Defesa & Geopolítica

William Waack comenta a sua participação no evento “O Brasil e a geopolítica das armas”: evento do Ministério da Defesa discutiu como e com quem o Brasil poderia ter acesso a modernas tecnologias bélicas

Posted by


 

23 Comments

  1. Fazem só 10 anos que falo isso… kkkkkkkkkk… o WW chegou a mesma conclusão que eu antes dele… o Brasil é um planeta a parte dos demais figurantes no que tange a geopolítica… é como uma prostituta que dorme com quem lhe der mais… não se pode confiar nela… é venal, mesquinha e baratinha… e o cafetão político interno é mais prostituto que ela… qualquer malinha de dinheiro o faz trair a sua meretriz… quem seria o LOUCO de transferir tecnologia sensível para que futuramente a entreguemos por um prato de lentilhas… vamos continuar comprando de prateleira e sem escolher lado algum… nem o nosso próprio… além de prostituídos moralmente somos preguiçosos e presunçosos… zé povinho… sou cético quanto a nossa capacidade de um dia ser uma nação com N…

    “Jeca Tatu é um personagem criado por Monteiro Lobato em sua obra Urupês, que contém 14 histórias baseadas no trabalhador rural paulista. Simboliza a situação do caipira brasileiro, abandonado pelos poderes públicos às doenças, ao atraso econômico, educacional e à indigência política.
    “O Jeca Tatu não é assim, ele está assim”. A frase de Monteiro Lobato, sobre um dos seus mais populares personagens, refere sua obra para além das histórias infantis e incomoda a elite intelectual da época, acostumada a uma visão romântica do homem do campo. Jeca Tatu, um caipira de barba rala e calcanhares rachados – porque não gostava de usar sapatos, era pobre, ignorante e avesso aos hábitos de higiene urbanos. Morava na região do Vale do Paraíba (SP), distinta por seu atraso.
    O personagem Jeca Tatu e a análise dele feita por Monteiro Lobato no conto Urupês e no artigo “Velha Praga” de Monteiro Lobato, é assim explicado pelo folclorista Cornélio Pires, quando analisa o caipira caboclo:

    “Coitado do meu patrício!, (o caipira caboclo), Apesar dos governos os outros caipiras se vão endireitando à custa do próprio esforço, ignorantes de noções de higiene… Só ele, o caboclo, ficou mumbava, sujo e ruim! Ele não tem culpa… Ele nada sabe. Foi um desses indivíduos que Monteiro Lobato estudou, criando o Jeca Tatu, erradamente dado como representante do caipira em geral!” FONTE: Wikipedia.

  2. César Pereira says:

    Esse vídeo choveu no molhado,mais do mesmo ! O BRASIL precisa é de um plano de nação sério, com objetivos claros,com respeito a cronogramas bem definidos, não de parcerias ”caracú” e esse blá,blá,blá constante e sem fim a que estamos acostumados !

    • Talvez isso responda as suas questões: https://www.youtube.com/watch?v=RzE9svoryU0

      • César Pereira says:

        Esse vídeo que você ”linkou” se soma ao mais do mesmo,porque já sabemos quais são nossos problemas, já estão todos ou em sua maioria equacionados, oque precisamos é de soluções ,práticas reais que solucionem o problema, de conversas já estamos cheios !
        Já se diagnosticou a doença ,agora é ministrar o remédio e curar o paciente, chega de exames !

  3. Com a palavra o arauto racista da elite globalista sionista first american of braZil society … só tem uma coisa .. o braZil se associou a vaca sagrada dos William Waacks da vida ..rsrsr …. e até o momento ganhou o quê em modernas tecnologia bélicas americana ?.. tecnologia da década de 60 do século passado … HAHAHAHAH … a mentira tem pernas curta viu … o Waack em matéria de geopolítica…rsrsr … é igualzinho a Miriã leitão em economia …HAHAHAHAH … MEUS PARABÉNS …HAHAHAHAHAH …

    • HMS TIRELESS says:

      Bom mesmo é o arauto racista PHA, aquele que chamou um colega jornalista de “preto de alma branca” não é mesmo!? E esse é racista inclusive com direito a sentença judicial afirmando o fato……

      E o engraçado é que esse racista, declarado como tal pelo judiciário, é o mais famoso puxa-saco do heptarréu hoje presidiário….

