Defesa & Geopolítica

Marinha: guerra eletrônica

Posted by

http://www.superdownloads.com.br/imagens/telas/radar-screensaver-88752,2.jpg

O Centro de Guerra Eletrônica da Marinha (CGEM) recebeu, no dia 12 de setembro, o software de análise de Inteligência Eletrônica (também conhecido pela sigla em inglês ELINT – Electronic Intelligence).

Instituto de Pesquisas da Marinha entrega software ao Centro de Guerra Eletrônica da Marinha

Essa nova ferramenta, desenvolvida pelo Instituto de Pesquisas da Marinha (IPqM), permitirá à Marinha do Brasil inserir-se no seleto grupo de países que possuem a capacidade de efetuar análises de dados brutos de sinais de radar, denotando um avanço significativo para a atividade de Inteligência Operacional voltada para a Guerra Eletrônica.

A pesquisa e o desenvolvimento do novo recurso não só evidencia o patamar alcançado pelas instituições de Ciência e Tecnologia da Marinha em atender as necessidades do Poder Naval, mas abre também um novo leque de oportunidades de parcerias com instituições de pesquisa e empresas da Base Industrial de Defesa, conforme previsto nas Ações Estratégicas de Ciência e Tecnologia da Estratégia Nacional de Defesa (END).

GUERRA ELETRÔNICA DA CORVETA BARROSO TESTADA NO MAR

Os Testes de Aceitação no Porto (TAP) e de Aceitação no Mar (TAM), realizados no ano passado, comprovaram o desempenho e a sensibilidade do equipamento de Medidas de Apoio à Guerra Eletrônica (MAGE) ET/SLR-1, o Defensor, instalado na corveta Barroso.

Destinado a detectar, identificar e classificar sinais radar de navios, aviões ou mísseis, o MAGE Defensor equipara-se aos melhores sensores disponíveis na atualidade.

É de baixo custo e de fácil atualização de hardware, porque emprega o Sistema Operacional Linux.

O equipamento permite a gravação de dados brutos dos emissores para posterior análise, funcionalidade conhecida como ELINT (Inteligência Eletrônica), e integra-se ao Sistema de Combate (SICONTA MK III) do navio, via rede Ethernet, proporcionando uma interface muito mais robusta.

O MAGE Defensor, mais um produto do IPqM, consagra, assim, a capacidade de desenvolvimento tecnológico adquirida pela Marinha na área de guerra eletrônica.

Fonte: Nomar Online

17 Comments

shared on wplocker.com