Categories
Defesa Rússia Sistemas de Armas Tecnologia Traduções-Plano Brasil

TsAGI completou o projeto de um modelo em grande escala da aeronave Il-276

Tradução e adaptação-E.M.Pinto

 

O Instituto de Aero-Hidrodinâmica Central de Zhukovsky (TsAGI) completou o projeto de um modelo em grande escala da aeronave Il-276. Ele será usado para testar várias opções da asa em perfis de decolagem e controles de asa, informou o TsAGI.

“A construção projetada permite realizar experimentos em três configurações diferentes. A primeira opção é um modelo totalmente montado com todos os elementos (fuselagem, asa e motor e cauda). A segunda configuração é uma fuselagem sem asa e lemes profundores. A terceira opção é um modelo completo com dois tipos de aletas de cauda e uma unidade para serem montados “...

O design tem uma porta e rampa de lançamento de cargas na cauda. Ele imitará a liberação de várias cargas para fornecer informações sobre as características aerodinâmicas durante o lançamento aéreo. A aerodinâmica será pesquisada da escotilha aberta com uma rampa e portas que podem ser abertas em várias posições.


O IL-276 é uma aeronave de dois motores que pode transportar 20 toneladas de carga até uma distância de 2000 km a uma velocidade é de 800 km / h.

Saiba mais em 

http://www.planobrazil.com/editorial-panorama-da-aviacao-de-transporte-militar-russa-parte-3/

 

Editorial: Panorama da Aviação de Transporte Militar Russa Parte 3

Fonte: Arirecognition

Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil Defesa

Ministério da Defesa da Rússia aguarda decisão de aquisição de 14 novos reabastecedores IL-78MD-90A.

E.M.Pinto

O Ministério da Defesa da Rússia pretende assinar logo em breve a aquisição frente ao construtor Ulyanovsk Aviastar um contrato de longo prazo para o fornecimento de pelo menos 14 aeronaves reabastecedoras  IL78MD90AO contrato que estará em vigor até 2027, contempla ainda a opção pela aquisição de um número igual de aeronaves em uma segunda oportunidade. Conforme relatou à  TASS, o vice-ministro da Defesa, Alexei Krivoruchko explicou que aguarda a conclusão dos testes  do protótipo os quais iniciaram este ano.

A nova geração do reabastecedores é baseada na versão modernizada do avião de transporte militar Il-76M-90A, o qual possui um projeto de asa diferente e integralmente novo, novos motores mais potentes e econômicos, e uma plataforma ainda mais reforçada, além disso, a eletrônica é inteiramente renovada e moderna. Em comparação com os seus antecessores, o alcance de voo da nova versão do Il-76 aumentou 15-20% superior e o nível de ruído e emissões de gases está de acordo às novas internacionais.

O IL-78MD-90A será capaz de reabastecer simultaneamente até três aviões, sejam eles caças ou mesmo os grandes bombardeiros estratégicos. no solo  a aeronave é capaz de distribuir combustível para quatro aeronaves de uma só vez.

Categories
Armored Personnel Carriers Defesa Traduções-Plano Brasil

Convergência de classes de veículos de combate blindados

Tradução e adaptação- E.M.Pinto


Quando Carros pesados ​​e AFVs leves são substituídos por veículos intermediários AFV

Tendências interessantes convergiram e divergiram na indústria de veículos blindados. No que diz respeito à massa, vemos veículos mais leves substituindo carros pesados ​​e, similarmente, testemunhando AFVs mais pesados substituindo os AFVs mais leves. Há uma convergência onde as classes leve e pesada são cada vez mais substituídas por AFVs de classe média.

