Defesa & Geopolítica

Utilidade Pública, Insegurança aérea: Mudança de Hobby

Posted by

Autor: Ricardo Correia

Plano Brasil

Em mais um deslocamento aéreo pelo país no dia 29/10/11 partindo do “Aeroporto Internacional de Guarulhos” pelas 7:00 hs em uma manhã ainda fria com camadas de nuvens que iam de 300 a 1000 metros de altitude decolagem tranqüila em nosso A319.

Passada a camada de nuvens surge um lindo amanhecer, mas 5 minutos depois da decolagem já estado a mais de 4000 metros de altitude passa por nossa janela no máximo a 200 metros da aeronave um “Balão de São João” com aproximadamente 5 metros e mais a bateria de fogos pendurada.

Opa……. espere………..festa de São João é em junho, mas estamos em outubro. Foi à época que o pessoal que fazia balão somente ficava restrito ao período de festas juninas.

O pior é que estas pessoas não imaginam o perigo que um objeto deste pode causar, mas vamos tentar explicar.

1 – Exemplo

Caso um Avião voando a 300 Km/h bata em um objeto de 2 kilos (por exemplo uma ave ou balão) o impacto na aeronave será de 7 toneladas.

Portanto este impacto pode causar um grande dano à estrutura da aeronave e até levar a uma tragédia. Lembrando que naquele momento em nosso vôo estávamos a 500 km/h.

Pela dimensão do balão de São João e seus acessórios pode-se imaginar caso ele viesse em cheio contra nosso avião nas camadas de nuvens onde não seria possível realizar uma mudança de nossa rota para evitar o impacto.

A titulo de informação o Terminal Aéreo de São Paulo movimenta 400.000 vôos e 35 milhões de passageiros por ano. Todos correndo risco por causa de um hobby perigoso e proibido por lei justamente pelos riscos que oferecem.

2 – Exemplo

Em muitos casos, ocorre a queda do balão com a bateria de fogos em atividade, portanto quem esta no solo pode receber um balão pegando fogo além dos rojões. Pode-se imaginar caso uma pessoa seja atingida os ferimentos terríveis e queimaduras.

3 – Exemplo

É comum também ocorrer incêndios em áreas de mata, causado pela queda dos balões de São João, acredito que nenhum baloeiro recolheu animais das matas mortos devido ao fogo causado por balões, seria um grande ensinamento a estas pessoas.

Há um mês atrás houve um incêndio em uma pequena reserva de Cerrado no interior de São Paulo que esta sempre monitorada e rapidamente os Bombeiros e a equipe do local combateram o fogo.
Mobilização deste trabalho: 3 viaturas do corpo de bombeiros, 1 viatura do local e 1 trator com tanque de água para os locais mais difíceis, mais de 100.000 mil litros de água utilizados, 5 horas de trabalho.

Felizmente o incêndio foi contido com o custo de 10 campos de futebol queimado de mata de Cerrado e diversos animais mortos.

Portanto um hobby perigoso e proibido por lei justamente pelos riscos que oferece.

4 – Exemplo

Em muitas indústrias e terminais de petróleo existe brigadas de sobre aviso para evitar a qualquer custo que um balão destes atinja suas instalações e cause uma grande explosão ou vazamento de produtos químicos tóxicos, lembrando que muitas destas instalações estão rodeadas por bairros populosos.

5 – Exemplo

Um balão pode cair em qualquer área habitada e iniciar um incêndio em uma casa dependendo da situação até causar a morte de seus moradores.

Após esta pequena analise dos Riscos X Benefícios, será que temos algum benefício?

Tenho a seguinte sugestão:

Balão de São João é um hobby perigoso e proibido por lei justamente pelos riscos que oferecem.

Portanto que tal MUDAR de Hobby, existem diversos que podem ser até mais legais.

Outra sugestão que tal fazer um trabalho voluntário em sua comunidade será mais útil e interessante para você.

A todos os leitores passem essa idéia para frente.

12 Comments

shared on wplocker.com