Categories
Defesa Geopolítica Rússia Sistemas de Armas Sistemas Navais Tecnologia Traduções-Plano Brasil

Míssil hipersônico "zircon" será lançado pela primeira vez a partir de um navio de guerra ainda este ano

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

Segundo a agência de notícias TASS , citando uma fontedo complexo industrial militar Russo, a fragata Project 22350 Almirante Gorshkov será o primeiro navio da Frota Russa a lançar a mais nova arma do seu arsenal, o Míssil Hypersônico Zircon. Segundo a fonte testes já teriam sido feitos a partir de lançadores costeiros.

O desenvolvimento deste míssil tem sido realizado na Rússia há vários anos e suas características estão melhorando constantemente segundo relatou a matéria. De acordo com os dados mais recentes, expressos pelo presidente do país no final de fevereiro, em uma mensagem para a Assembléia Federal, o Zircon é capaz de atingir velocidades de até 10700 km/h e seu alcance é superior a 1000 km.

O Míssil foi projetado para destruir alvos marítimos e terrestres, embora tenha sido originalmente criado como sistema um anti-navio as melhorias no projeto garantem o seu uso em uma variada gama de funções, ampliando o seu leque de disponibilidade.

O Zircon foi projetado para ser lançado de navios e submarinos já produzidos e que é compatível com os lançadores dos sistemas de mísseis Caliber. Essa compatibilização racionaliza recursos e tempo de desenvolvimento, além de aumentar a letalidade e versatilidade das plataformas economizando o retrabalho dos dispositivos iniciais.

O surgimento de novas armas no arsenal das forças armadas russas preocupa os países do Ocidente. Em particular, não há defesas existentes no planeta capazes de parar esta arma, o Zircon é problema para os modernos sistemas de defesa contra mísseis, uma vez que são difíceis de detectar. Ainda sim, mesmo que  as estações de radares o detectem, é quase impossível interceptar o míssil devido à sua velocidade.

Fonte: Tass

Categories
Defesa Sistemas de Armas Sistemas Navais Tecnologia Traduções-Plano Brasil

Nova fragata da Marinha Real Britânica não será projetada para atuar em conjunto com os grupos de ataque liderados pelos Porta Aviões

O projeto da fragata Arrowhead da Babcock é uma fragata de uso geral de 120 m.

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

 O governo  ainda não revelou qual estaleiro britânico vencerá a disputa pelo projeto de US$ 1,56 bi para construir as novas fragatas Type 31E  que cumprirão uma vasta gama de papéis para na Royal navy.

Porém, a futura frota de fragatas do Type 31E da Marinha Real não atuará em conjunto com a força de ataque da elite liderada pelos poderosos porta-aviões HMS Queen Elizabeth e HMS Prince of Wales na guerra global ao terror, revelou o governo. As embarcações estão atualmente nos estágios do conceito.

O ministro das Forças Armadas, Mark Lancaster, que esta semana foi forçado a anular os rumores de que o HMS Prince of Wales seria colocado à venda depois de concluir os trabalhos na Escócia, revelou qual era a grande ideia para a frota mais barata.

“As fragatas do Tipo 31E serão adaptadas para segurança marítima e engajamento de defesa, incluindo o papel de escolta e pronto emprego em perímetro local, nossos compromissos no Atlântico Sul, Caribe e Golfo, e para a Otan”, disse ele à Câmara dos Comuns após ser indagádo pelo parlamentar   Stephen Morgan.


 

A Plymouth, Portsmouth e uma firma em Dorset recebeu inicialmente US$ 6,56 milhões s para elaborar os primeiros projetos na corrida para garantir o acordo.

Eles devem ser menos avançados e ‘mais baratos’ do que a nova geração de navios da Marinha Real que custarão US$ 33,84 bilhões, que será baseada em Plymouth. Foi agora revelado que, uma vez em operação, eles servirão mais para um papel de defesa ‘rotineiro’ para permitir que os Type 26 e os Destroyers Type 45 baseados em Portsmouth se unam aos porta-aviões em missões de combate complexas em todo o mundo.

Fonte: Plymouth Live  

Categories
Navios Rússia Sistemas de Armas Sistemas Navais Tecnologia Traduções-Plano Brasil

Severnoye Design Bureau inicia o projeto das fragatas Project 22350M ainda em 2018

Tradução e adaptação- E.M.Pinto

A elaboração da fragata com maior deslocamento do que o navio do Projeto 22350, Almirante Gorshkov, começará em 2018. A Marinha planeja obter o primeiro navio do Projeto 22350M até 2026, foi o que observou o vice-comandante-em-chefe da Marinha Russa, o almirante Viktor Bursuk ao periódico Mil.Press Today. Ele acrescentou que o projeto seria desenvolvido pelo Severnaya Design Bureu.

Espera-se que as fragatas do Projeto 22350M atualizadas desloquem cerca de 8.000 toneladas. O Severnaya Verf será o estaleiro  capaz de construí-las, se concluir a atualização das instalações de produção no tempo previsto.

