Defesa & Geopolítica

22 de agosto de 1942 – O Brasil entra na II Guerra Mundial

Posted by
http://2.bp.blogspot.com/_8iibR7CFBog/SmHGoxWbYFI/AAAAAAAAGwY/24LjMKXOI7g/s320/feb.bmp
22 de agosto de 1942 – O Brasil entra na II Guerra Mundial

Fonte: Jornal do Brasil – por: Thiago Jansen


Diante das frequentes agressões dos submarinos alemães à navegação costeira do Brasil, que culminaram com o afundamento de cinco navios da nossa marinha mercante, o Presidente da República Getúlio Vargas convocou uma reunião com todo o seu ministério no Palácio Guanabara, sede do governo, no Rio de Janeiro, para examinar e definir a posição do Brasil perante o andamento da II Guerra Mundial. Atendendo aos anseios da população, expressos nas ruas de todo país, o governo tomou a decisão histórica de se juntar aos Aliados, cujas principais forças eram a URSS, os EUA e o Império Britânico, contra as potências do Eixo, liderados pela Alemanha, Itália e Japão. Após a reunião, o Departamento de Imprensa e Propaganda (DIP) divulgou um comunicado no qual o Brasil declarava guerra aos países do Eixo.

A população brasileira recebeu a decisão do governo com grande entusiasmo e mostras de patriotismo. No Rio de Janeiro, logo após a divulgação do comunicado do DIP, centenas de cariocas se deslocaram às ruas do centro da cidade, improvisando comícios onde oradores saudavam o apoio aos Aliados, e as pessoas cantavam o hino nacional.

O Brasil entra na II Guerra Mundial contra o Eixo


Além do comunicado à população, o governo brasileiro enviou uma mensagem aos governos da Alemanha e da Itália informando-os da decisão do país. No nota, além dos ataques a seus navios, o Brasil evocou as declarações de solidariedade americana votadas na Oitava Conferência Internacional de Lima e na Primeira, Segunda e Terceira Reuniões de Ministros das Relações Exteriores das Repúblicas Americanas como justificativa para sua decisão.

http://1.bp.blogspot.com/_wya_Y27oLsA/SnJcB41xebI/AAAAAAAAb8M/nKEr9Wp-UCw/s400/FEB-logo.png


A Força Expedicionária Brasileira
O governo brasileiro somente enviaria tropas para as zonas de conflito cerca de dois anos depois da declaração de guerra à Alemanha e à Itália. Em 2 de julho de 1944, o primeiro escalão das Forças Expedicionárias Brasileiras (FEB), sob o comando do general Mascarenhas de Morais, saiu do Brasil com destino à Nápoles, e entrou em combate com tropas alemães em meados de setembro do mesmo ano. Em 6 de junho de 1945, o Ministério da Guerra do Brasil ordenou que as unidades da FEB na Itália se subordinassem ao comandante da primeira região, no Rio de Janeiro, o que significava a dissolução do contingente. No total, foram enviados para a zona de guerra cerca de 25.300 brasileiros, que auxiliaram os Aliados nos momentos finais de vitória do conflito na Europa.

Fonte: Blog do Vinna

One Comment

  1. Oswaldo Neto says:

    Olá
    Uma parte da FEB que nunca foi anunciada, destacada ou sequer lembrada foi a FVSL (Força de Vigilância e Segurança do Litoral).
    Por justiça, lembro que esses valorosos homens que, assim como os seus irmãos que lutaram na Itália, permaneceram em solo pátrio defendendo nossas fronteiras contra uma possível invasão do Eixo que, graças a Deus, nunca aconteceu e que se por infelicidade tivesse ocorrido, esses guerreiros não hesitariam em tombar no cumprimento de seu dever!
    Meu avô pertenceu a FVSL, soldado Paulo Turolla, servindo na 2ª Artilharia Anti-aérea de 1942 a 1945, em Recife (defendendo a base aérea americana) e Fernando de Noronha.
    Abraços a todos.

shared on wplocker.com