Defesa & Geopolítica

A chinesa Beihang revela novo UAV TYW-1 capaz de atacar

Posted by

Richard D Fisher Jr – IHS Jane’s Defense Weekly

Tradução e adaptação: E.M.Pinto

15 de Novembro de 2017

A china Beihang tecnologia de sistema de aeronaves não tripuladas revelou em 13 de Novembro o seu mais novo veículo aéreo não tripulado de reconhecimento habilitado ao ataque TYW-1 e, o que pareceu ser uma nova versão do UAV BZK-005 multi-multi propósito de longa duração  (MALE). A apresentação foi feita na nova fábrica da empresa na cidade chinesa oriental de Taizhou.

O TYW-1, que tem uma envergadura de 18 m, possui o mesmo motor, twin-boom e estabilizador externo do BZK-005, o último dos quais se acredita estar em serviço no Exército de Libertação do Povo (PLA).

Contudo, o TYW-1 de 9,85 m de comprimento e 2,5 m de altura tem um peso máximo de descolagem de 1.500 kg em comparação com os 1.250 kg do BZK-005. De acordo com relatos da mídia chinesa, o TYW-1 pode carregar uma carga útil de 370 kg, possui quatro pontos duros inferiores, tem um teto de serviço de 7,5 km, uma autonomia de 40 horas e pode alcançar uma velocidade máxima de 200 km / h.

O UAV também está equipado com um sistema eletro-óptico que pode supostamente ler uma placa de carro a 50 km de uma altitude de 5.000 m. Ele também possui sistemas de navegação e controle de linha de visão e satélite.

A empresa também mostrou o que parecia ser uma nova versão do BZK-005 com um sistema montado sob o nariz do UAV que poderia ser medidas de suporte eletrônico (ESM), um radar ou um sistema de comunicação.

Revelado em um cartaz no  China Airshow 2004, acredita-se que o BZK-005 esteja em serviço com unidades da Força Aérea da Marinha do Exército de Libertação do Povo (PLANAF), bem como com um grupo especial subordinado ao Departamento de Pessoal Conjunto da Central Comissão Militar.

No início de Abril de 2016, o BZK-005 foi detectado na Ilha Woody no Mar da China Meridional e, em setembro de 2013, uma aeronave foi interceptada por um caça F-15J da força de auto Defesa do Japão,  voando perto das ilhas disputadas de Senkaku / Diaoyu.

Fonte: Jane’s

8 Comments

  1. Pingback: A chinesa Beihang revela novo UAV TYW-1 capaz de atacar | DFNS.net em Português

  2. Vejam que interessante !
    Se nosso vant Falcão da Avibrás não tivesse sofrido sabotagem de nossa amada FAB ( Força Aérea de Brinquedo, pois a mesma cancelou a encomenda inicial para dar prioridade ao Israelense Heron-450. Mesmo tendo gastado uma fortuna nacional nos programas SNC, DPA-Vant que são utilizados no falcão), hoje teríamos um excelente vant nacional e com melhores características técnicas do que esse aparelho Chinês.
    Pois o Falcão, em teoria poderia levar 1.500kg de carga paga total, 500kg de carga paga, teto operacional de 5.000 metros, alcance de 1.500 km com satcon, decolagem e pouso automáticos, em perda de sinal retorno a base automático, navegação por way point,s etc..
    Mas nossas amadas Forças armadas de Brinquedo preferem fomentar produtos estrangeiros em detrimento de tecnologias nacionais.
    Se já tivesse operacional, hoje provavelmente já teríamos uma versão com capacidades bélicas, mas !!!
    Nesse Bananal nada é levado a sério, e continuamos “correndo atrás do rabo”, como vira latas pulguentos que somos ( inclua-se esse que vos escreve).
    Vergonha !!!

    • Brabo hein!!! Já poderíamos estar muito bem na fita dos vant’s.

    • sergio ribamar ferreira says:

      Nada a declarar. Só concordar. Por que não nos concentramos em produzir localmente? Que sina terrível esta de ficar dependente em tudo. Um meio a mais que poderia nos servir para patrulha marítima, ou qualquer eventual possibilidade. Sr Foxtrot concordo em tudo. Engenharia reversa deste meio não é tão difícil ou impossível.

    • Cesar A. Ferreira says:

      A FAB tem essa mania de privilegiar os fabricantes israelenses em detrimento dos esforços dos produtores nacionais, mas, para isso deveria existir o Ministério da Defesa. Onde está o Ministro Jungmann para peitar o comando da FAB?

      • Triste realidade: políticos fracos gananciosos e sem compromisso com a defesa do país e militares mal intencionados e corrompíveis ocupando cargos de comando.
        E com isso o Brasil continua sendo o país do futuro vivendo uma eterna mediocridade…
        De quem é a culpa?
        Do político que nomeia o comandante ou do eleitor que elege o político?

  3. César Pereira says:

    O problema do BRASIL não somos nós , o povo, são os governantes ladrões ”coliados” aos estrangeiros contra a indústria e o desenvolvimento nacional !

  4. César Pereira 18 de novembro de 2017 at 20:48
    O problema do BRASIL não somos nós , o povo, são os governantes ladrões ”coliados” aos estrangeiros contra a indústria e o desenvolvimento nacional !

    Desculpe caro César Pereira, o problema do Brasil somos nos, os Brasileiros.
    Pois os políticos nada mais são do que filhos da sociedade, e sendo uma sociedade corrupta, desigual e preconceituosa nada mais natural que seus filhos ( políticos) também sejam.
    Por sermos muito passivos e não lutarmos por nossos direitos, os poucos brasileiros que não se enquadram nessa imagem, nada podem fazer contra tantos corruptos e desonestos !
    Passar bem.

Leave a Reply

O seu endereço de e-mail não será publicado.

shared on wplocker.com