    • Esse seu AD HOMINEM só demonstra o “nível baixíssimo” de um troll informado via imprensa chapa branca a la Brasil 247… ah, claro… quem deve entender de geopolítica é vc que, a mais de meia década não soma nada por aqui… 🙂

    • O Lucena só tem um e é aqui … não tem há outro nick além desse, bem diferente de ” outros ” por ai…srsrs… que se esconde por inúmeros nicks.
      .
      Até parece com aqueles profissionais( vigaristas ) ..rsrs.. que vive dando gope na praça .. HAHAH … sabe com é né ..HAHAH… quando a policia pega o canastrão ….vê que com ele tem muitas identidades …. tudo falsas.
      .
      O cara vive nas praças … pulando de praça em praça com suas inúmeras indentidades falsas, coisa típica de golpista( estelionatário ),o cara é um produto do meio que só sabe viver aplicano 171 nos outros …MEUS PARABENS …HAHAHAH…

    • Adriano Corrêa says:

      Lucena

      Concordo! Por isso ainda somos um país subdesenvolvido.

  4. Difícil comentar sem ter visto todo debate , no entanto a conclusão do Sr WW sobre a condição de pindorama é comum na grande maioria daqueles que se interessam por defesa (de fato ), os americanos perceberam está tendência prostituta do brasil , por isso nunca se interessaram em propor parcerias sérias, afinal quem faz proposta de casamento pra lutas? …
    Perfeito SR Exilado !

  5. Eu pergunto aos senhores aqui do PB: Porque o Brasil nao fez uma aliança forte com a Russia no inicio do governo Lula??? E o senhor Jose Alencar na sua visita a Russia nao teve boas impressoes e isso foi determinante para decisoes futuras doi governo petista??? Hoje vemos que em 15 anos os russos ja tem 2 novas aeronaves comerciais de pequeno e medio alcance e projetos para aeronaves de longo alcançe em parceria com os chineses e novos caças e helicopteros e uma industria belica recuperada e modernizada. estamos entregando nossa base de Alcantara para os americanos e a Embraer. Qual sera o nosso futuro senhores??

    • O futuro e um algo que nunca chega por aqui, porque quando chega vira presente, e o campo das ideias ideológicas e algo ireal que so cabe no futuro utópico (Ou distópico quando posto em pratica na marra) não resiste a realidade dos fatos que se encontram sempre no presente.

      O real (E não futuro sonhador besta) seria estudar e desenvolver, estudar tecnologias e menos “siências omanas” O real seria demolir todas as nossas universidade formadoras de militantes, queimar tudo o que esta impresso nelas, exilar seus docentes e alunos permanentemente para aldeias hippies no meio do mato, e começar do zero. O Real seria formar mais empreendedores e menos parasitas concurseiros.

      Ai sim na realidade poderíamos ter industrias tecnologias em geral e entre elas a de defesa, e não ficar igual retardados com chapel na mão pedindo “transferência de tecnulugia” para EUA, Russia, China ou seja la quem for, que devem rir muito do grandão bobão da America do Sul pelas costas, aquele que preferem ser o ridículo país do futuro.

      • César Pereira says:

        Capa Preta, a coisa não é bem assim como você esta falando, há pessoas capazes nas nossas universidade e até fora delas, oque o BRASIL precisa é viabilizar o conhecimento brasileiro,torna-lo algo prático,dar oportunidade aos nossos cérebros, capacidades nos temos !

    • César Pereira says:

      Meu caro Luiz, o Estado brasileiro poderia ganhar muito em uma possível parceria com a Rússia nos mais variados campos, precisamos decidir,trilhar um caminho próprio de desenvolvimento ou fazer parcerias que venham a surtir efeito concreto, essas parcerias podem ser com qualquer nação,oque não podemos é ficar eternamente na escolha! Grande abraço !

  6. O Grandão Bobão da America do Sul.

  7. Ferreira Junior says:

    Waack? Ahhhh não! Mais um puxador de saco dos EUA. Puxou tanto que foi descartado.

