Categories
Brasil Defesa Sistemas Navais

Plano Brasil/MB/CFN/Análise: “Militares da Força de Fuzileiros da Esquadra participam da chegada do PHM “Atlântico””

 NOTA DO PLANO BRASIL, por Gérsio Mutti: Plano Brasil/MB/CFN/Análise: “Militares da Força de Fuzileiros da Esquadra participam da chegada do PHM “Atlântico””.

O Corpo de Fuzileiro Navais (CFN) é uma Força de Pronto Emprego (FPE) que integra a MB.

Possui um total de 15 mil homens prontos para o combate em terra, mar e ar.

A missão principal do CFN é garantir a projeção do Poder Naval em terra, em todo o Território Nacional, por meio de desembarques realizados em conjunto com a Marinha do Brasil (MB). Para que tal propósito se concretize exige um treinamento do mais elevado padrão, agilidade e versatilidade. Desta maneira, existem unidades treinadas em técnicas de demolição, ações especiais, paraquedismo, combate em selvas, montanhas e ações helitransportadas.

Militares da Força de Fuzileiros da Esquadra participam da chegada do PHM “Atlântico”

 Marinha do Brasil (MB), 02/09/2018

Foto: Comandante e militares do Batalhão “Riachuelo” representaram os Fuzileiros Navais no evento

No dia 24 de agosto, 30 militares pertencentes ao 1º Batalhão de Infantaria de Fuzileiros Navais, o Batalhão “Riachuelo”, embarcaram no Porta-Helicópteros Multipropósito (PHM) “Atlântico”, em Arraial do Cabo-RJ. O objetivo do embarque foi representar os Fuzileiros Navais e a Força de Fuzileiros da Esquadra durante a chegada oficial do navio, ocorrida no dia 25 de agosto.

No início da tarde do dia 25, cerca de mil pessoas compareceram ao 1º Distrito Naval, na região central do Rio de Janeiro-RJ, para acompanhar a chegada do navio. No período da manhã, vários navios da Esquadra juntaram-se ao PHM “Atlântico” em um desfile naval pela orla do Rio de Janeiro. O Comandante da Força de Fuzileiros da Esquadra, Vice-Almirante (FN) Paulo Martino Zuccaro, acompanhou o evento embarcado no Navio Doca Multipropósito “Bahia” (G-40).

Com quase 204 metros de comprimento e 22 mil toneladas, o PHM “Atlântico” foi adquirido pela Marinha do Brasil junto à Armada Britânica e será o principal meio naval da Esquadra Brasileira. Para os Fuzileiros Navais, ele será importante para a realização de Operações Anfíbias, uma vez que possui capacidade de transportar Grupamentos Operativos de Fuzileiros Navais de até 806 militares, e projetá-los sobre terra por meio de movimento helitransportado, ou por superfície, empregando embarcações de desembarque. O PHM possui quatro lanchas de desembarque anfíbio e capacidade de abrigar 40 veículos em seu porão de carga.

Fonte: Marinha do Brasil 

Categories
ADSUMUS Defesa Sistemas Navais

Marinha do Brasil assina o contrato de transferência do HMS “Ocean”

 

Na manhã do dia 19 de fevereiro, em Plymouth – Inglaterra, o Diretor-Geral do Material da Marinha, Almirante de Esquadra Luiz Henrique Caroli, representando a Marinha do Brasil, assinou o contrato de transferência do HMS “Ocean” junto às autoridades do Ministério da Defesa britânico.

Tendo sido incorporado à Marinha Real (Royal Navy – RN) do Reino Unido em 1998, o HMS “Ocean” foi projetado para realizar operações anfíbias com helicópteros embarcados e com Tropas dos Royal Marines (Fuzileiros Navais britânicos), bem como para atender a missões de ajuda humanitária, como a ocorrida em setembro de 2017, quando aquele Navio assistiu às populações Caribenhas que foram flageladas pela passagem do furacão “Irma”.

Na Marinha do Brasil, o HMS “Ocean” será empregado em operações aéreas com helicópteros, operações anfíbias com tropas de Fuzileiros Navais e missões de Controle de Área Marítima para proteção de nossas Linhas de Comunicações Marítimas, bem como conduzirá atividades de apoio logístico, de caráter humanitário, de auxílio a desastres naturais e de apoio a operações de manutenção da paz.

A incorporação do HMS “Ocean” à MB será em 29 de junho de 2018, sendo que o processo de transferência do Navio tem previsão de ser concluído até o final do mês de julho, com chegada ao Brasil em agosto. Até lá, os tripulantes brasileiros realizarão cursos na RN, em empresas fabricantes dos equipamentos e intensivos treinamentos, além de que o Navio executará serviços de manutenção e docagem em estaleiro britânico, de modo a que seja recebido em suas melhores condições de material e de preparação de nosso pessoal.

O HMS “Ocean” possui as seguintes características:

· Comprimento total: 203,43 m;
· Deslocamento carregado: 21.578 t;
· Velocidade máxima mantida (VMM) prevista em projeto: 18,0 nós;
· Raio de ação: 8.000 milhas náuticas;
· Acomodação para tropa: 806 Fuzileiros Navais; e
· Aeronaves embarcadas: 18 helicópteros.

O Navio tem capacidade para operar simultaneamente até 7 aeronaves em seu convés de voo, podendo utilizar todos os tipos de helicópteros pertencentes aos Esquadrões da Marinha do Brasil, quais sejam: Seahawk (SH-16), Cougar (UH-15 A/B); Lynx (AH-11B), Esquilo (UH-12/13), Bell Jet Ranger III (IH-6B) e Super Puma (UH-14).