Defesa & Geopolítica

Inaugurado prédio principal do Estaleiro de Construção de submarinos

Posted by

Foto: Marinha do Brasil

Um dos pilares do poder de dissuasão militar do Brasil no século XXI, a arma submarina, alcançou mais um importante estágio. Na Base Naval e Estaleiro de Itaguaí, Rio de Janeiro, foi inaugurada pela presidenta da República, Dilma Rousseff, o prédio principal do Estaleiro de Construção, onde os quatro submarinos convencionais e um de propulsão nuclear serão montados. A dimensão do prédio inaugurado pela presidente permitirá construir e montar, simultaneamente, duas unidades do S-BR. A cerimônia contou com a presença do ministro da Defesa, Celso Amorim, e docomandante da Marinha, almirante-de-esquadra Júlio Soares de Moura Neto, autoridades civis e militares e convidados.

Para o ministro da Defesa, a missão dos submarinos montados em Itaguaí será dissuadir as ameaças que alcancem nossa soberania pela via marítima. Ele explicou que o primeiro exemplar convencional já está sendo desenvolvido no complexo naval de Itaguaí e o de propulsão nuclear ganha contornos definitivos em São Paulo, referindo-se ao Centro Tecnológico da Marinha na capital paulista (CTMSP). Amorim destacou ainda que o Brasil é hoje, um dos poucos países do mundo com tecnologia de enriquecimento nuclear, e será usada para fins pacíficos. E finalizou: “A Marinha do século XXI deverá estar plenamente capacitada a negar o uso do mar a forças hostis”.

Acordo Estratégico Brasil-França

O Programa de Desenvolvimento de Submarinos (PROSUB) da Marinha do Brasil firmado no final de 2008 como parte do Acordo Estratégico Brasil-França, prevê a construção de quatro submarinos convencionais, um submarino de propulsão nuclear, um Estaleiro e uma Base Naval, em Itaguaí (RJ). O acordo prevê ainda que o submarino de propulsão nuclear seja totalmente projetado e construído no País. O PROSUB tem como princípios a transferência de tecnologia e a geração de nove mil empregos diretos e outros 32 mil indiretos, além do reforço da Base Industrial de Defesa. Isso vai significar, ao longo do desenvolvimento do programa, investimentos de cerca de R$ 28 bilhões de reais. O programa dotará o país de invejável poder de dissuasão militar e respaldo político internacional.

Fonte: Infodefensa

 

2 Comments

shared on wplocker.com