  8. Ferreira Junior says:

    Waack, mais um puxador de saco dos EUA. Puxou tanto que foi descartado.

  9. O que mais vi aqui foram comentários inúteis e estereotipados, o cerne do assunto o que ele abordou mesmo ninguém comentou ou fez análises pertinentes sobre o que pode ser feito, está certo ou errado.
    Lamentável o ranço ideológico que impera. Não é atoa que o Brasil está nesse atraso indefinido.
    SDS
    E.M.Pinto

    • César Pereira says:

      Discordo de você meu caro E.M.Pinto, há sim muitos comentários que fogem do assunto principal, muitos inclusive como você bem disse com elevado ranço ideológico, mas dizer que ninguém abordou a cerne do assunto não é verdade !
      O vídeo trata de um assunto que vivemos a debater aqui, que é a transferência de tecnologias bélicas ao nosso país, eu mesmo ressaltei que há parcerias que não nos interessam, que na verdade apenas engessam não só o nosso desenvolvimento,mas também atentam contra a nossa soberania, nos levando a um atraso maior são as vulgarmente chamadas ´´parcerias caracú”, devemos também ter mais ousadia e procurar novos parceiros, além desses já tradicionais, há outras nações que podem desenvolver projetos conosco.devo ressaltar que essas parcerias custam dinheiro, não são de graça, nos pagamos por elas, mas o ideal é que tenhamos um desenvolvimento próprio, esse sim pode nos traz independência .
      Por fim oque se viu no vídeo foi um assunto que se debate a décadas ,que não somou em nada, pois não se teve novidade alguma,nem perspectiva de resultado prático para nosso país ,foi mais um tiro nágua ! Grande abraço !

    • O que foi abordado nessa palestra … é o que mais se fala, desenvolver e preparar o povo para o futuro … e foi isso que sempre se buscou e para tanto … se deve distribuir os recursos para quem está no andar de baixo e não fica só lá por cima, no ápice da Piramide
      .
      Também … teve outra palestra em que o William Waack participou… e essa foi no congresso brasileiro, onde o senador Fernado Collor de Mello intermediou tal palestra …. e foi também sobre a geopolítica e defesa … e a tônica basicamente foi a mesma …e foi no governo em que Willam Waack combatia com suas criticas ideológicas no jornal da Globo, onde o mesmo era o âncora, com direito até a fake news.
      .
      Foi num governo em que se buscava investir ( tentava fazer ) em tecnologia nacional e fazer parcerias com outros países, com politicas de inclusão social e principalmente … sem que com isso … colocasse a soberania brasileira na mesa de negociação ..basta ver como foi com o projeto do F-X e a forma como o BOEING nessa época se comportou, basicamente quis ditar ( impor ) as regras do jogo …bem diferente com os outros…..que foram mais flexíveis na sua transferencial em tecnologia , como foi com os franceses,suecos e porque não … os russos.
      .
      O governo daquela época, realmente procurava atrair empresas de alta tecnologia para o pais com a sua política de desenvolvimento, priorizando no conteúdo nacional ( primeiro o Brasil ) e não o “First American” … que foi muito criticado por causo disso, inclusive pelo Waack,
      .
      Afinal …o quê em fim chegou a conclusão dessa palestra ai … sem a participação do povo no processo de aquisição de tecnologia seja ela para defesa ou não … é dá com os burro na água.
      .
      Para muitos por ai, quando um governo procura colocar o seu programa de governo onde se pensa em primeiro lugar no seu povo( nação ), como faz os americanos,russos,chineses … geralmente se ver frutos e bons frutos .. mas quando se faz isso em países como o braZil .. com se viu no passado .. em que seu presidente procurava promover a sua industria e a sua soberania, logo este é atacado … vil e impiedosamente … e quem ganha com isso ? .. a nação como um todo ou uma ínfima minoria ?
      .
      Já a questão ideológica …esta é o maior fosso( além do econômico ) que divide este pais, como é agora …., e isso não é só no braZIl ..também tem até nos EUA, basta ver como é no governo do Trump … só que lá se respeita a constituição e não contaminou no poder judiciário de lá .. já no braZil ….pelo contrário … isso chegou uma situação muito perigosa e em lugares onde a ideologia não poderia imperar ( poder judiciário ), potencializando a divisão entre a população e arruinando o seu povo e a democracia … infelizmente… isso é normal em países de 3° mundo … e logo que se havia uma politica de inclusão social buscando tirar o pais dessa vexatória categoria de terceiro mundo .

