Defesa & Geopolítica

Três fatos sobre a Nova Geração de Bombardeiro Estratégicos dos Estados Unidos -B3

Posted by

B-3-1Tradução e adaptação E.M.Pinto

A Força Aérea dos EUA tornou oficial no começo de Julho que está trabalhando no desenvolvimento da nova Geração de Bombardeiros Estratégicos da USAF: Eles são oficialmente apresentados como um novo bombardeiro. O pedido formal de propostas foi enviado aos construtores e projetistas que vão disputar o programa de pelo menos US$ 55 bilhões. Como qualquer arma classificada (secreta) há um esforço de segurança nacional para encobrir certas informações, algumas coisas sobre o Long Range Strike Bomber (LRS-B) são exatamente o que parecem ser.

1. Nossa frota de Bombardeiros é muito velha e obsoleta?

A média de idade dos bombardeiros B-52 Stratofortress é de 50 anos,  e a frota dos Lancer B-1 tem uma média de idade de 28, há uma abundância de coisas que você pode fazer com um B-52.; você pode voar sobre terrenos defendidos e soltar bombas ou mísseis de lançamento de distâncias mais seguros. Mas você não pode pilotar um B-52 em qualquer lugar que seja guardada pelos radares de defesa aérea integradas aos mísseis anti-aéreos que a Rússia vende e que a China, o Iran, a Síria, e outros usam. Somente o bombardeiro B-2 Stealth pode violar essas defesas. 

2. Estas aeronaves poderão transportar armas nucleares?

Aqui está uma pergunta que não está recebendo muita atenção: Será que o LRS-B serão projetados para entregar as armas nucleares? A Força Aérea indicou que a prioridade para o novo bombardeiro da América não é a capacidade de lançar bombas nucleares, mas para entregar outras armas. 

Em 2011, as autoridades anunciaram que a nova aeronave será primeiro preparado para missões com bombas de precisão não nucleares, mísseis e pods de guerra eletrônica. Em contraste, o Pentágono preparou o B-2 para o lançamento de bombas nucleares antes de  adaptá-los às munições convencionais. Se o financiamento para as armas nucleares não for aprovado no futuro, isso o Pentágono mudará a “cara” de dissuasão nuclear Americana baseada na Tríade Submarinos lançadores, Bombardeiros e Mísseis ICBM de lançamento estático. 

3. Na verdade, o programa já foi iniciado?

Recentemente avistamentos de OVINS em formatos Triangulares  tê vindo a ser tornar mais frequentes nos jornais e blogs alguns dos especialistas falam de um programa de desenvolvimento do governo que seria secreto e que está em curso há anos

As descrições relatam aeronaves muito semelhantes aos bombardeiros B-2 e faz sentido que eles estariam voando em missões de treinamento ou testes de sistemas.

Não importa a verdade destas aparições, sabemos que um programa de financiamento já está em andamento. Um recente relatório do Serviço de Pesquisa do Congresso, publicado on-line pela Federação de Cientistas Americanos, trata um específico programa como ‘on Government Secrecy” que abertamente retrata os desenvolvimentos significativos do programa LRS-B que já foi concluído, presumivelmente nos orçamentos sigilosos.

Tal desenvolvimento prévio também ajudaria a explicar como a Força Aérea pretende introduzir um sistema de armas tão complexo a partir de uma solicitação de propostas com capacidade operacional em cerca de 10 anos. Isto porque, os não menos complexos projetos F-22 e F-35 levaram mais de 20 para atingir a maturidade.

Como disse  Richard Aboulafia, vice-presidente da Teal Group , “o financiamento incremental não é incomum, como uma maneira de obter um projeto iniciado, apesar das restrições fiscais e mudança de tecnologia e geopolítica. Na verdade, é uma estratégia do Pentágono para fazer avançar programas tão caros. “

“Você começa o financiamento de um programa de pesquisa e desenvolvimento, mas você não avança de forma muito agressiva”, disse ele. “Você financiá-lo em um bilhão ou dois por ano, de modo que você pode começar a realmente suprotá-lo quando a situação evoluir ao nível de maturidade tornando-o um projeto estratégico.” O financiamentode acordo com o relatório do CRS terá um  orçamento inicial para o LRS-B  que  sobe de US$ 258.7 milhões em 2013 para US $ 3,5 bilhões em 2019. 

Fonte: PM

37 Comments

shared on wplocker.com