Defesa & Geopolítica

Reino Unido na UE: Merkel reitera que deseja permanência

Posted by

Em encontro em Londres, chanceler federal alemã e primeiro-ministro britânico destacam importância de acordos comerciais entre a UE e os EUA. Líder alemã insiste que Grécia deve ficar no bloco econômico.

No encontro entre a chanceler federal alemã, Angela Merkel, e o primeiro-ministro britânico, David Cameron, os dois líderes afirmaram que a liberdade de circulação em toda a União Europeia (UE) e a perspectiva de um acordo comercial com os EUA estão no topo de suas agendas. A reunião foi realizada nesta quarta-feira (07/01) na rua 10 Downing Street, a residência oficial do líder britânico.

Quanto a uma possível saída do Reino Unido da UE, Cameron garantiu que está convencido de que pode “consertar os problemas” na relação do Reino Unido com a Europa, classificada pela população britânica como “muito frustrante”. Cameron afirmou que ele “profundamente acredita” que a UE precisa ser reformada.

Em resposta, Merkel pleiteou pela permanência britânica no bloco europeu. “Nós gostaríamos muito de ter o Reino Unido em uma Europa forte e bem sucedida.”

Há menos de quatro meses da eleição geral, o temor de uma saída do Reino Unido da EU está crescendo. Cameron prometeu realizar um referendo sobre a permanência do Reino Unido na União Europeia, caso seja reeleito como primeiro-ministro em maio.

Em relação às acusações de abuso de benefícios sociais por parte de alguns imigrantes, Merkel reiterou que essa questão também precisa ser tratada “de modo que a liberdade de circulação possa prevalecer”.

Merkel quer Grécia na zona do euro

Durante a conferência de imprensa, a chanceler federal também reiterou que deseja a permanência da Grécia na zona do euro. “A Alemanha sempre perseguiu a política de permanência da Grécia na zona do euro e que os compromissos […] entre a Grécia e a troica, e a Grécia e os Estados-membros da UE, também sejam observados e respeitados”, disse Merkel.

“A Grécia realmente fez muitos sacrifícios. Estes têm sido anos difíceis para muitos gregos. Nós percorremos um longo caminho”, concluiu.

Atentado em Paris foi “bárbaro” e “doentio”

Mais cedo, no Museu Britânico, os dois líderes europeus também comentaram e condenaram o ataque terrorista ao semanário satírico francês Charlie Hebdo, em Paris, no qual morreram 12 pessoas.

“O que aconteceu hoje em Paris é um ataque bárbaro contra os nossos valores europeus”, ressaltou a chanceler federal. “Defendemos os firmes valores da liberdade de imprensa, da liberdade e da democracia”, afirmou.

Em seu Twitter, o primeiro-ministro britânico postou que o massacre é “doentio” e que o Reino Unido apoia o povo francês na luta contra o terrorismo.

Merkel e Cameron visitaram o Museu Britânico, onde uma exibição aborda 600 anos de história alemã. A visita de cinco horas da chanceler federal foi apenas uma das vários que acontecerão nos próximos meses, como parte do ano de presidência da Alemanha do grupo internacional G7.

Fonte: DW.DE

12 Comments

shared on wplocker.com