Como foi relatado anteriormente, a Marinha Russa precisa de algo como 10 navios do Projeto 22350M que supostamente preenchem a lacuna entre as fragatas de deslocamento tradicional de 4.500 a 5.000 toneladas e os Destroyers. Sua construção foi anunciada em 2014 por Viktor Chirkov, o então comandante em chefe da Marinha Russa.

De acordo com relatórios oficiais de julho de 2017, apenas o desenvolvimento inicial da aparência da fragata do Projeto 22350M estava em andamento naquele momento. O Ministério da Defesa da Rússia não havia aprovado o projeto do navio naquele momento.

Fonte: MCT

Categories
Defesa Sistemas Navais Traduções-Plano Brasil

Paquistão assina contrato para aquisição de fragatas chinesas Type-054

Tradução e adaptação- E.M.Pinto

Em 01 de junho, o Ministério da Defesa do Paquistão (MoDP) assinou um contrato com a China Shipbuilding Trading Co. Ltd (CSTC) para a aquisição de duas fragatas Type 054A para a Marinha do Paquistão (PN). No entanto, de acordo com o MoDP e o PN (conforme relatado pela Associated Press do Paquistão: APP) este contrato segue a um pedido anterior, também para dois navios semelhantes. A PN deve receber as quatro fragatas Type 054A até 2021.

As primeiras  notícias da compra das fragatas pelo Paquistão surgiram nas redes sociais e sites especializados em outubro de 2017 através de declarações do anterior Chefe de Estado-Maior da Marinha (CNS), Almirante Muhammad Zakaullah. Em seu discurso de aposentadoria, Zakaullah anunciou que a Marinha do Paquistão concluiu um acordo para novas fragatas chinesas.

Em dezembro de 2017, o comandante da fragata do F-22P, PNS Saif, Capitão Shahzad Iqbal – disse à TV de Xangai que a PN compraria as Type 054A. Pouco depois, a Defense News IN confirmou de um oficial da Marinha do Paquistão que apenas uma única Type 054A seria adquirida com opção para mais duas.

De acordo com a Defense News, a próxima Type 054As do Paquistão será configurada com as mesmas armas e subsistemas de suas contrapartes da Marinha do Exército de Libertação do Povo (PLAN).  Os subsistemas notáveis ​​da PLAN Type 054A incluem o radar Type 366 no horizonte (OTH) e o radar de busca aérea 3D Tipo-382.

[embedyt] https://www.youtube.com/watch?v=DQKZzz8rLlE[/embedyt]

No entanto, se as fragatas do PN forem configuradas de maneira diferente, o CSIC terá pelo menos duas variantes de exportação. Primeiro, uma versão centralizada em um radar ativo de quatro fases (APAR). Em segundo lugar, uma variante usando APAR juntamente com um radar OTH, provavelmente o Instrumento Educacional da China e Equipamentos Corp (CEIEC) SLR-66.

Em termos de munições, a Type 054A forneceria à PN sua primeira plataforma equipada com células de sistema de lançamento vertical (VLS) para mísseis superfície-ar (SAM). Atualmente, a PLAN implanta o míssil superfície-ar HHQ-16 de médio alcance (MR-SAM) do VLS da Type 054A. O HHQ-16 tem um alcance de 40 km.

O Tipo 054A também está armada com um sistema 2 × 4 de mísseis anti-navio (AShM), um 2 × 3 torpedos anti-submarino (ASW), uma arma principal de 76 mm e sistema 1130 CIWS. O hangar e o convés de helicóptero de popa podem apoiar um helicóptero ASW de peso médio como o Harbin Z-9EC. As versões de exportação da CSIC oferecem o sistema de mísseis de defesa de ponto (PDMS) FL-3000N.
A Type 054A desloca-se em 4.000 toneladas e foi projetada para ser uma plataforma multi-missão capaz de realizar operações de guerra anti-navio (AShW), guerra anti-submarino (ASW) e guerra antiaérea (AAW). A PN espera que suas próximas fragatas “melhorem substancialmente as capacidades de combate, enquanto contribuam efetivamente para as Operações de Segurança Marítima na região.

Esta é a segunda grande aquisição do PN da China nos últimos anos. Em 2015, o Paquistão fechou um contrato com a China Shipbuilding Industry Corporation (CSIC) para oito submarinos equipados com propulsão independente de ar (AIP). A PN deve ter todos esses oito navios até 2028.

O modelo exato do submarino AIP do Paquistão não é conhecido, embora tenha sido especulado como sendo o S26 – ou seja, a versão equipada com AIP do S20 de casco duplo. A Tailândia concordou em comprar três S26T por US $ 1,02 bilhão. Com base nesse preço, um acordo paquistanês S26 seria avaliado em pelo menos US $ 2,7 bilhões. Em 2015, Gabe Collins (via The Diplomat) estimou que uma Type 054A deva custar aproximadamente US $ 348 milhões por navio. Com base nessas estimativas, as atuais aquisições navais do Paquistão somariam pelo menos US $ 4 bilhões com china.

