Defesa & Geopolítica

Chefe da NASA: Sem a Rússia, Estação Espacial Internacional está “perdida”

Posted by

Um alto funcionário da NASA confirmou quarta-feira (4) que os EUA não têm qualquer plano alternativo para manter a Estação Espacial Internacional (EEI) se a Rússia decidir se retirar do projeto.

A admissão franca da dependência norte-americana da Rússia no projeto da EEI foi revelada pelo administrador da NASA Charles Bolden. Esta declaração segue após longa relutância de comentar a questão, segundo reporta o jornal norte-americano Houston Chronicle.

“Teríamos que fazer uma evacuação ordenada”, declarou Bolden no subcomitê orçamentário dos EUA, reconhecendo que ambos os países são muito dependentes um do outro. Caso a cooperação seja cessada, o projeto da estação espacial, que custa US$ 140 bilhões, será terminado.

O novo presidente da subcomissão de espaço e da ciência, o republicano do Texas John Culberson, fez Bolden dar uma resposta direta:

“Você está me forçando a esta resposta, e eu gostaria de lhe dar respostas reais. Não quero tentar enganar ninguém.”

A questão de prosseguir a cooperação entre os EUA e a Rússia na EEI aparece em conexão com a deterioração das relações diplomáticas entre os dois países por razão da guerra civil na Ucrânia. A admissão franca da NASA confirma as preocupações crescentes.

A Rússia fornece transporte para os astronautas norte-americanos de e para a EEI, que orbita a cerca de 250 quilômetros acima da Terra, desde que o presidente George W. Bush assinou o decreto de retirar os shuttles do serviço operacional antes de ter outras espaçonaves que os substituíssem.

As empresas privadas, por exemplo a Boeing ou a SpaceX estão trabalhando em métodos alternativos de transportar astronautas, mas os seus projetos não darão frutos até pelo menos 2017, levantando preocupações reais sobre o destino do programa espacial dos EUA.

Fonte: Sputnik

 

shared on wplocker.com