Defesa & Geopolítica

Ministério da Defesa russo recebeu jammers para satélites espiões, Krasuha-4

Posted by

Krasuha-4 Plano Brasil Rustam Moscou Para o Plano Brasil e  CAVOK.

Tradução: E.M.Pinto

Defesa Russa recebeu o primeiro lote de sistemas móveis de guerra eletrônica “Krasuha-4”, que podem suprimir os satélites, radares baseados en terra, aeronaves AWACS e aeronaves de inteligência eletrônica. Segundo informações quatro sistemas já estariam em operação, outras unidades já estarão operacionais até o início de 2014.

Em 2012,os batalhões de guerra eletrônica teriam encomendado os modelos “Krasuha-2”, destinado a operações mais específicas com operação em bandas de radares mais estreitas. Estas unidades são exclusivamente destinadas a “cegar” ou ludibriar sistemas aéreos de longo alcance, como os radares dos sitemas  AWACS e E-8 Joint Stars, bem como dos veículos aéreos não tripulados americanos, como o Global Hawk e Predator.

Krasuha-4planobrasil 1

Neste mês as brigadas comoçaram a receber os sistemas “Krasuha-4” complementando a gama de operações das unidades equipadas com os “Módulos 2”. Juntas as baterias equipadas com estes sistemas, são capazes de cobrir praticamente todo o espectro eletromagnético dos radares à parcelas de algumas centenas de quilômetros. Causando danos se necessário à todos os tipos de sistemas de comunicação, radares e de guerra eletrônica.

O princípio de funcionamento dos  Krasuha-4 baseia-se na criação de uma fortede interferência numa larga banda do espectro eletromagnético que congrega as frequências dos principais radar e de outras fontes de rádio-emissores. Os Krasuha-4, parecem estéticamente com plataformas de adares normais, montados sobr um chasis de veículos  BAZ-6910 8×8.
Ambos os módulos 2 e 4 são sistemas de guerra eletrônica e inteligência eletrônica de alta tecnologia. Sua principal tarefa – a defesa contra armas de alta precisão, radares, satélites e sistemas de inteligência, que se cosntituem em tarefas muito importantes na nova doutrina de guerra centrada em redes. Em muitos aspectos, estes sistemas são únicos, e devem impulsionar a indústria de sistemas eletrônicos russa.

O sistema não se enquadra no grupo de armas desenvolvidas para o cenário de guerra assimétrica, são armas de tecnologias superiores, destinadas ao confronto com nações extremamente aparaelhadas com sistemas tecnológicos. o Krasuha-4, possui um alcance de operação entre 15 e 300 km, e começou a ser desenvolvido apartir de 2009.

5 Comments

  1. Alvez8O says:

    Se cumprir o que se pretende dele, este sistema pode ser classificado como uma arma estratégica.

    Sem dúvida nenhuma, sistemas avançados de guerra eletrônica são cada vez mais importantes, essenciais para ser exato…
    O Brasil tem pesquisas e desenvolvimentos concretos neste tipo de armamento cibernético/eletrônico?

  2. lucena says:

    Além disso ai não devemos esquecer do projeto naval russo destinado para esse fim também,como se pode vê,eles estão investindo pesado na Cyber-guerra.

  3. lucena says:

    Rússia moderniza sistema de proteção por radares
    .
    .
    .

    (…)Os peritos salientam que os radares como o Voronezh superam, por suas características atuais, não apenas os seus antecessores, mas também os análogos ao serviço dos EUA (…)
    .
    .
    (…)Em paralelo, estão sendo postos em ação outras ferramentas eficazes de defesa e proteção, como os complexos S-500 destinados ao combate contra os modernos meios de ataque, inclusive os supersônicos. (…)

    .
    .
    ************
    .
    (*)fonte:voz da russia
    .
    [portuguese.ruvr.ru/2013_04_26/Russia-moderniza-sistema-de-protecao-por-radares/ ]

  4. William says:

    Pra quem pensa que os russos estão dormindo no ponto…

  5. Esse sistema é bem interessante a Força Aerea Brasileira já possui o interferidor israelense Sky-Shield para seus aviões e seria interessante para o Exercito ter algo semelhante baseado em terra que daria grande proteção contra ataque de aeronaves

shared on wplocker.com