Melhorias na Capacidade  

O resultado mais significativo dessas aquisições será provavelmente a provisão de plataformas de longo alcance para lançamento de mísseis de cruzeiro de longo alcance, notavelmente o míssil de cruzeiro Harsh dual-ASHM e o ataque terrestre (LACM) e o míssil de cruzeiro Babur lançado por submarino (SLCM).

Em termos doHarba AShM / LACM, o radar OTH Type 366 (ou SLR-66) a Type 054A fornecerá à PN a capacidade de detectar e rastrear alvos de superfície, como navios a longo alcance (280 km). Sabe-se que o Harba será montado na Type 054A, mas o PN pode usar o Type 054A para fornecer detecção e rastreamento de alvos fora da plataforma continental para outros navios equipados com o Harba, como a embarcação de ataque rápido de classe Azmat (FAC).

http://www.planobrazil.com/revista-russa-afirma-que-fragatas-chinesas-type-54a-sao-os-navios-ideais-para-a-marinha-russa/

http://www.planobrazil.com/china-lanca-duas-fragatas-type-54-em-dois-2-dias-outras-3-estao-em-construcao/

http://www.planobrazil.com/chineses-lancam-a-28a-fragata-do-type-054a/

 

Fonte- Defence News IN

Categories
Meios Navais Negócios e serviços Sistemas de Armas Sistemas Navais Tecnologia Traduções-Plano Brasil

Comissionado o primeiro Destroyer ASW Asahi da classe 25DD


   
Por Ben Rimland

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

A NBC Nagasaki informa que o mais recente Destroyer anti-submarino da classe 25DD, o JS Asahi, foi oficialmente entregue às Forças de Autodefesa Marítima do Japão (JMSDF) no estaleiro Nagasaki da Mitsubishi Heavy Industries. Yutaka Murakawa, chefe de gabinete do JMSDF, liderou a cerimônia de comissionamento em frente aos 220 membros da equipe do navio e outros funcionários da JMSDF.

“Para salvaguardar a propriedade e a vida dos japoneses e para proteger ainda mais os mares, os territórios e o espaço aéreo do Japão, você deve efetivamente cumprir as responsabilidades solicitadas… Esperamos que a partir de hoje, trabalhando para uma causa comum, você cumprirá diligentemente seu dever de servir este navio com honra“, disse o chefe de gabinete Murakawa à equipe reunida.

.

 

O Nikkei informou ainda que o chefe de gabinete, Murakawa, citou especificamente a Coréia do Norte e a China afirmando que

“não é exagero afirmar que o ambiente de segurança do Japão tornou-se o mais severo ainda”.

O navio está programado para ser implantado na base JMSDF no Sasebo. Após a cerimônia de entrega, aproximadamente seis meses de testes de equipamento e exercícios de tripulação estão agendados antes do navio atingir o estado operacional completo. 

Com base no destroyer da classe Akizuki da guerra anti-aérea (19DD), o Asahi tem 151 metros de comprimento e 18,3 metros de boca, com um deslocamento total de 5100 toneladas. A classe tem um calado de 5,4 metros.

O artigo da NBC Nagasaki explica ainda que o Asahi é o primeiro destroyer da JMSDF a apresentar um sistema de transmissão “híbrido” COGLAG (gás combinado e turbina elétrica), juntamente com defesas anti-torpedos avançadas e é ainda o primeiro navio da JMSDF equipado com um sistema de radar para detectar periscopios.

Fonte: Navy Recognition

Categories
Defesa Navios Sistemas Navais

Fragata “Liberal” é condecorada com a comenda da Ordem do Mérito Naval

Almirante de Esquadra Küster realiza a imposição da comenda da Ordem do Mérito Naval
A Fragata “Liberal” foi condecorada com a comenda da Ordem do Mérito Naval, em cerimônia realizada no navio. Presidido pelo Comandante de Operações Navais, Almirante de Esquadra Paulo Cezar de Quadros Küster, o evento aconteceu no dia 16 de fevereiro.
Criada pelo Decreto n° 24.659, de 11 de junho de 1934, a comenda premia os militares da Marinha do Brasil (MB), que se tiverem distinguido no exercício da profissão e as organizações militares e instituições civis, nacionais e estrangeiras, suas bandeiras ou estandartes, assim como personalidades civis e militares, brasileiras ou estrangeiras, que prestarem relevantes serviços à MB.
A insígnia da Ordem do Mérito Naval tem, no anverso, a efígie da República, rodeada de um círculo de esmalte azul, no qual estão gravadas as palavras “mérito naval” e, no reverso, em idêntico círculo, a palavra “Brasil”.
Fonte: Marinha do Brasil