiro já recusou a credenciação do novo embaixador da Indonésia no Brasil.

    As leis de direitos humanos são universais e sobrepõe o direito dos estados. Sua imposição é realizada por sanções econômicas e até mesmo o direito de guerra.

    • walfresco sindicalista comunista de boutique, seria muita burrice se o brasil aplicar quais quer tipo de sanções por causa de um traficante, aliais aguardo ansioso o próximo, que de esquizofrenia não tem nada, pelo contrario levava uma vida de marajá na indonésia. caso isso ocorra poderia afetar a avibras diretamente

      • Ao invés da Dilma trabalhar para mudar nossas leis e salvar a vida de milhares que são torturados e mortos em nossos presídios ela vai querer mudar as leis de outros países.

      • Julio Brasileiro says:

        Concordo contigo integralmente. O Brasil precisa valorizar os melhores exemplos, e não os piores, um desvio de conduta cultural incompreensivel para mim. Aqui, pusilanimes como esse, que estão sendo justiçados na Indonosia. servem para dar motivos para questinamentos ao governo, que deveria estar atento aos problemas internacionais sim, mas quando acontecer contra os que nos honram, não aos que nos envergonham. Sds.

shared on wplocker.com