      • HMS TIRELESS says:

        Eu nunca li tanta besteira junta, propaganda político partidária de quinta categoria que esconde que o aludido ParTido fingiu um programa desenvolvimentista mas que na verdade era fachada para o assalto aos cofres públicos.

        Isso sem falar, é claro, no notório antissemitismo do militante vigarista.

        Moderador:
        TIRELESS, começamos a trabalhar com ações de moderar os comentários, e os que fogem do tema proposto na discussão não serão tolerados, Obg.

    • Chefe , o cerne da questão é que ciência, tecnologia é mais ainda defesa e Rafa a indústria que a cerca não é pauta da sociedade brasileira. Por uma série de questões estruturais e culturais de 500 anos.
      No Brasil quem estuda ciet e tecnologia não dá a mínima para ciência e tecnologia, quer no mínimo entender apenas o que vende fora para se encaixar. Empreender e desenvolver e culturalmente irrelevante por aqui.
      As forças armadas são vistas por nosso povo como um grupo de escoteiros , que estão sempre dispostos a ajudar quando a baderna em que ela sociedade gosta de viver sai muito do controle, e desastre ambiental com vítimas humanas promovido por ocupações irregulares, a greve da polícia mau paga é meu estruturada por ela sociedade, uma crise de segurança causada por uma legião de usuários de drogas da e financiada classe média, chamem os escoteiros verde oliva, tirem ele lá de longe das fronteiras e os “promova” a guardas civis aqui na esquina.
      Em vez de gastar com coisa inútil tipo caças e submarinos, como morem vassouras para eles darem uma varrida nas ruas aqui que estão muito sujas e ussem este dinheiro para bolsa isto ou vale aquilo pro povão. O estado tem que cuidar de mim, sendo populista e paternalista…este é o povo brasileiro.

      Uma Boing, Saab, Dasault,Sukoy são empresas estratégicas de orgulho de seus povos. Uma Embraer por aqui só e orgulho se o individuo tiver uma teta lá para mamar, senso ninguém liga, estão mais preocupados com a preservação da Memória, do Flamengo isto sim é orgulho para o povo daqui.

      William Waak é um pregador de deserto, e nos também.

  10. Chefe , o cerne da questão é que ciência, tecnologia é mais ainda defesa e a indústria que a cerca não é pauta da sociedade brasileira. Por uma série de questões estruturais e culturais de 500 anos.
    No Brasil quem estuda ciência e tecnologia não dá a mínima para ciência e tecnologia, quer no mínimo entender apenas o que vem fora para se encaixar. Empreender e desenvolver e culturalmente irrelevante por aqui.
    As forças armadas são vistas por nosso povo como um grupo de escoteiros , que estão sempre dispostos a ajudar quando a baderna em que ela sociedade gosta de viver sai muito do controle, e desastre ambiental com vítimas humanas promovido por ocupações irregulares, a greve da polícia mau paga é meu estruturada por ela sociedade, uma crise de segurança causada por uma legião de usuários de drogas e financiada pela classe média, chamem os escoteiros verde oliva, tirem ele lá de longe das fronteiras e os “promova” a guardas civis aqui na esquina.
    Em vez de gastar com coisa inútil tipo caças e submarinos, como morem vassouras para eles darem uma varrida nas ruas aqui que estão muito sujas e ussem este dinheiro para bolsa isto ou vale aquilo pro povão. O estado tem que cuidar de mim, sendo populista e paternalista…este é o povo brasileiro.

    Uma Boing, Saab, Dasault,Sukoy são empresas estratégicas de orgulho de seus povos. Uma Embraer por aqui só e orgulho se o individuo tiver uma teta lá para mamar, senso ninguém liga, estão mais preocupados com a preservação da Mangueira do Flamengo isto sim é orgulho para o povo daqui.

    William Waak é um pregador de deserto, e nos também.

shared on wplocker.com