Muitas classes de veículos de combate estão começando a surgir nas linhas também. APCs Tradicionais (Transportadores de Pessoal Blindados) tornaram-se ICVs (Veículos de Transporte de Infantaria). A renomeação é necessária, uma vez que estas novas gerações de APCs são projetadas para transportar lançadores de granadas de 40 mm, contrariando o limite do Tratado de Forças Convencionais na Europa de uma arma orgânica não superior a 20 mm. [1]

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

O transportador de tropas leve M113 APC é uma visão onipresente em todo o mundo. Fonte: Militar today.

Em suma⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

APC / IFV

  • Mecanização de massa e motorização de unidades de infantaria estão acontecendo ao redor do mundo enquanto falamos.
  • APCs de 10 toneladas sobre rodas deram lugar a APCs com rodas de 30 toneladas. [2] [3] [4] [5]
  • Veículos tracionados (devido ao seu constante ruído e vibração) causam fadiga às tropas. Isso reduz sua eficácia no combate após um longo período. Veículos com rodas, pelo contrário, permitem que as tropas cheguem ao campo de batalha com muito menos fadiga.
  • M133 e BMP de 11–13 toneladas foram substituídos por AFVs de 40 a 50 toneladas. Algumas delas têm capacidades defensivas capazes de derrotar armas com munições perfurantes de 30mm e ATGMs. [6] [7]
  • Armas em APC e IFV foram substituídas por armas mais pesadas. Do menor calibre 12,7 milímetros – 25 milímetros no passado para maiores 30 milímetros, 35 milímetros, 40 milímetros, 50 milímetros, 57 milímetros . [8]
  • Veículos hostis mais leves (não-MBT) serão enfrentados por essas brigadas mecanizadas e motorizadas.

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Suporte de fogo direto altamente móvel

  • As plataformas de armas com rodas já existem há muito tempo. No entanto, estamos vendo um aumento na introdução de novas plataformas de armas. O progresso nas ciências de materiais, eletrônica e tecnologias automotivas é responsável por isso.
  • No passado, uma brigada de infantaria teria um pelotão de carro pesado / companhia acompanhando suas manobras para fornecer suporte direto de fogo. Esses ativos pesados ​​requerem um engenheiro de acompanhamento e uma unidade de logística para auxiliar na projeção da força.
  • Hoje, as companhias de MBT ligadas às brigadas de Infantaria estão sendo gradualmente substituídas por veículos blindados muito mais leves, com armas de grande calibre para fornecer às unidades de infantaria apoio direto contra fogo. Isso é feito em parte para reduzir o custo de manutenção dos ativos de suporte.
  • Quanto mais pesado for um ativo, mais apoio é necessário para mantê-lo em movimento. Assim, o uso de veículos mais leves mantém as brigadas enxutas e ágeis. Mais fácil de implantar sem ter que comprometer outros ativos.

Tanques de batalha principais

  • A probabilidade de se encontra carros de combate principais  em batalhas  diminuiu.
    • O espectro da guerra ficou mais amplo.
    • A proliferação de UAV e UGV é agora uma realidade.
    • Os ATGM de pelotão e até mesmo de esquadrão estão se tornando cada vez mais comuns, a moderna companhia de infantaria tem uma quantidade obscena de armamento antitanque. 
    • A guerra centrada na rede deu ao degrau mais baixo do guerreiro a capacidade de chamar muito mais poder de fogo do que seus antecessores.
  • Graças aos avanços na ciência dos materiais e outras tecnologias, a blindagem pesada não é a única maneira de proteger um blindado. Armaduras mais leves (cerâmica de titânio e aço ultra-duro) agora existem que fazem o mesmo trabalho de armaduras tradicionais mais pesadas. O futuro M1A3 ou M1A2 SEP V4 contará com uma blindagem mais leve para reduzir sua massa. [9]
  • É improvável que os carros de combate existentes reduzam o calibre de suas armas. O que pode mudar, no entanto, é a redução da massa da arma, mantendo os calibres. Mais uma vez, isso é possível devido aos avanços nos projetos de metalurgia e canhão.

Em suma, a evolução da tecnologia e da doutrina permite que você coloque em campo um exército mais flexível, onde o papel dos carros de combate principais se tornou menos aparente.

Os AFV leves ficaram mais pesados ​​enquanto a geração mais nova de MBT permaneceu abaixo da marca de 60 toneladas (K2, [10] Type-99A, [11] Typoe-96B, [12] VT-4, [13] Type-10 [14]) .

⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀⠀

Transportador de tropas Stryker ICV com lançador de   granadas de 40 milímetros na torre. Tem o mesmo papel que um M113, mas não pode ser chamado de APC. Fonte: Source: US Gov National Archives Catalogue.

  1. Conventional Forces in Europe Treaty
  2. Boxer (armoured fighting vehicle) – Wikipedia
  3. Eitan AFV – Wikipedia
  4. DefTech AV8 – Wikipedia
  5. Patria AMV – Wikipedia
  6. Fact Sheet: SAF’s Next Generation Armoured Fighting Vehicle: Enhanced Firepower, Mobility and Situational Awareness
  7. T-15 Armata – Wikipedia
  8. Timothy Soh’s answer to Which autocannon is best suited for the IFV role?
  9. The Lighter and More Mobile Abrams Tank
  10. K2 Black Panther – Wikipedia
  11. Type 99 tank – Wikipedia
  12. Type 96 tank – Wikipedia
  13. VT-4 – Wikipedia
  14. Type 10 – Wikipedia

⠀⠀⠀⠀⠀⠀Fonte: Defence Politics Asia

Categories
Artigos Exclusivos do Plano Brasil Defesa Rússia Sistemas de Armas

Rússia assina novo programa de rearmamento 2018-2025 avaliado em US$ 320 bi

E.M.Pinto

Com informações – Tass


 
O secretário de imprensa do presidente, Dmitry Peskov, confirmou o fato de que o chefe de Estado assinou o novo programa estadual de rearmamentos 2018-2025.
“O caso é que este é um decreto secreto emitido pelo presidente, e não posso acrescentar nada. Foi assinado”, concluiu.

Todavia, refutando ao seu comentário proferido na semana passada o próprio Peskov considerou um erro pessoal a sua previa afirmação de que o presidente não havia ainda assinado tal decreto.

“A confusão que fiz, penso eu, na semana passada ou mesmo duas semanas atrás. Eu então disse que não foi assinado. Eu estava errado, foi realmente assinado antes do ano novo. Agora podemos dizer que ele assinou, “- disse Peskov.

O representante do Kremlin não especificou os parâmetros do programa, incluindo a sua validade, citando o segredo dos documentos relevantes.

“O fato de ser um decreto secreto do Presidente, não tenho nada a divulgar. Ela assinou “, concluiu.

Anteriormente em uma entrevista publicada segunda-feira no jornal “Kommersant”, o vice-primeiro ministro Dmitry Rogozin havia confirmado a assinatura do novo decreto.

O programa Rearmamento 20-18-2025 é estimado em US$ 320 bilhões destinado a aquisição de novos sistemas militares e programas de atualização de equipamentos para as Força Armadas Russas.

O conteúdo do programa é bastante extenso e engloba projetos  de desenvolvimentos de fundamental importância para a Rússia. Dentre eles  estão as novas fragatas super Goshkov de 8kt de deslocamento, submarinos da classe Husky, O porta aviões da classe Storm, o inicio dos trabalhos no projeto do Destroyer Leader, dentre outros. Está prevista a aquisição de armas de precisão, novos bombardeiros Tu-160 da nova versão dos quais 10 já foram encomendados, os programas dos transportadores médios, leves e pesados, dos caças Su-57, do novo interceptador de grande altitude da MIG, do MIG 35, do UCAV , e da nova família de reabastecedores e aeronaves AEW. Novos Helicópteros navais e de transporte de tropas, bem como do veículos da família ARMATA, Kurganets- 25 e Boomeerang dentre outros…